Pedro Nascimento Cabral promete moção de censura se vencer eleições internas

Pedro Nascimento Cabral e RioPedro Nascimento Cabral, candidato à liderança do PSD nos Açores, prometeu ontem apresentar uma moção de censura ao Governo Regional se vencer as eleições internas.

O social democrata manteve ontem um encontro com o líder nacional do partido, Rui Rio, onde que apontaram como meta vencer as regionais de 2020. 

“Mal ganhe as eleições no PSD/Açores, a primeira coisa que me proponho fazer de imediato é apresentar uma moção de censura na Assembleia Legislativa Regional dos Açores para censurar a política do Governo socialista, que tem trazido aos Açores uma situação absolutamente catastrófica em sectores essenciais como a saúde, a educação ou os transportes”, anunciou o candidato, no final de um encontro de cerca de uma hora com o presidente do PSD, Rui Rio, na sede nacional, em Lisboa.

Segundo Pedro Nascimento Cabral, a moção de censura terá também um pendor construtivo, apresentando um conjunto de medidas alternativas que resultarão da sua moção global de estratégia.

Como objectivo da sua candidatura, o candidato à liderança do PSD/Açores apontou o fim de “24 anos de governação socialista” no arquipélago açoriano, meta que tinha também sido apontada por Rui Rio, que falou de “um novo ciclo” no arquipélago.

“Com todo o gosto ouvi as ideias dele [do candidato] para o PSD nos Açores, cujo principal objectivo que nós temos, naturalmente, é conseguir ganhar as eleições legislativas regionais de 2020. Já há tempo suficiente de desgoverno do PS nos Açores, por contraposição ao tempo em que o PSD, com Mota Amaral, desenvolveu fortemente a região autónoma”, afirmou Rui Rio.