Há já 800 pedidos de ajuda de produtores para compensar os prejuízos pela seca

plantação milho

Já chegaram, até ao momento, à Secretaria Regional da Agricultura e Florestas cerca de 800 candidaturas de produtores, pedindo apoio pelos prejuízos causados pela seca na Região.

O Secretário Regional, João Ponte, adiantou que as candidaturas chegam de todas as ilhas, acrescentando que “há mais candidaturas onde se verifica maior seca, como é o caso das ilhas Terceira e São Miguel”, sendo que as culturas mais afectadas pela seca são as hortícolas e o milho forrageiro.

Apesar do prazo para estas candidaturas apenas terminar no próximo dia 6 de Setembro, o Secretário Regional da Agricultura, João Ponte, já veio estimar em milhões o apoio público necessário para compensar o prejuízo provocado pela seca no sector, adiantando que esse valor só será definido findo o prazo das candidaturas.

Em declarações aos jornalistas enquanto acompanhava uma equipa técnica de verificação dos prejuízos declarados pelos agricultores na freguesia dos Fenais da Luz, concelho de Ponta Delgada, João Ponte garantiu que “neste momento estamos com 15 por cento dos controles efectuados. Vamos intensificar e tomar medidas para que estes controles sejam mais céleres, no que concerne ao tempo que é despendido no terreno, sem com isso colocar em causa a avaliação correcta e efectiva dos prejuízos”. 

Prejuízos que são muitos, tendo chegado, até ao momento, à Secretaria da Agricultura pedidos de apoio a cerca de 3 mil e 500 hectares de cultura de milho forrageiro destruída e 130 hectares de produtos hortícolas 

O titular da pasta da Agricultura destacou ainda que, além deste apoio às perdas de produção, que se trata de um apoio directo ao produtor em função dos prejuízos verificados e em função do valor definido por hectare, quer para o milho forrageiro, quer para os produtos hortícolas, foram também definidos apoios imediatos para a importação de alimentos.

“Já publicamos uma portaria para o apoio de 10 mil toneladas e vamos renovar, de imediato, este apoio em igual montante. Foi esse o compromisso que o Governo Regional assumiu com a Federação Agrícola dos Açores”, afirmou o Secretário Regional.

João Ponte assegurou ainda que a importação de palha e fenos prensados tem sido feita para todas as ilhas, em função do número de animais por ilha, em cooperação com as cooperativas.

More articles from this author