Tempestade vai atingir todas as ilhas mas Flores e Corvo serão as mais fustigadas

vila do corvoOs efeitos do furacão Helene deverão começar a fazer-se sentir a partir da tarde de amanhã no Grupo Ocidental dos Açores, segundo um comunicado emitido ontem pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA adianta que “é provável (probabilidade entre 60 e 70%) que as ilhas do Grupo Ocidental (Flores e Corvo) comecem a sentir os efeitos desta tempestade a partir da tarde de Sábado”, período para o qual está previsto “vento muito forte do quadrante sul com rajadas até 120 quilómetros por hora, chuva forte e ondas do quadrante sul entre seis e oito metros de altura significativa”.

“Nas restantes ilhas do arquipélago também se prevê um agravamento do estado do tempo, devido à passagem da tempestade tropical, no entanto, será de forma menos significativa”, adianta o IPMA.

Amanhã, para o Grupo Central (Terceira, São Jorge, Pico, Graciosa e Faial) as previsões apontam para vento forte do quadrante sul com rajadas até 80 quilómetros por hora e períodos de chuva forte.

No Grupo Oriental (São Miguel e Santa Maria), prevêem-se vento do quadrante sul moderado a fresco com rajadas até 50 quilómetros por hora e períodos de chuva forte.

De acordo com o IPMA, o furacão “Helene” (categoria 1) “está a deslocar-se para norte com uma velocidade de 22 quilómetros por hora, prevendo-se que diminua de intensidade durante quinta-feira, passando a classificar-se como tempestade tropical”.

 

Grupo Ocidental

Aviso LARANJA referente a:

PRECIPITAÇÃO

No período entre as 12H00 de sábado, 15 de Setembro, e as 06H00 de Domingo, 16 de Setembro.

Aviso AMARELO referente a:

VENTO

No período entre as 18H00 às 20H00 de Sábado, 15 de Setembro.

Aviso LARANJA referente a:

VENTO

No período entre as 20H00 de Sábado, 15 de Setembro, e as 03H00 de Domingo, 16 de Setembro.

Direcção sudoeste, passando a noroeste.

Aviso AMARELO referente a:

VENTO

No período entre as 03H00 às 06H00 de Domingo, 16 de Setembro.

Aviso AMARELO referente a:

AGITAÇÃO MARÍTIMA

No período entre as 15H00 às 20H00 de Sábado, 15 de Setembro.

 

Ondas de sul, passando a sudoeste.

Aviso LARANJA referente a:

AGITAÇÃO MARÍTIMA

No período entre as 20H00 de Sábado, 15 de Setembro, e as 03H00 de domingo, 16 de Setembro.

Ondas de sudoeste, passando a noroeste.

Aviso AMARELO referente a:

AGITAÇÃO MARÍTIMA

No período entre as 03H00 às 06H00 de Domingo, 16 de Setembro.

 

 Grupo Central

 Aviso AMARELO referente a:

PRECIPITAÇÃO

No período entre as 12H00 de Sábado, 15 de Setembro, e as 06H00 de Domingo, 16 de Setembro.

Aviso AMARELO referente a:

AGITAÇÃO MARÍTIMA

No período entre as 21H00 de Sábado, 15 de Setembro, e as 12H00 de Domingo, 16 de Setembro.

 

Grupo Oriental

 Aviso AMARELO referente a:

PRECIPITAÇÃO

No período entre das 06H00 às 16H00 de Domingo, 16 de Setembro.

O Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores recomenda que sejam tomadas, entre outras, as seguintes medidas de autoprotecção:

Mantenha limpos os seus sistemas de drenagem, bem como os adjacentes à sua residência, alerte as autoridades competentes;

Não circule sem necessidade. Pode atrapalhar a circulação das forças de segurança ou cair em buracos ocultados por lençóis de água;

Em locais não pavimentados, as águas podem causar erosão dos solos, levando à queda de muros, taludes, postes, entre outros;

Consolide telhados, portas e janelas;

Corte ou pode as árvores próximas em risco de queda, procure informação na sua autarquia;

Guarde os objectos soltos do jardim. Um objecto, mesmo que o considere leve, projetado pelo vento forte pode causar grandes prejuízos materiais e até acidentes pessoais graves;

Feche bem as janelas e persianas;

Reforce as amarrações da sua embarcação ou mude-a para local seguro;

Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas. Afaste-se de áreas baixas junto à costa;

Não praticar actividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos ou passeios à beira mar;

Estar atento às informações e indicações da Protecção Civil e Forças de Segurança.

 

3 furacõesHá 3 furacões activos em pleno Atlântico

 

Há três furacões em actividade no Atlântico: Florence, Isaac e Helene, este último o mais próximo dos Açores, que nos atingirá amanhã. 

Neste momento, o furacão Florence é o que representa uma maior ameaça, tendo atingido recentemente a categoria 4 numa escala que vai até ao 5, devendo ter chegado ontem à costa dos EUA, atingindo vários estados da costa leste.

Todos os furacões  formaram-se no Domingo passado.

São mais de 3.000 quilómetros que separam os três furacões, por isso a única forma de os observar em simultâneo é a partir do espaço.

As imagens foram feitas pelo GOES 16, um satélite de última geração lançado no ano passado com a objectivo claro de melhorar as previsões sobre furacões. 

O GOES 16 também tem a capacidade de ampliar as imagens de furacões específicos, oferecendo bons close-ups  que correm o mundo.

A Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos EUA compartilhou recentemente o olho do furacão Florence. 

O turbilhão de nuvens em volta do centro do furacão é um sinal de que está a ganhar força como era esperado.

Nos EUA há milhares de evacuações e entre os evacuados estarão muitos emigrantes açorianos que residem nas Carolinas, a do Norte a do Sul.