PSD diz que nunca existiu a intenção de criar uma ZEE na ilha Terceira

António Ventura no parlamentoO deputado do PSD/Açores na Assembleia da República, António Ventura, afirmou ontem que “nunca existiu a verdadeira intenção de criar uma Zona Económica Especial (ZEE) na Praia da Vitória”, conforme foi anunciado, “com pompa e circunstância - em Novembro de 2015 - pelo Vice-presidente do governo açoriano”, lembrou.

Intervindo no debate, na especialidade, que discute o Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), o social democrata quis saber - junto do Ministro dos Negócios Estrangeiros - “se a então - também - anunciada candidatura da ZEE à Comissão Europeia já foi feita pelo Governo da República, ao que o Ministro não respondeu”, lamentou.

“Nem uma palavra. Parece que este Governo nunca ouviu falar do assunto”, disse António Ventura, considerando que “o silêncio do ministro só vem provar o embuste planeado pelos dois governos - Regional e da República - que, na verdade, nunca tiveram a intenção de criar uma ZEE na Ilha Terceira”. 

“Tratou-se de publicidade enganosa e, o que agora constatamos, é que finalmente caiu a máscara aos dois governos”, assegura o deputado.

António Ventura denunciou ainda “um défice de 10 milhões de euros no programa POSEI para os Açores”, querendo saber “que iniciativas Portugal tem em vista, de modo a que se consiga colmatar esse défice - que também existe e que é de 5 milhões de euros, no caso da região autónoma da Madeira -”, indagou.

O deputado salientou a importância de um programa como o POSEI que, anualmente, “injecta alguns milhões de euros na Agricultura e nas produções animais e vegetais das Regiões Ultraperiféricas (RUPs)”, disse.