Azores Airlines teve apenas 56% dos voos a chegarem a horas

SATA - Azores Airlines

A Azores Airlines (antiga SATA Internacional) teve em Outubro apenas 56,2% dos voos a chegarem à hora, no que é o 4º pior registo no ranking publicado pela consultora OAG e que inclui 153 companhias aéreas.

Por sua vez, a TAP teve em 56,4% dos voos a chegarem até 15 minutos da hora marcada, que é o seu melhor registo desde Maio (58,1%), mas ainda assim o 5º pior do mês no ranking.

O ranking inclui ainda a SATA Air Açores, com 75% das chegadas até 15 minutos da hora marcada, o que lhe dá o 103º lugar no ranking da OAG, enquanto a TAP está em 149ª e a SATA Internacional está em 150ª.

Os dados publicados pela OAG e citados pela PressTUR, incluem ainda a indicação de que a Orbest teve 66,7% dos voos à hora e a euroAtlantic teve 100%, mas sem as incluir no seu ranking, referindo apenas a companhia de Tomaz Metello foi a 370º com mais voos controlados, com oito, e a Orbest foi a 364º, com 18 voos.

A maior de Portugal foi naturalmente a TAP, em 56ª em Outubro, com 11.613 voos controlados, seguindo-se a SATA Air Açores em 222ª, com 1.275 voos, e finalmente a SATA Internacional em 267ª, com 623 voos.

A nº1 mundial foi a American Airlines, com 195.139 voos, seguindo-se mais três companhias dos Estados Unidos — a Delta Air Lines, com 161.501, a United Airlines, com 150.295, e a Southwest Airlines, com 117.317 — e, a fechar o Top 5, a Ryanair, que é assim a maior europeia, com 69.466 voos.

Depois vêm as chinesas China Southern Airlines, com 67.254, e China Eastern Airlines, com 64.978, e seguem-se a easyJet, com 55.351 voos, que é assim a segunda maior europeia, a Air Canadá, com 49.380, a Lufthansa German Airlines, com 49.085, e a Turkish Airlines, com 41.635.

A melhor em pontualidade entre estas ‘gigantes’ é a Delta, que opera no Verão de Nova Iorque para Ponta Delgada, com 87,1% dos voos a chegarem até 15 minutos da hora anunciada, seguida pela Southwest com 82,7%, a United Airlines com 81,4%, a China Southern com 80,8% e a American Airlines com 80,1%.

A OAG, que avisa que apenas inclui no seu ranking as companhias e aeroportos relativamente aos quais ‘controlou’ mais de 80% dos voos programados, não incluindo assim a Ryanair, indica para esta companhia um índice de pontualidade de 78,2%, que é o 2º melhor das ‘gigantes’ europeias, depois da Turkish, com 78,6%, e à frente da easyJet, com 75,1%, e Lufthansa, com 70,1%. 

 

Terceira tem o melhor aeroporto em pontualidade

 

O Aeroporto de Lisboa voltou em Outubro a ter mais de metade das partidas a saírem até 15 minutos da hora marcada, mas por pequena margem, mantendo-se assim entre os 20 piores em 1.195 aeroportos de todo o mundo com dados publicados pela consultora OAG.

A informação indica que em Outubro 52,2% das partidas do Aeroporto de Lisboa saíram até 15 minutos da hora marcada, que é o melhor registo desde Maio (53,9%), mês a partir do qual não voltou a ter sequer metade dos voos à hora, com 38,3% em Junho, 33,3% em Julho, 40,3% em Agosto e 43,3% em Setembro.

A deterioração dos índices de pontualidade é ‘normal’ em época alta, em que todas as companhias trabalham nos limites de capacidade, mas os dados coligidos pelo PressTUR evidenciam que Lisboa esteve sempre com índices de pontualidade inferiores aos dos meses homólogos de 2017.

Esses dados mostram, adicionalmente, que o Aeroporto de Lisboa é também o aeroporto português com piores índices de pontualidade, o que poderá ter como explicação estar a operar no limite de capacidade, mas a questão é que nenhum dos aeroportos portugueses aparece bem posicionado nos rankings da OAG.

Em Outubro, segundo o ranking publicado pela OAG, apenas um aeroporto português ficou entre os 1.000 melhores, a Terceira, mas por pouco, pois ficou em 995º, com 73,5% dos voos a partirem até 15 minutos da hora marcada.

Todos os outros ficaram abaixo do 1000º lugar em 1.195 aeroportos, com o Porto, segundo maior aeroporto português a ter a segunda pior classificação, em 1.159º, com 59,3% dos voos à hora.

Seguiram-se Faro, em 1.120º, com um índice de pontualidade de 65,1%, Funchal, em 1.105º, com 66,8%, Ponta Delgada, em 1.076º, com 69,3%, e Horta, em 1.007º, com 72,9%.

A informação da OAG indica que Lisboa foi o 80º maior aeroporto em número de voos que ‘controlou’, com 9.330, seguindo-se o Porto, em 204º, com 3.927, Faro, em 261º, com 2.833, Funchal, em 551º, com 933, Ponta Delgada, em 605º, com 814, Terceira, em 817º, com 478, e Horta, em 1.138º, com 187.

O nº 1 mundial foi Chicago O’Hare, com 38.309 voos.