Bilhetes à venda para o Chicharro 2019 no “Santo Cristo”

Festa do Chicharro1De 24 a 30 de Maio estarão à venda os primeiros ingressos para o Chicharro 2019 da Ribeira Quente, evento que este ano comemora 30 anos e que acontece entre os dias 4 e 7 de Julho.

Novamente, a Direcção da Associação Cultural e Desportiva Maré Viva vai colocar um lote de mil bilhetes à venda, a 17 euros o ingresso geral, nas Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres. No entanto, se estes bilhetes esgotarem antes do dia 30 não serão colocados mais bilhetes à venda, nesta fase. Assim sendo, os pontos de venda durante a Festa do Senhor Santo Cristo serão o Quiosque de Tabaco FTM (Entrada da Zona das Tascas) e o Coral de São José. 

Na Ribeira Quente o ponto de venda, para esta campanha, será, como já vem sendo hábito, no Café Adelino. 

Recorde-se que para o Chicharro 2019 estão confirmadas as presenças de Daniela Mercury, Starlight, Calema, Mosimann e Insert Coin.

552 ideias apresentadas na segunda edição do Orçamento Participativo dos Açores

sergio avila11Os açorianos apresentaram 552 antepropostas na segunda edição do Orçamento Participativo dos Açores (OPA).

Segundo os dados ontem divulgados pelo Governo Regional, que destacou a forte adesão da população, houve um aumento no número de ideias apresentadas em relação à primeira edição, com mais 225 propostas feitas.

Em nota divulgada pelo seu gabinete de comunicação, o executivo açoriano revela que na fase 1 “os açorianos responderam de forma muito positiva ao convite do Governo Regional, tendo sido apresentadas, entre 22 de Fevereiro e 30 de Abril, 552 antepropostas por mais de um milhar de cidadãos a partir dos 14 anos - mais cerca de 500 em relação ao ano passado.

Foram organizados 38 encontros participativos nos 19 concelhos da Região, onde o executivo recolheu 401 antepropostas, “tendo estes encontros contado com a participação de cerca de 1.700 pessoas”. Foram também enviadas 151 antepropostas através do sítio do OP Açores na Internet.

A segunda edição do OPA conta com um aumento de 1 milhão de euros da verba destinada à execução das ideias propostas e votadas pelos cidadãos, tendo ainda como novidades “uma nova área temática, a Cultura, e a possibilidade de apresentação de antepropostas de âmbito regional, para além das ideias por ilha, passando cada cidadão a poder votar duas vezes, ou seja, um voto numa proposta de âmbito regional e um voto numa proposta de âmbito de ilha”.

Por área temática, foram apresentadas 251 ideias na Juventude, 92 no Turismo, 72 na Cultura, 71 na Inclusão Social e 66 ideias na área do Ambiente. Relativamente ao âmbito, 428 antepropostas são de ilha e 124 de âmbito regional, revelou o governo.

Entre as 428 antepropostas de âmbito de ilha, 153 referem-se a São Miguel, 64 à Terceira, 60 ao Pico, 41 a São Jorge, 33 ao Faial, 27 às Flores, 26 à Graciosa, 16 a Santa Maria e as restantes oito ao Corvo.

No comunicado emitido pelo governo, o vice-presidente do executivo conngratulou os açorianos pela forte adesão ao Orçamento Participativo dos Açores, que promove a democracia participativa e o envolvimento dos cidadãos na tomada de decisão sobre a aplicação de verbas públicas, salientando que, tal como na edição anterior, sugeriram, de forma fácil e directa, ideias de investimento público a executar pelo executivo nas nove ilhas do arquipélago”.

As 552 antepropostas apresentadas estarão até final de Junho em análise técnica, a cargo dos departamentos do Governo Regional, sendo divulgadas a 1 de Julho as listas provisórias das propostas a submeter à votação e das antepropostas rejeitadas, através do endereço https://op.azores.gov.pt.

Campeonato Nacional de Trauma e de Desencarceramento traz prestígio aos Açores

rui luis campeonato traumaO Secretário Regional da Saúde destacou ontem o prestígio e a visibilidade que o Campeonato Nacional de Trauma e de Desencarceramento, que decorre na Praia da Vitória de 17 a 19 de Maio.

“Trata-se de uma prova de alto nível de competição, que vai mobilizar 25 equipas de todo o país, que, ao darem o seu melhor, acabam por aprofundar técnicas e competências no socorro prestado à vítima”, afirmou Rui Luís, que falava a apresentação do evento, na Praia da Vitoria.

Este encontro, que conta com a presença de 16 equipas de Trauma, entre as quais quatro açorianas, e nove equipas de Desencarceramento, envolvendo um total de cerca de três centenas de pessoas, permitirá o apuramento das equipas que concorrem ao Campeonato do Mundo do Trauma, a disputar em Setembro, em França.

“É uma honra para a Região poder ser palco desta prova, organizada pela Associação Nacional de Salvamento e Desencarceramento e pela Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória, com a colaboração do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores”, salientou Rui Luís.

Para o responsável pela pasta da Protecção Civil, este evento é reflexo do investimento que tem sido realizado na formação aos corpos de bombeiros dos Açores e dos resultados que têm sido alcançados, a nível nacional e internacional, pelas equipas açorianas.

“Lembro, a título de exemplo, os resultados obtidos pela equipa de Trauma da Associação de Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória, que foi campeã do Mundo em 2017, na Roménia, e vice-campeã do Mundo em 2018, numa competição realizada na África do Sul”, destacou.

Rui Luís sublinhou ainda a oportunidade que os participantes nestas provas têm de avaliar técnicas e de utilizar as ferramentas utilizadas em situações reais de salvamento.

Durante os dois dias de competição estará também disponível uma exposição com equipamentos, ferramentas e fardamentos inovadores utilizados pelas corporações de bombeiros.

Plano de Acção para a Eficiência Energética “em linha com objectivos regionais, nacionais e europeus”

Andreia Carreiro - visita InsulacA Directora Regional da Energia afirmou ontem que o Plano Regional de Acção para a Eficiência Energética (PRAEE), cujos trabalhos de auscultação no terreno a diversos sectores se encontram a decorrer, tem o objectivo de definir políticas públicas em matéria de consumo de energia “adequadas e ajustadas às reais necessidades dos Açores e dos açorianos”.  

“Este é um plano que se rege em concordância com os objectivos regionais, nacionais e europeus para uma energia mais limpa, competitiva e segura para todos, contemplando medidas a implementar, divididas em cinco áreas, de forma a optimizar as sinergias entre sectores com características semelhantes, com enfoque nos comportamentos, na administração pública, nos edifícios, na indústria, onde se inclui o sector primário, e na mobilidade”, afirmou Andreia Carreiro, à margem de uma visita à INSULAC, na Ribeira Grande.

Andreia Carreiro salientou que a aposta na eficiência energética evidenciada no PRAEE é “estratégica”, uma vez que “consiste na optimização e racionalização dos consumos energéticos sem comprometer a qualidade do serviço e o conforto, permitindo alcançar vantagens económicas e sociais para as empresas e para as famílias, em plena harmonia com a sustentabilidade ambiental da Região”.

Nesse sentido, considerou que é “imprescindível envolver todos os açorianos na elaboração deste Plano, que detalhará a política de eficiência energética regional, garantindo a sua transversalidade e aplicabilidade prática na realidade açoriana”.

Relativamente à visita que realizou à INSULAC, Andreia Carreiro frisou que “a indústria dos lacticínios é uma das mais expressivas nos Açores, tendo vindo a conquistar reconhecimento internacional pela qualidade do produto oferecido, sendo um sector em desenvolvimento e crescimento”, acrescentando que a indústria dos lacticínios e outras associadas a carne e rações “representam cerca de 75% do consumo de energia, no total da indústria açoriana”.

“Por isso, é imperativo optimizar o processo produtivo, aliado a uma racionalização do uso de energia, devendo o sector reger-se pela procura permanente de soluções e tecnologias inovadoras que permitam maximizar a sua competitividade, minimizando o impacte ambiental da sua actividade, reafirmando a imagem de natureza associada aos produtos açorianos”, afirmou. No âmbito do desenvolvimento do PRAEE, a Direcção Regional da Energia vai prosseguir com visitas a várias unidades agroindustriais açorianas e reunir com outros sectores de actividade, como as pescas e a hotelaria.

Previsão aponta para crescimento do Turismo em Março

grafico turismo marçoSegundo o Indicador de Turismo-Açores, uma previsão do SREA divulgada todos os meses, as dormidas na Hotelaria Tradicional, no Turismo no Espaço Rural e no Alojamento Local durante o mês de Março de 2019 terão sido aproximadamente 159 mil. 

Os gráficos apresentam o número de dormidas registadas (em milhares) nos meses de Janeiro, Fevereiro e Março de 2019, e respectivos meses homólogos, nos diversos tipos de alojamento turístico.

O IT de Março de 2019 estima uma manutenção da tendência de crescimento do número de dormidas verificada em meses anteriores.