Governo quer encontros no âmbito da divulgação científica e tecnológica

A Secretaria Regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos vai promover a realização de reuniões no âmbito da divulgação científica e tecnológica, no âmbito das actividades comemorativas Dia Nacional da Cultura Científica.
O concurso, aberto até ao dia 31 de Outubro, destina-se a comparticipar a organização, nos Açores, de reuniões no âmbito da divulgação científica e tecnológica, nomeadamente congressos, seminários, encontros e palestras, essencialmente destinadas ao público em geral e abertas à participação da comunidade.
Promover a Sociedade do Conhecimento, contribuir para a generalização da cultura científica e tecnológica e fomentar a reflexão e a discussão sobre Ciência e Tecnologia entre os jovens e o público em geral, são alguns dos objectivos desta iniciativa.
As entidades que poderão beneficiar desta medida são várias, desde instituições de ensino superior ou Unidades orgânicas de I&D ou de ID&I, passando por unidades orgânicas do sistema educativo que integrem a rede pública de ensino da Região Autónoma dos Açores ou os seus fundos escolares, até hospitais, laboratórios, fundações, associações de I&D ou de ID&I sem fins lucrativos, e entidades regionais públicas ou privadas sem fins lucrativos. São também entidades beneficiárias as entidades ou organizações, sem fins lucrativos, externas à Região Autónoma dos Açores, que organizem eventos no âmbito da divulgação científica e tecnológica.

Protecção Civil assinala Dia Internacional para a Redução das Catástrofes com simulacros

Assinala-se hoje o Dia Internacional para a Redução das Catástrofes, uma efeméride que pretende chamar a atenção de todos os Estados para a necessidade de adoptarem políticas que visem a prevenção e a redução de danos, humanos e materiais, directamente causados pela ocorrência de fenómenos de origem natural.
A iniciativa visa, essencialmente, sensibilizar os governos, as organizações e os cidadãos de todo o mundo para a necessidade de desenvolverem acções concretas que contribuam para reduzir as vulnerabilidades e para aumentar a capacidade de resposta face à ocorrência de catástrofes.
O Governo Regional dos Açores, através do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores, tem garantido investimentos tangíveis neste domínio com a finalidade de reduzir a vulnerabilidade regional e proteger o desenvolvimento.
Apostar na contínua melhoria qualitativa e quantitativa dos recursos humanos, aumentar o número e qualidade dos equipamentos e infra-estruturas e promover uma cultura de segurança, nomeadamente na prevenção e preparação para catástrofes e atenuação dos seus efeitos, têm sido alguns domínios onde a tutela tem centrado esforços.
Inserida nas comemorações do Dia Internacional para a Redução das Catástrofes Entre outras actividades, o SRPCBA desenvolve o exercício “Vulcano 2011”, no concelho das Lajes do Pico, nos próximos dias 15 e 16 de Outubro, visando testar a resposta dos diferentes agentes de Protecção Civil perante uma situação de catástrofe.
Este exercício envolverá um grande conjunto de Direcções Regionais e outras entidades de âmbito regional, bem como as entidades presentes na Comissão Municipal de Protecção Civil, tutelada pela respectiva Câmara Municipal.
Nos dias 17 e 18 de Outubro, o SRPCBA participa, como parceiro, no Exercício Açor 112, da responsabilidade do Comando Operacional dos Açores, visando a preparação das Forças Armadas para o apoio das operações de protecção civil.
No Dia Internacional para a Redução das Catástrofes Naturais, a Secretaria Regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, através do Serviço Regional de Protecção Civil, reafirma a determinação de levar a bom termo esta tarefa essencial, com o lema “a questão da redução das catástrofes naturais diz respeito a todos nós”.

Santa Casa da Misericórdia de Santo António compra o terreno para futura Aldeia Social

Na próxima sexta-feira, 14 de Outubro, terá lugar a assinatura da escritura de compra de um terreno por parte da Santa Casa da Misericórdia de Santo António da Lagoa à Diocese de Angra e com o objectivo que nele se venha a implementar o projecto da Aldeia Social. A assinatura desta escritura será outourgada pelo Provedor da Misericordia, Sr. João Manuel Moniz de Sousa e pelo Iconomo, Padre Adriano Manuel Torres Borges, e terá lugar pelas 11h00, na Sede Honorifica desta instituição, sita ao Convento dos Franciscanos, na freguesia de Santa Cruz e contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, para além dos membros da Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia de Santo António e dos Presidentes da Assembleia Geral e Conselho Fiscal.
Trata-se de um terreno localizado na freguesia de Santa Cruz e que se destina à construção e implementação da futura Aldeia Social, que se assume como um projecto de grande importância para o Concelho de Lagoa pela agregação de diversas infra-estruturas que darão respostas ao nível social e sobretudo visando colmatar serviços que o Concelho de Lagoa não dispõe até à data.
Neste momento, na casa que o referido terreno alberga, já está a funcionar desde Setembro do corrente ano o Banco Alimentar no Concelho de Lagoa, mas nos cerca de 22 000 m2 de área disponível, a intenção é que neles se venham a implementar, de imediato, uma horta comunitária e posteriormente um CAO (Centro de Actividades Ocupacionais), uma Unidade de Cuidados Geriatricos e uma creche. O primeiro  equipamento, há muito aguardado, trata-se de uma resposta de grande necessidade para o Concelho de Lagoa, pois é o único que não possui uma valência dessa natureza. Existe cerca de uma centena de famílias a aguardar por vaga nos equipamentos dessa natureza existentes na Ilha, mas sem capacidade para responder a todas as situações.

Lar de Idosos da Lagoa com inovador sistema de monitorização informático
A Santa Casa da Misericórdia de Santo António também é destaque pela aquisição de um inovador sistema de monitorização informático para o seu Lar de Idosos que permitirá saber, em tempo real, toda a informação referente aos cuidados prestados aos residentes, as tarefas realizadas pelos funcionários da valência e demais rotinas desenvolvidas neste Lar de Idosos.
Este equipamento permitirá uma maior celeridade nos procedimentos adoptados, representando uma real poupança em termos de tempo e de papel e possibilitando que a qualquer momento se possa ter conhecimento de um determinado dado.
Foi também desenvolvido um programa de segurança que também se revela de grande utilidade para os Residentes, pois permitirá alertar com antecipação possíveis incidentes com os idosos, por via de um dispositivo que detecta se o utente ultrapassar um determinado perímetro de segurança no Lar.

Nova direcção no Grupo Folclórico de Cantares e Balhados da Relva

O Grupo Folclórico de Cantares e Balhados da Relva, em assembleia-geral, realizada no passado dia seis do corrente, elegeu os membros que irão compor os órgãos do elenco directivo para o ano dois mil e onze dois mil e doze, o qual ficou escalonado da seguinte forma:
Assembleia-geral – Presidente – Rosa Maria Gomes da Costa Resendes; - 1º Secretário – Maria da Graça do Rego Silveira e Cunha Sousa; 2º Secretário – Lúcia de Fátima Silveira Pimentel Almeida; Direcção – Presidente – João Soares de Medeiros; Vice-presidente – Ione de Fátima Pimentel Joaquim Rebelo; Secretário – Tércio Miguel Pimentel Joaquim; Tesoureiro – Armando Jorge Barbosa de Sousa Melo; Vogal – Carlos Alberto Machado Rebelo; - Conselho Fiscal – Presidente – Humberto Soares; Secretário - Marco Filipe da Silva Carvalho; – Relator – Sónia Margarida Gomes Silva Joaquim e Director Artístico – Carlos Alberto Machado Rebelo. Ficando as relações públicas a cargo do presidente e vice-presidente da direcção respectivamente – João de Medeiros Ione Rebelo
De acordo com informação avançada pelo Grupo Folclórico de Cantares e Balhados da Relva  estão já a ser preparadas as actividades que este grupo irá desenvolver durante o ano de 2012, sendo de  destacar a realização do XX Grande Festival de Folclore da Relva – Mostra Folclórica do Atlântico, que já está a ser organizado desde a finalização da décima nona edição, em conjunto com a Junta de Freguesia, que contará com dois grupos estrangeiros, entre outros portugueses.

Seminário internacional reúne especialistas na FLAD

Um dos principais desafios para a sustentabilidade dos oceanos é conseguir que os cidadãos sejam agentes activos e comprometidos com a defesa, preservação e gestão destes recursos. É este o mote do seminário internacional “Sustentabilidade no século XXI: o poder do diálogo”, que decorre a 13 e 14 de Outubro, na Fundação Luso-Americana (FLAD), com o objectivo de encontrar novas formas de motivar e envolver a comunidade, gerando mais e melhores resultados.
A liderar o debate estará um conjunto de especialistas nacionais e internacionais, como Mário Ruivo, que exerceu inúmeros cargos e funções relacionadas com o Mar, incluindo ser membro da Comissão Estratégica dos Oceanos, Ricardo Serrão Santos, director do Departamento de Oceanografia e Pescas e presidente do IMAR, Stephen Olsen, director do Centro de Recursos Costeiros da Universidade de Rhode Island, ou Karl Bruckmeier, da Gothenburg University, School of Global Studies, Suécia, que vão também abordar questões incontornáveis ligadas ao futuro e à gestão dos oceanos, e à importância do diálogo entre os agentes internacionais. Como gerar o envolvimento das partes? Como motivar o compromisso e potenciar sinergias? Como assegurar a continuidade de parcerias e potenciar os seus resultados?
No decorrer do seminário serão igualmente apresentados os resultados e experiências desenvolvidas pelo programa MARGov, no âmbito da promoção, mobilização e capacitação das várias partes interessadas da Área Marinha Protegida Luiz Saldanha, ao longo dos últimos três anos.

A entrada é livre, mediante inscrição através do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .