Executivo de Vasco Cordeiro inicia hoje visita estatutária à ilha do Pico

picoO Governo dos Açores inicia hoje a visita estatutária ao Pico, durante a qual o Presidente do Governo vai presidir à cerimónia de consignação da empreitada para dotar a pista do aeroporto com o sistema de ‘grooving’ e visitar vários investimentos públicos e privados que estão a decorrer na ilha.

Nesta deslocação do Governo dos Açores ao Pico, os membros do Executivo regional, tal como tem acontecido em todas as visitas estatutárias e numa iniciativa que pretende reforçar a política de proximidade com os açorianos, estarão disponíveis para receber os picoenses que lhes pretendam colocar directamente as suas questões.

Assim, hoje, logo após a chegada, Vasco Cordeiro preside à cerimónia de consignação da empreitada para a construção do sistema de “grooving’, um investimento que vai melhorar as condições de operacionalidade e segurança da pista do aeroporto, seguindo depois para as instalações da Obra Social Madre Maria Clara, onde preside à assinatura de um contrato de cooperação destinado a apoiar as obras de ampliação do centro de acolhimento, terminando este primeiro dia com a realização da reunião do Conselho do Governo.

Amanhã, o Presidente do Governo visita, durante a manhã, as obras de construção da Casa dos Vulcões, um investimento de cerca de dois milhões de euros que visa a divulgação do património geológico dos Açores, e, à tarde, na Ribeirinha, visita a empreitada destinada ao aproveitamento dos recursos hídricos e impermeabilização da Lagoa do Paul, bem como a construção de um posto de abastecimento de água.

Este segundo dia da visita estatutária ao Pico termina com a habitual reunião do Governo dos Açores com o Conselho de Ilha.

Na Quinta-feira, o Presidente do Governo visita o projecto turístico ‘Lava Homes’, um empreendimento de quatro estrelas que se destaca pela forte componente de sustentabilidade ambiental.

O programa desta visita estatutária, como habitualmente, inclui ainda visitas dos membros do Governo a diversos investimentos em curso, além de reuniões com várias entidades da ilha.

Uma visita à ‘Escolinha de Bombeiros’ de São Roque do Pico, o lançamento da primeira pedra das obras de construção da zona de apoio às descidas da Montanha do Pico e da área de estacionamento de viaturas, assim como a assinatura de um Contrato Cooperação – Valor Investimento com a Casa do Povo de Bandeiras para apoio à obra de adaptação do edifício para a instalação do Centro de Actividades de Tempos Livres integram também o programa da visita estatutária.

Nesta deslocação ao Pico, entre outros eventos, será também entregue uma viatura eléctrica ao Serviço de Ambiente e atribuídos apoios para a reabilitação de habitações nos três concelhos da ilha.

PSD na AR critica silêncio do Governo da República face ao “mau serviço da TAP”

António Ventura no parlamentoO deputado do PSD/Açores na Assembleia da República, António Ventura, acusou ontem o Governo da República de “estar em silêncio”, perante o mau serviço que a TAP está prestar aos açorianos, “nomeadamente aos terceirenses, com o sucessivo cancelamento dos voos que ligam Lisboa à ilha Terceira”, adiantou.

“De Domingo até ontem, pelo menos até ontem [Quarta feira], não houve um único voo da TAP para a ilha Terceira. A TAP está em constante incumprimento para com os terceirenses”, disse o social democrata.

“Perante tudo isso, o Governo está em silêncio, gere mais esta crise em pleno silêncio, não prestando esclarecimentos e não dando respostas às pessoas”, lamentou António Ventura.

O deputado do PSD lembrou que o Primeiro-ministro “prometeu, em Dezembro de 2015, que a maioria do capital da TAP iria voltar para o Estado, o qual iria recuperar a capacidade de decisão sobre o funcionamento da empresa, tendo revertido a operação de privatização que estava em curso”.

Face aos acontecimentos dos últimos dias, com centenas de passageiros a verem a sua ligação Lisboa-Terceira cancelada, António Ventura sublinha que “apenas vemos um Governo que, sempre que há uma crise, se remete ao silêncio. Ou então apenas fala quando há uma situação nacional que pode distrair os portugueses dessa crise e, quanto a este problema, nem uma palavra até agora”, concluiu.

Vasco Cordeiro reúne-se com Comissários Europeus do Orçamento e da Política Regional

Bruxelas sancõesO Presidente do Governo dos Açores reúne-se quinta-feira, em Bruxelas, com os Comissários Europeus responsáveis pelo Orçamento comunitário, Günther Oettinger, e pela Política Regional, Corina Cretu.

O encontro de Vasco Cordeiro, que preside à Conferência das Regiões Periféricas e Marítimas da Europa (CRPM), com os dois Comissários Europeus integra também responsáveis de regiões e organizações de cooperação inter-regional que subscreveram a Declaração “Cohesion Alliance” a reivindicar a existência de uma Política de Coesão forte e eficaz no Orçamento comunitário no período após 2020.

A reunião com Günther Oettinger e Corina Cretu, agendada para a manhã de quinta-feira, inclui-se numa ronda de contactos que Vasco Cordeiro tem desenvolvido, em Bruxelas, com altos responsáveis políticos de instituições europeias, no sentido de os sensibilizar para a relevância da União Europeia manter no próximo quadro plurianual de financiamento o principal instrumento de investimento comunitário nas regiões.

No final de 2017, Vasco Cordeiro encontrou-se com o Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e, no final de Janeiro, manteve encontros com o negociador-chefe da Comissão Europeia para o ‘Brexit’, Michel Barnier, com o primeiro Vice-Presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans, e com o Presidente do Comité das Regiões, Karl-Heinz Lambert. 

Em Novembro de 2016, Vasco Cordeiro foi eleito para um segundo mandato como Presidente da CRPM, organização de cooperação inter-regional que integra cerca de 160 regiões de 28 Estados europeus, agregando cerca de 200 milhões de cidadãos.

PSD/A quer respostas sobre problemas na Escola Antero de Quental

Escola Antero de QuentalO Grupo Parlamentar do PSD/Açores quer saber que diligências vai desenvolver o Governo para resolver os problemas de segurança, de infraestruturas e da falta de recursos humanos na Escola Secundária Antero de Quental, em Ponta Delgada, conforme foi diagnosticado e denunciado pela Assembleia de Escola. 

Maria João Carreiro explica que o requerimento entregue na Assembleia Legislativa dos Açores visa obter um “ponto de situação sobre como o Governo está a acompanhar e a monitorizar os problemas denunciados” e saber que “avaliação faz o Executivo sobre as condições de funcionamento daquela escola”. 

Em carta enviada ao Parlamento açoriano, a Assembleia de Escola da Escola Secundária Antero de Quental alertou para o que considera ser “carências mais prementes que colocam em causa o funcionamento da escola e a segurança dos seus agentes educativos”, apelando a uma intervenção do Executivo açoriano. Em resposta a esta carta, os deputados do Grupo Parlamentar do PSD/Açores visitaram a Escola Secundária Antero de Quental, a 27 de Fevereiro, onde constaram a “necessidade de uma intervenção inadiável numa escola onde estão em causa, além da actividade lectiva, as condições de segurança”.

“Estamos a falar de problemas ao nível das infiltrações; das térmitas; do parque informático obsoleto; do controlo de entrada e saída de alunos; da falta de assistentes operacionais; dos problemas de acessibilidade ao edifício antigo; da falta de adaptação dos espaços para a prática desportiva e da falta de um plano e de uma central de incêndios”, resumiu, no final da visita, Maria João Carreiro.

“Pretende a tutela visitar a escola a fim de confirmar as carências apontadas pela Assembleia de Escola? Quando? Que diligências foram tomadas pelo Governo regional no sentido de colmatar as necessidades diagnosticadas e apontadas pela Assembleia de Escola?”, questionam os deputados no requerimento.  

Maria João Carreiro frisa ainda que muitos dos problemas denunciados pela Assembleia de Escola da Antero de Quental existem em outras escolas da Região, quer ao nível de infraestruturas, que ao nível de falta de recursos humanos, como assistentes operacionais, sem que o Governo os resolva. 

“Há escolas que parece que foram esquecidas pelo Governo Regional e há problemas no sector da Educação que se arrastam há demasiado tempo, como a falta de assistentes operacionais ou a necessidade urgente de intervenções em infraestruturas escolas que são eternamente adiadas”, frisa a parlamentar. 

PCP assinalou 97º aniversário na Horta

Bandeira-PCPO Partido Comunista Português (PCP) assinalou, no último sábado, 17 de Março, o seu 97º aniversário, num encontro que decorreu na Horta com militantes e amigos do partido.

Neste acto comemorativo intervieram o deputado do PCP na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores e membro da Direcção da DORAA, João Paulo Corvelo, e ainda Paula Decq Mota, membro da Comissão de Ilha do Faial.

Na sua intervenção, João Paulo Corvelo relembrou as origens do nascimento do PCP e da importância dos comunistas na luta pela liberdade no caminho para a democracia, referiu também a importância dos eleitos do PCP nas autarquias e a na Assembleia Regional bem como a importância da ligação das bases com a representação parlamentar para o bom trabalho e funcionamento do partido no seu todo.

Já Paula Decq Mota relembrou o Dia Internacional da Mulher e a necessidade de ainda percorrer um longo caminho para alcançar a efectiva igualdade de direitos entre homens e mulheres, destacou ainda a importância do PCP no novo panorama político nacional e na nova solução governativa que hoje vigora, assinalou o panorama político diferente que se vive na região, que tornou o papel do PCP enquanto oposição mais difícil, mas também mais desafiante.