Bilhetes para concerto de Caetano Veloso e filhos à venda a 26 de Março

teatro micaelense grande

Será já na próxima Terça-feira, 26 de Março, que o Teatro Micaelense inicia a venda de bilhetes para o espectáculo “Ofertório”, que Caetano Veloso e os seus filhos, Moreno, Zeca e Tom apresentam nos dias 7 e 8 de Julho.

Para além das duas noites no Teatro Micaelense, o mundialmente aclamado “Ofertório”, que esgotou o Coliseu de Lisboa e o Coliseu do Porto, em 2018, será apresentado novamente, em Julho, nos coliseus de Lisboa e Porto, bem como no CAE da Figueira da Foz e no Teatro das Figuras, em Faro.

“Ofertório” é uma celebração do amor pela música e pela família, numa comovente e generosa partilha com o público. A propósito deste espectáculo especial, Caetano Veloso revela que “há muito tempo que tenho vontade de fazer música junto aos meus filhos publicamente. Desde a infância de cada um deles gosto de ficar perto. Cada um é um. Sempre cantei para eles dormirem. Moreno e Zeca gostavam. Tom me pedia para parar de cantar. Indo por caminhos diferentes, todos se aproximaram da música a partir de um momento da vida. Moreno, que nasceu vinte anos antes de Zeca, formou-se em física. Tom, que nasceu cinco anos depois de Zeca, só gostava de futebol. Moreno e Tom já se profissionalizaram como músicos. Zeca, depois de passar parte da adolescência experimentando com música electrónica, começou a compor solitariamente. Quero cantar com eles pelo que isso representa de celebração e alegria, sem dar importância ao sentido social da herança”, referiu.

Os bilhetes para os concertos no Teatro Micaelense, que contam com o patrocínio do Grupo EDA, têm um preço de 60 euros, para a plateia, e 50 euros, para o balcão, e estarão à venda, a partir das 14h00, na bilheteira do Teatro Micaelense e em bol.pt.  O desconto de Cartão de Espectador Frequente (20%), o único aplicável a estes concertos, obtém-se apenas adquirindo os bilhetes na bilheteira do Teatro Micaelense.

Jardim Fest 2019 em Setembro no Parque Urbano

parque urbanoO Jardim Fest, iniciativa do Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRACA), vai realizar-se, este ano, nos dias 6, 7 e 8 de Setembro, no Parque Urbano da cidade de Ponta Delgada.

As datas do evento foram anunciadas na Quarta-feira, na apresentação do festival, que verá o seu programa ser anunciado a 5 de Junho, Dia Mundial do Ambiente.

A única confirmação, até ao momento, é a presenta da banda portuguesa de soul e funk HMB. 

À semelhança do que aconteceu com as edições anteriores, o Jardim Fest “une património e música, turismo e cultura, lazer e prazer, num conceito que pretende trazer a festa para a luz do dia, num jardim que é de todos”.

Paralelamente à música, o festival promete também actividades culturais que passam pelo artesanato, streetfood, cinema, workshops e animação, e a câmara municipal de Ponta Delgada volta a ser parceira na organização.

Na apresentação do evento, que decorreu no Parque Urbano, foi assinalado o Dia Mundial de Árvore com 65 crianças do ATL da Coriscolândia, onde marcou presença a vereadora Alexandra Viveiros, em representação do Presidente da Câmara Municipal, José Manuel Bolieiro

 

SMAS avançam com obras de cerca de 200 mil euros

Serviços municipalizados - feteirasOs Serviços Municipalizados de Saneamento e Água (SMAS) de Ponta Delgada vão avançar, em breve, com quatro obras que, em conjunto, atingem um investimento de cerca de 200 mil euros, avançou a autarquia de Ponta Delgada, em comunicado.

São quatro obras de substituição da rede de distribuição de água que irão decorrer nas freguesias de Feteiras, Livramento e Candelária e já se encontram adjudicadas. Assim, a obra de substituição da rede de distribuição de água a realizar no Calço da Cruz, freguesia das Feteiras, vai orçar mais de 61.702 euros. Já a obra de substituição de rede de distribuição de água na Rua e na Travessa da Boa Vista, Livramento, vai custar mais de 38.304 euros. Relativamente à obra substituição de rede de distribuição de água na Rua da Caridade, nas Feteiras, os SMAS vão investir mais de 45.864 euros. Por último, a obra de substituição de rede de distribuição de água na Canada do Socorro de Baixo, na Candelária, terá um custo superior a 34.810 euros.

PSP detém condutor sem carta e na posse de heroína

PSP3A Polícia de Segurança Pública (PSP) da esquadra de Ponta Delgada deteve um homem de 26 anos, na posse de droga.

O indivíduo foi detido, no passado dia 15 de Março, por condução sem habilitação legal, mas “após revista sumária” foram-lhe apreendidas 33,6 doses de heroína, segundo refere o relatório de actividade policial.

Já no concelho de Vila Franca do Campo, no Sábado, foi detido um homem, de 55 anos idade, por furto de produtos agrícolas, nomeadamente silagem.

Entretanto, a PSP de Rabo de Peixe deteve um homem de 31 anos por violência doméstica, após ter agredido a cônjuge, e outro homem, de 41 anos, por posse de um bastão extensível, considerado uma arma ilegal.

Ainda em Rabo de Peixe,  um condutor de 32 anos foi detido, na sequência de um acidente de viação, por conduzir sob a influência de álcool, apresentando uma taxa de alcoolemia de 1,90 g/l.

 

Detidos 6 condutores com álcool e registados 27 acidentes 

 

De 15 a 17 de Março, nos concelhos de Ponta Delgada e Ribeira Grande, a PSP deteve seis condutores alcoolizados, com idades compreendidas entre os 29 e 63 anos, que apresentava taxas de álcool no sangue a variar entre os 1,32 os 1,90 g/l.

Ainda de acordo com o relatório da PSP, foram também detidos três condutores - entre os quais uma mulher - por condução sem habilitação legal, e outros três indivíduos por “cumplicidade no mesmo tipo de crime”.

Quanto à sinistralidade rodoviária, a PSP dá conta da ocorrência de 27 acidentes de viação nos Açores, durante o fim-de-semana, que resultaram em quatro feridos ligeiros e danos materiais.

 

Operação “Risco Mínimo”

 

Entretanto, a PSP avançou ontem que o Comando Regional dos Açores está a promover, até de 24 de Março a operação “Risco Mínimo”.

O objectivo, revela a PSP em comunicado, passa por “prevenir e dissuadir comportamentos de risco que, de forma decisiva, contribuem para a produção de acidentes rodoviários”.

Através de um “ajustado emprego de meios humanos e materiais de que dispõe”, a polícia está a proceder à “fiscalização de cintos de segurança e sistemas de retenção”. “Complementarmente”, a PSP está a desenvolver uma campanha de prevenção rodoviária, com duas acções de fiscalização. A primeira teve lugar ontem, “direccionada para as principais causas da ocorrência de acidentes graves, mormente atropelamentos”, e a segunda será realizada no próximo dia 23 de Março, entre as 02h00 e as 08h00, sendo dirigida à “condução sob a influência do álcool e controlo de velocidade”, informou a PSP.

Cárita da ilha Terceira associa-se a Semana Nacional Cáritas

Peditório cáritasDe 17 a 24 de Março decorrerá a Semana Nacional Cáritas, com diversas acções promovidas pela Cáritas da ilha Terceira.

Ao longo da Semana Nacional Cáritas, este ano sob o lema “Juntos numa só Família Humana”, a Cáritas promove a reflexão na sociedade portuguesa sobre a relação com os outros: “Sabemos por experiência que é a partir do pessoal encontro com o outro que poderemos compreender quem somos” escreve D. José Traquina, presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana, para a Semana Nacional Cáritas que assinala o Dia Nacional Cáritas, a 24 de Março e onde se lê também: “Há que cuidar do mundo, cuidando da qualidade de vida dos mais pobres. A solidariedade não pode permanecer no abstracto. A missão da Cáritas é despertar para esta solidariedade no concreto”.

Durante esta semana destaca-se o habitual peditório público, entre os dias 22 e 24 de Março nas superfícies comerciais e ao longo da semana, porta a porta, por toda a ilha Terceira. Este é um momento que a Cáritas privilegia não apenas pela sua dimensão de angariação de verbas, que se destinam à acção social local da Instituição, mas por ser uma oportunidade de contacto directo com a população, com aqueles que apoiam a missão da Cáritas e, também, em muitas situações, com aqueles que são beneficiários da acção da Cáritas. Para além do peditório, a Cáritas da ilha Terceira associa-se à iniciativa “Um Dia Pela Vida” da Liga Portuguesa Contra o Cancro, numa caminhada solidária, a 17 de Março. Já no dia 20, pelas 20h00, haverá lugar a uma sessão de sensibilização, no âmbito do Projecto + Próximo, alusiva ao tema “Acção Social na Paróquia”, no Santuário da Serreta, terminando a semana com uma celebração eucarística do Dia Cáritas, pelas 12h00 do dia 24 de Março, na Igreja Paroquial das Fontinhas.

Para o sucesso desta campanha, a Cáritas da Ilha Terceira apela ao envolvimento da comunidade e ao seu espírito solidário, de modo a que nesta Semana Nacional Cáritas, e no futuro, possamos continuar “sempre mais próximo do próximo”.