Festival Termómetro vai até ao Coliseu Micaelense

coliseu micaelenseO palco do Coliseu Micaelense vai receber a 10 de Novembro, às 21h30, o Festival Termómetro.

Uma iniciativa de âmbito nacional que tem o apoio da Câmara Municipal de Ponta Delgada e que traz até à maior sala de espectáculos dos Açores os grupos “The FAQs” e “Burgueses”.

No mesmo espectáculo será apresentada a banda “Bluish”, a segunda banda a actuar naquela que é a 24ª edição do Festival Termómetro.

Vera Vaz e João Farmhouse estrearam-se a 6 de Maio 2017 na Igreja St. George em Lisboa e, desde então, já pisaram palco no Serralves em Festa, no Porto, nas DAMAS, na ZDB (a.k.a. Galeria Zé dos Bois), no Mucho Flow Fest em Guimarães, Casa Independente e Sabotage.

Os Bluish também já se fizeram ouvir na icónica venue Vera em Groningen (NL) na sua recente tour europeia com datas em Paris, Praga e Reino Unido.

A entrada custa 3 euros e os bilhetes estão à venda na bilheteira do Coliseu Micalense e em https://bol.pt.

Bolieiro assina acordo de geminação entre as cidades de Ponta Delgada e de Kaua’i no Hawai

Ponta delgada 2O presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, e o Mayor Bernard P. Carvalho Jr. assinam, a 14 de Novembro, às 17h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho o acordo de geminação das cidades de Ponta Delgada e Kaua’i, no Hawai. A cerimónia conta com uma intervenção de João Bosco Mota Amaral sobre as relações históricas dos dois arquipélagos.

O acordo em questão tem em conta as relações  históricas existentes entre os Açores e o Hawai, que “importa reconhecer e desenvolver, no âmbito do Poder Local, à luz do relacionamento amistoso entre Portugal e os Estados Unidos da América”.

O mesmo acordo surge no ano em que decorrem as comemorações do 140º aniversário da chegada dos primeiros emigrantes portugueses ao Estado do Hawai, importante destino da emigração açoriana na segunda metade do século XIX.

A ilha de Kaua’i foi um dos destinos da emigração açoriana também proveniente da ilha de São Miguel, do que resultam cumplicidades culturais que podem ser potenciadas nos planos social e económico.

O Condado de Kaua’i aprovou, a 25 de Junho de 2008, a sua Resolução nº 2008-31 para estabelecer uma relação de Cidades-Irmãs com Ponta Delgada.

Por sua vez, a Câmara de Ponta Delgada deliberou, a 29 de Outubro último, aceitar a proposta de geminação com o Condado de Kaua’i.

Saliente-se que o mesmo Acordo de Geminação propõe-se desenvolver relações culturais, sociais e económicas de aproximação e cooperação entre as duas comunidades.

A comitiva havaiana é constituída por 15 individualidades, entre as quais Representantes Estaduais, membros da Universidade do Havai e um grupo cultural local.

Ermida mais antiga de São Miguel reabre ao culto

ermida de sta bárbara povoaçãoO mais antigo templo católico de São Miguel, onde foi celebrada a primeira missa dos primeiros povoadores que chegaram à ilha - a ermida de Santa Bárbara na Lomba do Carro, Povoação - vai ser reaberto ao culto depois das obras de conservação e restauro, informa o boletim Mater Dei, da paróquia da Mãe de Deus, da Povoação.

Assim, no dia 1 de Novembro, pelas 15h00, realiza-se uma procissão a partir da Igreja do Rosário com a Imagem de Santa Bárbara até à ermida onde será celebrada a Eucaristia da Solenidade de Todos-os-Santos.

Na tarde do dia 1 de Novembro, pelas 15h00, saira? a Procissa?o, com a Imagem de Santa Ba?rbara, da Igreja do Rosa?rio em direcc?a?o a? Ermida onde sera? celebrada a Eucaristia da Solenidade de Todos-os-Santos.

De acordo com as anotações da visita pastoral a este lugar, em 1751,  já nessa altura a ermida precisava de obras de vulto justiçando-se a necessidade deste lugar de culto para acolher todos os residentes nesta zona da vila.

Ao longo dos se?culos a Ermida sofreu diversas alterac?o?es, principalmente devido aos desastres naturais que assolaram a ilha. Depois do tremor de terra de 1879, a Ermida ficou de tal modo danificada que, anos depois, foi reconstrui?da, tendo servido de curato sufraga?neo desde 14 de Novembro de 1894, data em que foi benzida.

Encontrando-se em ruinas à ja? muitos anos, foi agora recuperada a expensas do Programa Comunita?rio PRORURAL+, grac?as aos esforços de um grupo de povoacenses e ao apoio da autarquia.

O pároco, Pe João Ponte, sublinha que “ao acompanharmos a Imagem da Virgem e Ma?rtir Santa Ba?rbara, pensemos nos Ma?rtires de ontem e de hoje e questionemo-nos: como testemunho Jesus Cristo na minha vida?” para logo acrescentar: “Santa Ba?rbara e? o exemplo de tantos ma?rtires que com o seu sangue semearam, e ainda hoje semeiam, o Evangelho de Cristo que nos da? Vida Eterna. Pensemos tambe?m em todos aqueles que ao longo destes se?culos doaram as suas vidas para que pude?ssemos hoje aqui estar a colher os bons frutos do seu testemunho”, conclui.

Santa Casa da Misericórdia do Nordeste comemora Dia do Cuidador

Dia do Cuidador nordesteA Santa Casa da Misericórdia do Nordeste comemorou, no passado dia 5 de Novembro, o Dia do Cuidador.

A instituição convidou Matilde Sabino, psicóloga da Santa Casa da Misericórdia da Lagoa, que abordou o tema «Ser Cuidador», realçando a importância de sermos cuidadores, com testemunhos e experiências.

À tarde, foi promovido um percurso pedestre no trilho Forno da Cal, na Vila do Nordeste, que contou com vários participantes cuidadores em agradáveis momentos de convívio e boa disposição. 

 

Lar de Idosos assinalou mês do idoso

 

Como forma de assinalar o Dia Mundial da Pessoa Idosa, a Misericórdia do Nordeste comemorou, ao longo de todo o passado mês de Outubro, várias actividades destinadas aos seus utentes idosos. 

Assim, no passado dia 30 de Outubro, os utentes do Lar de Idosos tiveram a oportunidade de conviver com os utentes do Centro de Dia da Misericórdia da Ribeira Grande, numa tarde muito bem passada, de convívio e animação, promovendo assim o intercâmbio entre os utentes de diferentes Instituições.

O programa consistiu na visita à exposição dos trabalhos manuais elaborados pelos utentes do Lar e Centro de Dia, seguindo-se um momento de animação musical, dinamizado pela colaboradora do lar, Conceição Botelho, que proporcionou uma agradável animação entre os presentes, nos quais se contava o Provedor da Instituição, Eduardo de Medeiros, e outros dirigentes, que se congratularam pela iniciativa.

Seguiu-se o lanche, que consistiu nas tradicionais malassadas, muito apreciadas pelos idosos. Ainda durante a tarde, um grupo de utentes do Lar e Centro de Dia, declamou um poema intitulado “Ser Idoso”.

O convívio terminou com a entrega de lembranças aos utentes da Santa Casa da Misericórdia da Ribeira Grande, gesto que mereceu os devidos agradecimentos pela participação tão alegre e entusiasta neste convívio.

 

Peditório Nacional da Liga Portuguesa Contra o Cancro de hoje a 4 de Novembro

peditório cancroO Núcleo Regional dos Açores (NRA) da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) leva a cabo de hoje a 4 de Novembro, o Peditório Nacional da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), através da colaboração de milhares de voluntários que sairão à rua devidamente identificados com o colete da instituição e com os habituais cofres lacrados com o símbolo da LPCC.

A acção decorrerá em diferentes locais, como superfícies comerciais, igrejas e nas ruas da região açoriana. 

A LPCC é uma organização da sociedade civil com vários objectivos dirigidos para a problemática da doença oncológica. A efectividade da sua acção advém, por um lado, da fundamental acção do seu voluntariado, que intervém quer na comunidade, quer na humanização da assistência ao doente oncológico e, por outro, das contribuições recebidas através de donativos que permitem custear os aspectos materiais de apoio ao doente e o desenvolvimento das iniciativas de promoção da saúde e de prevenção da doença.

Não recebendo quaisquer subsídios estatais para o desenvolvimento das suas actividades e programas, os donativos concedidos à LPCC, sobretudo pela altura do peditório anual, são o garante financeiro para a continuidade da sua nobre missão, que é assegurada no terreno pelos seus cinco Núcleos Regionais: Norte, Centro, Sul, Açores e Madeira. 

A LPCC lança novamente um repto a todos os cidadãos para que se juntem a esta causa, tornando-a maior e mais abrangente, no objectivo de fazer da luta contra o cancro um exemplo nacional de entreajuda e de solidariedade.