Jovem de 17 anos suspeito de diversos furtos em casas de Ponta Delgada

PSP3Um jovem de 17 anos de idade foi detido na quarta-feira, pela PSP, fora de fagrante delito, por suspeitas da prática de vários crimes de furto em Ponta Delgada.

A detenção foi realizada através da Esquadra de Investigação Criminal de Ponta Delgada, no âmbito de uma investigação em curso.

“A detenção surge na sequência do cumprimento de um mandado de busca domiciliária o qual permitiu a apreensão de diversos artigos furtados e desta forma corroborar as suspeitas que recaem sobre o agora detido da prática de diversos crime de furto em residências ocorridos recentemente na zona de Ponta Delgada”, informou a PSP, em comunicado. 

A força policial dá ainda conta da ocorrência de cinco acidentes de viação nos Açores, na quarta-feira, dos quais resultaram apenas danos materiais.

Câmara da Ribeira Grande vai investir 120 mil euros em habitação degradada

habitaçao rib gdeA Câmara da Ribeira Grande vai manter, em 2018, as políticas de apoio à recuperação de habitações degradadas, um investimento de 120 mil euros que vai “permitir que muitas famílias carenciadas possam proceder a obras diversas nas suas moradias, elevando assim o conforto das mesmas,” explicou Tânia Fonseca.

A vice-presidente da autarquia tem acompanhado de perto as obras em curso, tendo visitado recentemente a freguesia de Santa Bárbara com o intuito de “avaliar o trabalho que está a ser desenvolvido e a boa aplicação dos materiais atribuídos”.

“No primeiro trimestre do ano em curso já apoiamos várias obras de beneficiação em habitações na freguesia de Santa Bárbara, privilegiando sempre os casos jovens com filhos e de poucos recursos financeiros ou idosos cujas casas necessitam de adaptações que facilitem a mobilidade e o conforto”, referiu.

Tânia Fonseca lembrou que “o apoio à habitação degradada tem sido uma das nossas prioridades e isso percebe-se facilmente pelo trabalho que temos desenvolvido, pois se em 2017 foram deferidos cerca de setenta pedidos de apoio, em 2018 já foram deferidos vinte e cinco processos”.

As obras concluídas traduzem-se num elevar inequívoco das condições de vida das pessoas, tendo a vice-presidente realçado que “não podemos continuar a permitir que crianças ou pessoas idosas que não têm meios para fazer face às obras que as suas habitações necessitem aguardem dez anos por uma resposta ao pedido de apoio”. A acção social, neste caso em concreto, o apoio à habitação degradada, “é uma prioridade nossa e continuaremos a trabalhar para melhorar as condições de vida de quem mais precisa”, realçou a vice-presidente da Câmara da Ribeira Grande, Tânia Fonseca.

GNR apreende mais de 5 mil cigarros em duas ilhas

Cigarros apreendidos - GNRA Guarda Nacional Republicana (GNR) apreendeu na passada segunda-feira, dia 2 de Abril, 5420 cigarros, em nove estabelecimentos nas ilhas de São Miguel e Santa Maria.

“A GNR desenvolveu uma operação que visou a fiscalização de estabelecimentos de restauração e bebidas, tendo sido detectados 271 maços de tabaco que não cumpriam a legislação de âmbito fiscal e aduaneiro”, explicou a GNR, em nota de imprensa.

Da operação resultou o levantamento de nove autos de contraordenação “por introdução irregular no consumo, uma vez que, ostentavam estampilha fiscal irregular para o ano de 2018”, explica a GNR na mesma nota.

Grupo de cidadãos do Aeroporto da Horta acusa Governo e SATA de manipularem dados

O grupo de cidadãos intitulado Aeroporto da Horta acusa o Governo Regional e a companhia aérea SATA de “manipularem” dados estatísticos sobre a ocupação dos voos para a ilha do Faial.

“Os dados que a SATA e o Governo Regional apresentaram são uma mistificação propositada para confundir as pessoas e tentar denegrir a justeza das reivindicações dos faialenses no que concerne à programação da SATA para a rota da Horta no Verão IATA 2018. E são uma mistificação porque comparam lugares oferecidos em 2018 com lugares ocupados em 2017. Coisas não comparáveis, portanto”, disse Dejalme Vargas, porta-voz do grupo de cidadãos.

O porta-voz afirma que, “em vez de tentar manipular números, a SATA e o Governo devem é explicações aos açorianos”, acrescentando que, ao invés da alegada redução de 4% no número de passageiros que viajaram entre Lisboa e a Horta, houve sim um crescimento de 26.889 para 27.195 entre 2016 e 2017.

Dejalme Vargas, que recentemente organizou uma manifestação de protesto junto ao parlamento dos Açores, para contestar a redução de voos da Azores Airlines no próximo verão, acusa também a transportadora aérea de utilizar números “não auditáveis” e de “credibilidade reduzida”.

“Em vez de emendar a mão, corrigir os erros e unir os açorianos, a actual administração da SATA está cada vez mais transformada em agente político que tenta dividir para reinar, julgando que, assim, nos engana sobre as suas próprias insuficiências e incapacidades”, referiu.

As críticas do grupo de cidadãos surgem na sequência de uma carta enviada aos faialenses, por parte da companhia aérea, via CTT, em que a administração da empresa garante que vai disponibilizar mais 55 mil lugares neste verão do que aqueles que foram utilizados em 2017.

Dejalme Vargas entende que estes dados pretendem apenas “confundir as pessoas” e “denegrir a justeza das reivindicações dos faialenses”, uma vez que a SATA compara lugares oferecidos com lugares ocupados. 

“Importa questionar a SATA e o Governo sobre se confirmam que a decisão de toda a oferta da companhia para as restantes ilhas e destinos internacionais, se baseia ou não nos lugares utilizados no ano anterior”, insistiu o porta-voz, que desafia a transportadora a divulgar as estatísticas de “todos os voos, rota a rota, sem excepção”.

Obras no Cinema do Aeroporto deverão arrancar em breve

cinema aeroporto sta. maria ruiuAs obras no cinema do aeroporto de Santa Maria deverão arrancar em breve e a empreitada vai permitir reabilitar a antiga sala fechada desde 2007 por motivos de segurança, devido ao estado de degradação.

O Tribunal de Contas, através da Secção dos Açores, concedeu o visto à empreitada de reabilitação da infraestrutura, uma obra, adjudicada pelo valor de quatro milhões de euros que tem um prazo de execução de 540 dias, de acordo com um despacho do Secretário Regional da Educação e Cultura já publicado em Jornal Oficial.

A empreitada, de acordo com o despacho assinado por Avelino Meneses, integra-se na requalificação do património histórico de Santa Maria e no âmbito da salvaguarda do património cultural da Região, encetadas pelo Governo dos Açores. 

A reabilitação do edifício construído pelos norte-americanos durante a II Guerra Mundial “permitirá dotar a ilha de um equipamento cultural em linha com os demais existentes no arquipélago”, salienta o executivo regional.

O futuro Cinema do Aeroporto de Santa Maria será dotado de condições para espectáculos de teatro, dança, música e cinema e para a realização de conferências.

Com o visto do Tribunal de Contas dão-se por concluídos os procedimentos necessários à adjudicação da empreitada ao consórcio Marques, S.A./Somague – Ediçor, Engenharia, S.A./Tecnovia – Sociedade de Empreitadas, S.A.