Alargado período de libertação de cães de caça para exercício na ilha de São Miguel

caçadorA Secretaria Regional da Agricultura e Florestas, através da Direcção Regional dos Recursos Florestais, informou que, a partir de hoje, 19 de Abril, passa a ser novamente permitida a libertação de cães de caça para exercício em áreas delimitadas na ilha de São Miguel.

Uma portaria ontem publicada em Jornal Oficial determina que os cães de caça de espécies cinegéticas, nomeadamente os cães utilizados na caça ao coelho (Podengos), passam a poder ser libertados para exercício no segundo e no último Domingo de cada mês, entre as 8h00 e as 12h00, ou seja, é autorizado mais um dia e mais uma hora do que anteriormente.

A libertação dos cães de pena (identificados como cães-de-parar) mantém-se, no entanto, nos moldes anteriormente definidos no caderno venatório 2017/2018.

Desde de 29 de Dezembro que estava proibida a caça e a libertação de cães de espécies cinegéticas na ilha de São Miguel devido a um novo surto da Doença Hemorrágica Viral (DHV) na população de coelhos bravos.

Por terem decorrido cerca de dois meses desde que foram encontrados e recolhidos os últimos coelhos mortos com sinais de contaminação pela DHV na ilha de São Miguel, é razoável admitir que o surto terminou.

A nova variante do vírus da DHV, identificada em França em 2010 e que em 2012/2013 desencadeou um surto no continente português, com uma elevada taxa de mortalidade, chegou aos Açores em Novembro de 2014, tendo sido a Graciosa a primeira ilha a ser afectada.

OVGA celebra Dia Mundial da Terra com “Volcanowatching” nos Mosteiros

miradouro do escalvadoCelebrando o Dia Mundial da Terra que mundialmente se comemora a 22 de Abril, o Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores (OVGA), como Centro de Ciência da DRCT, irá realizar uma acção de divulgação científica, gratuita, de “volcanowatching”, na zona dos Mosteiros, uma das mais emblemáticas geopaisagens dos Açores, nomeadamente do Complexo Vulcânico das Sete Cidades.

Esta acção acontecerá no dia 23 de Abril (Segunda-feira) às 14h30, tendo como ponto de partida o conhecido Miradouro do Escalvado.

A zona dos Mosteiros é um local geologicamente muito interessante, quer pela diversidade de materiais vulcânicos, quer pelas suas zonas termais, ou pelos seus ilhéus que marcam e definem esta paisagem única. 

Esta acção, que requer inscrição prévia, decorrerá entre as 14h30 e as 17h30 e será guiada por especialistas do citado Observatório. As inscrições poderão ser efectuadas através dos números 296965376 e 916685006.

Assim, serão observadas estruturas do tipo stromboliano, basálticas, domos e agulhas de composição traquítica, diversos tipos de cinzas e de outros materiais de projecção vulcânica, basálticos e traquíticos, pequenas parcelas onde se evidencia a génese da fajã dos Mosteiros, bem como pontos termais. Os peritos do OVGA estarão disponíveis para esclarecerem os diversos participantes na nomenclatura dos vários materiais, bem como as suas idades, caso seja possível.

O dia Mundial da Terra foi criado em 1970 pelo senador norte-americano Gaylord Nelson com o objectivo de alertar para os problemas da poluição do ar e da água, para a conservação da biodiversidade e outras questões ambientais.

Judocas açorianos conquistam prata e bronze no Open de Lisboa para cadetes

Bárbara Almeida - prata no open lisboa cadetesOs judocas açorianos conseguiram alcançar a prata e o bronze no Open de Lisboa para cadetes, que decorreu no Pavilhão Multidesportivo do Parque de Jogos 1º de Maio, no último domingo, organizado pela Associação Distrital de Judo de Lisboa.

A selecção dos Açores conseguiu as medalhas de prata e bronze por intermédio de Bárbara Almeida, do Judo Clube de Ponta Delgada, na categoria de -57Kg, e de Ana Ávila, do Judo Clube São Carlos, na categoria de -70Kg, respectivamente.

Em lugar de honra classificou-se José Ramos, do Judo Clube de Ponta Delgada, fruto do 7º lugar conquistado, na categoria de -55Kg. Quanto aos demais, embora com boas prestações, não se classificaram.

Ginastas açorianos entre os melhores do país em várias categorias

Ginastas do CAGPDRealizou-se, nos passados dias 14 e 15 de Abril, no Pavilhão do Ginásio Clube de Águeda, o Campeonato Nacional de Ginástica Aeróbica em Divisão 1 e Elites, Divisão Base e de Aerodance, que contou com a participação de 14 clubes. 

Com a alteração do regulamento de provas da Federação de Ginástica de Portugal, passou a existir, em ambas as divisões, dois tipos de competição: Individual e por equipas/escalões (soma das 3 melhores notas de diferentes categorias). 

Na Divisão 1/elites, a disputa serviu para apurar os seis melhores de cada categoria/escalão, que disputarão os títulos individuais no evento “Super-finais nacionais” onde à Ginástica Aeróbica se juntará a Ginástica Artística Masculina, Feminina, Rítmica, Trampolins e Acrobática. 

No seguimento desta nova lógica, o CAGPD (Clube de Actividades Gímnicas de Ponta Delgada) inclui nos seis melhores do país três iniciados, seis juvenis, dois juniores em elite e quatro seniores, que foram os seguintes: 

Três iniciados: Filipa Macedo em Individual Feminino (1ª classificada entre 17 ginastas), Tiago Pinheiro e Manuel Resendes em Individual Masculino, Filipa Macedo e Manuel Resendes em Par misto, e ainda o trio 1º classificado constituído pelos 3 ginastas apurados;

Seis juvenis: Leonor Januário, Cláudia Pinheiro e Filipa Leite em Individual Feminino (classificadas em 1ª, 2ª e 5ª entre 26 ginastas), Tomás Amaral em Individual Masculino, Cláudia Pinheiro/Tomás Amaral /Filipa Leite em Trio, Tomás Amaral e Leonor Januário em Par Misto, e, Zamy Tomé/Neuza Rocha/Cláudia Pinheiro/ Filipa Leite e Leonor Januário na categoria grupo.

Dois juniores em elite, Rui Cansado em Individual Masculino, Maria Correia em Individual Feminino e ambos em Par Misto.  

Quatro séniores; Sara Silva (elite), Rafaela Damásio e Sofia Magalhães (1ª divisão), Fábio Lima (elite), par misto constituído por Sara Silva e Fábio Lima (elite) e o trio constituído por Rafaela Damásio/Sofia Magalhães/ Fábio Lima.

A Divisão Base não participa nas “Super-finais” e o CAGPD alcança o pódio nas seguintes categorias: Individual Feminino no escalão iniciado com Matilde Cymbron, campeã nacional (entre 35 ginastas); No escalão juvenil: Individual Masculino e Campeão Nacional: Duarte Mota; Individual Feminino e campeã nacional: Zamy Tomé (entre 48 ginastas); Elisa Silva/José Meneses na categoria par misto em 2º lugar; No escalão  júnior: Lara Faria/Sara Forjaz/Rita Nunes/Elisa Silva/Francisca Trota em 1º lugar da categoria grupo; Rita Nunes sobe em 3º lugar ao pódio na categoria de individual feminino. Ainda na competição base, Alexia Koch/Camila Pires/Maria Neto (trio iniciado em 8º lugar), Júlia Alves/Matilde Rodrigues/Mariana Farias/Vitória Martins/Matilde Cymbron (grupo iniciado em 4º lugar), Maria Raposo (individual feminino em 8º lugar), Teresa Cabral/Matilde Medeiros/Leonor Neves (trio juvenil em 4º lugar).

Na competição 2, por equipas (melhores notas de três diferentes categorias), o CAGPD obteve o 1º lugar Nacional em juvenis (base). Em Divisão 1/elite, o CAGPD competiu em iniciados, juvenis e seniores, alcançando o 1º lugar nos três escalões. 

Os ginastas Tomás Amaral/Tiago Pinheiro/Leonor Januário/Filipa Leite e Cláudia Pinheiro ganham ainda o título de campeões nacionais do escalão esperança em Aerodance.

Da comitiva, ainda fizeram parte as treinadoras Alexandra Barroso, Maria Silva e Filipa Cabral, a dirigente Carla Pereira e os ginastas que ainda desempenharam as funções de Juízes, Rafaela Damásio, Rui Cansado e Sara Silva.

Trinta militares da ZMA destacados para o Iraque

militares 1Trinta militares do Regimento de Guarnição n.º 2 da Zona Militar dos Açores (ZMA) foram destacados para uma operação no Iraque, avançou o Exército português.

“Decorrente dos compromissos internacionais assumidos por Portugal, o Exército aprontou uma Força Nacional de Destacada (FND) para participar na ‘Operation Inherent Resolve’ no Teatro de Operações do Iraque, a fim de apoiar a formação das forças de segurança iraquianas”, lê-se numa nota ontem divulgada.

A Força é constituída por 30 militares, nomeadamente 11 oficiais, 16 sargentos e três praças.

Neste sentido, amanhã, 18 de Abril, pelas 16 horas, decorrerá no Campo de São Francisco, em Ponta Delgada, a cerimónia de entrega do Estandarte Nacional, “símbolo da Pátria”, à 7.ª Força Nacional Destacada para a operação mencionada.

A cerimónia será presidida pelo Representante da República para os Açores, Pedro Catarino.