Artigos

Traficantes de droga detidos em Vila Franca do Campo

psp4A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Vila Franca do Campo prendeu, na passada terça-feira, dois homens, de 19 e 23 anos de idade, pela posse de 414 doses de cannabis.
De acordo com um comunicado da PSP, a detenção ocorreu na sequência de uma denúncia, tendo os agentes se deslocado ao terreno onde se encontravam os dois, agora detidos. Além do produto estupefaciente, a PSP encontrou ainda no interior do veículo e apreendeu um bastão e uma chave de boca, destinados a servir como arma de agressão.
As autoridades levaram também a cabo uma busca domiciliária, tendo sido apreendido um saco com mais 96 doses de cannabis.
Na quarta-feira, a PSP da Lagoa deteve um homem de 42 anos de idade pelo crime de tráfico de estupefacientes. A detenção ocorreu após ter sido efectuada uma busca domiciliária, tendo sido apreendidas cerca de 35 doses de haxixe e uma arma proibida.
A informação foi revelada no relatório de actividade policial, que avançou também que nas Furnas foi efectuada uma operação de fiscalização rodoviária e de sensibilização, quanto ao uso do cinto de segurança e do sistema de retenção para o transporte de crianças. No âmbito da acção foram fiscalizados 42 veículos e detectada uma infracção de natureza contraordenacional.
Já no âmbito de actuação da Divisão Policial da Horta, nas Lajes do Pico, foi realizada uma operação de fiscalização rodoviária, onde foram fiscalizadas 36 viaturas e 36 condutores submetidos ao teste de alcoolémia. A PSP detectou duas infracções, nomeadamente uma por falta de documentos e outra por falta de cinto de segurança.
Quanto à sinistralidade rodoviária, na quarta-feira, a PSP registou a ocorrência de seis acidentes de viação no arquipélago, dos quais resultaram um ferido ligeiro e danos materiais.

Laborinho Lúcio diz que “é preciso ir mais longe na resposta ao abandono escolar nos Açores”...

Quadro - escolaPara Laborinho Lúcio, nos Açores há “uma resposta positiva” ao nível do absentismo e do abandono escolar, mas “é preciso ir bem mais longe”.
No seu entender, “é necessário um processo que convença as famílias que é importante contribuírem para a entrada dos filhos na escola na medida em que a escola os inclua verdadeiramente”, o que “também está a acontecer nos Açores”.
Segundo a agência Lusa, o antigo ministro da Justiça falava à margem do Encontro Regional das Comissões de Protecção de Crianças e Jovens em Risco dos Açores, promovido pelo Governo açoriano, em Ponta Delgada.
Laborinho Lúcio disse que “é preciso ter em conta que a pobreza em si não é uma situação de perigo que justifique intervenção”, mas “é uma situação de risco” e “se não for, do ponto de vista preventivo, tratada pode transformar-se em situação de perigo que justifique então a intervenção”.
“Temos de estar muito atentos a este nível e desenvolver claramente acções de prevenção primária que sejam bem capazes de intervir sobre as famílias, de acompanhar inclusivamente as situações de maior dificuldade que atravessam, às vezes até do ponto de vista de um certo isolamento psicológico e que depois desencadeia um outro tipo de reacções”, disse, defendendo uma acção no terreno de forma “articulada” para potenciar a qualidade das respostas.
Questionado sobre a evolução dos casos que são acompanhados pelas Comissões de Protecção das Crianças e Jovens em risco nos Açores, admitiu não existirem mais casos de violação de direitos, mas “muitas mais denúncias dos casos que existem”.
“Há muito mais conhecimento destes casos e portanto há muito mais intervenção”, sublinhou.

Derrocada na ilha de São Miguel faz um ferido

mau tempoO mau tempo registado no arquipélago dos Açores provocou uma derrocada na ilha de São Miguel, ferindo um motociclista, e quedas de árvores em outras quatro ilhas, disse fonte da Protecção Civil regional.
A mesma fonte adiantou à agência Lusa que a derrocada em São Miguel aconteceu na noite de terça-feira, “no troço de ligação de Santa Bárbara da Ribeira Grande ao concelho de Lagoa e um motociclista que estava a circular na zona foi atingido por pedras”, acrescentando que a estrada “já está desobstruída, mas interdita ao trânsito para avaliação pelo serviço municipal de proteção civil”. O homem atingido pelas pedras foi encaminhado para o hospital de Ponta Delgada.
O mau tempo provocou também “quedas de árvores” nas ilhas Terceira, Graciosa, São Jorge e Faial que interromperam vias, mas que estão a ser abertas”.
Na Terceira, a queda de árvores aconteceu no Parque do Terceira Automóvel Clube e no Faial na Ribeirinha. Nos dois casos foram atingidas viaturas, não havendo vítimas.
Também em São Miguel, o tecto de uma habitação foi danificado nas Capelas, concelho de Ponta Delgada, segundo a Protecção Civil açoriana.

Ponta Delgada poderá integrar rede das 100 cidades europeias sem dor

ponta delgada1José Manuel Bolieiro assegurou ontem à Associação de Séniores de São Miguel, que a Câmara Municipal vai apoiar a realização dos eventos promovidos por esta instituição, incluindo aquele que pode vir a incluir Ponta Delgada numa rede, ainda em preparação, das “100 Cidades Europeias Sem Dor”.
Segundo nota de imprensa enviada às redacções, o presidente da autarquia recebeu, ontem, em audiência de apresentação de cumprimentos a presidente de Associação de Séniores de São Miguel, Leonor Anahory, que deu a conhecer a José Manuel Bolieiro o protocolo entre a Associação de Séniores de São Miguel e a Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos.
É precisamente através de deste protocolo que Ponta Delgada pode passar a integrar a referida rede das “100 Cidades Europeias Sem Dor”. Além da apresentação de cumprimentos ao presidente do Município, esta audiência serviu para a Associação de Séniores de São Miguel apresentar seu novo projecto, já protocolado com a Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, que pretende fazer funcionar uma rede de apoio, constituída por voluntários, aos doentes mais vulneráveis (doentes graves e em sofrimento) na ilha.
A presidente da Associação Sénior de São Miguel acrescentou que este novo projecto é apadrinhado pelo atleta Pedro Pauleta e por Paula Cristina Cordeiro, mulher do presidente do Governo Regional.
José Manuel Bolieiro garantiu a Leonor Anahory que pode continuar a contar com o apoio e a parceria da Câmara Municipal de Ponta Delgada na realização dos eventos da Associação Sénior de São Miguel no concelho. 

Mulher de 53 anos agredida e roubada na Fajã de Baixo

PSP3A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Ponta Delgada anunciou a detenção de dois homens, de 19 e 27 anos de idade, suspeitos pela co-autoria de um crime de roubo.
Segundo avançou a PSP em comunicado, no passado sábado, uma mulher, de 53 anos, proprietária de um estabelecimento comercial na freguesia da Fajã de Baixo, “foi surpreendida” por um indivíduo quando saía do seu espaço de comércio. O indivíduo abordou-a pela retaguarda e ameaçou-a com o uso de uma faca “que lhe apontou ao pescoço, obrigando-a a entregar-lhe a mala que a mesma trazia à tiracolo e na qual continha considerável quantia em dinheiro proveniente da sua actividade comercial”.
O suspeito ainda agrediu a vítima com “vários socos no rosto, provocando-lhe ferimentos e uma queda ao solo”.
O homem roubou a mala e colocou-se em fuga em comunhão com um segundo suspeito que mantinha vigilância ao local.
No decorrer das investigações da ocorrência  a PSP reuniu as provas que levaram à identificação dos dois suspeitos, bem como à sua detenção no início da noite do sábado. A PSP encontrou a mala da vítima, bem como vários cheques e a quase totalidade do dinheiro roubado.
Após detidos, já na segunda-feira, ambos os suspeitos foram sujeitos a primeiro interrogatório judicial, sendo-lhes aplicada a medida de coacção de prisão preventiva.
Por outro lado, a Esquadra de Trânsito da Divisão Policial de Ponta Delgada deteve, na segunda-feira, um homem, de 46 anos de idade, por condução de um ciclomotor, sem habilitação legal.
Na Ribeira Grande, a PSP deteve um homem, maior de idade, por ameaças e tentativa de agressão a Agente de Autoridade no exercício das suas funções e, em Rabo de Peixe, foi detido e conduzido ao Estabelecimento Prisional de Ponta Delgada, um homem, de 37 anos de idade, a fim de cumprir 166 dias de prisão, pela prática de um crime de furto em interior de residência.
Ainda em Rabo de Peixe, foi detido um homem, de 37 anos de idade, por ameaças e injúrias a um Agente de Autoridade no exercício das suas funções.
Já no concelho da Lagoa, foi detido por violência doméstica, um homem de 52 anos de idade, após ter agredido e ameaçado a cônjuge no interior da residência.
Também na segunda-feira, em Vila Franca do Campo, foi detido um homem, de 41 anos de idade, por agressão, resistência e coacção a um Agente de Autoridade no exercício das suas funções. No mesmo concelho a PSP prendeu um homem de 41 anos, por tentativa de agressão e injúrias à sua mulher no interior da residência.
Em Angra do Heroísmo, por intervenção dos elementos da Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial, a PSP apreendeu uma espingarda, uma pistola e 10 munições. As duas armas foram apreendidas por se encontrarem em infracção contraordenacional ao ordenamento jurídico das Armas e Munições, mais precisamente, por violação das normas de conduta dos detentores de armas de fogo e por detenção de munições no domicílio sem estar autorizado para o efeito. A operação decorreu a propósito das acções de sensibilização e fiscalização aos detentores e proprietários de armas de fogo, no âmbito do Regime Jurídico das Armas e Munições.
Quanto à sinistralidade rodoviária, na segunda-feira, ocorreram 11 acidentes de viação nos Açores, dos quais resultaram dois feridos ligeiros e danos materiais. 

Mais Lidas nos últimos 3 dias