Edit Template

Ideias Há Muitas – R de Revalorizar

Há muitos anos, ouvia o Dr. Jorge Homem de Gouveia dizer vezes sem conta que ser-se professor era uma profissão nobre. O futuro da sociedade passava pelas mãos dos professores, dos conhecimentos e informações que possuíam para passar para os jovens das novas gerações. Lembro-me também de muitos professores e professoras que tive e dos seus cuidados para que fizessem de mim um melhor cidadão, com todos os atropelos e idiossincrasias costumeiros da juventude. Alguns professores mudaram a minha vida para melhor, mesmo para escolher o que não queria ser.
Isto para dizer que educar/ensinar é um ato de grande generosidade e que exige muito de quem o pratica. Há professores que são heróis num mundo em chamas e os jovens necessitam de referências desde muito cedo. E se a referência não está na família, na comunidade, só lhes resta a escola.
Há muitos jovens que chegam à idade adulta sem escolaridade relevante, então é necessário cuidar desses homens e mulheres e dar-lhes a respetiva oportunidade de, num registo e ritmo diferenciado, prosseguirem os seus estudos e elevarem os seus padrões de vida. E, neste sentido, raramente se fala da Rede Valorizar de forma genuinamente positiva e do seu papel de elevador e catalisador social. Em certos meios é injustamente desvalorizada.
Ora, é devido ao seu mentor, Acir Meirelles, e às metodologias ali praticadas, que a Rede Valorizar tem o sucesso que merece. Durante aproximadamente três anos foi um local de trabalho de que me orgulho muito!

Luís Soares Almeida*

*Professor de Português
[email protected]

Edit Template
Notícias Recentes
Chega diz que “Pico é uma vítima do excesso de proibicionismo”
Lagoa terá Plano Municipal de Juventude
Bombeiros de Ponta Delgada irão transportar Coroa do Município na Grande Coroação
Água Retorta recebe XII Mostra Gastronómica no final de Julho
Povoação prepara-se para “Kids Festival” nos dias 20 e 21 de Julho
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores