Edit Template

Luz, Ser e Tempo

Semear Educação e Cultura

A Filosofia deve amar e ser amada. Assim enraíza-se em tudo o que é humano com consciência e perceção da realidade, igualmente fazedora na pessoa, nas instituições, nas comunidades, na Sociedade. Nós, professores, e falo para todos, temos uma Responsabilidade Social que nada tem a ver com dinheiro, mas com Consciência da nossa função educativa e cultural. Semear Educação e Cultura. A Cultura tem a sua metáfora original na Terra, no Campo. Cavar e lavrar a Terra, semear, plantar e transplantar. Verbos para Haver Ser e Novidades, Cultura(s). É preciso saber fazer e pôr a render os talentos. É uma emergência e urgência. Não basta falar em “Sociedade educativa” e “Sociedade do conhecimento”, é preciso praticar e dar testemunho, pela Palavra e pelo Exemplo.
Ponta Delgada, 26 de dezembro de 2023,
Emanuel Oliveira Medeiros
Escrito e publicado, originalmente, na Página do meu Facebook. Texto acrescentado pelo autor.

Abandono dos Idosos ditos pelos próprios

Vejo uma fotografia de uma Senhora Idosa, segurando um cartaz que diz: “Criei Filhos… Criei Netos. Deis Amor e Deis Carinho. Hoje o desamor e o abandono destroem os dias que me restam. Trabalhei duro a vida inteira. Paguei caro tantos impostos. Não tenho médico não tenho nada. Ninguém respeita o Idoso”. Afirmo: É muito triste. E há idosos/as Idosas que trabalharam duro ao longo de uma vida e nunca receberam nem um centavo nem um cêntimo. Diz o Sentença: “Filho és, Pai Serás, assim, fizeres. assim acharás”. Tudo nos deram, tudo, e ainda mais temos, e devemos, retribuir. As visitas de Natal – e não só – não podem, nunca, serem visitas de alfândega, para despachar, nem sequer, são visitar apenas para dar mas para se doar, com todo o tempo, para ser e estar, com Respeito com e junto de quem nos deu a Vida. A Pessoa Idosa fala com todos os seus sentidos. Ser e estar com uma Pessoa Idosa é estar com os mais vulneráveis. Como explicou o amado Papa S. João Paulo II, os mais pequeninos não são apenas em idade, são muito, também, os idosos que precisam de nós, da nossa doação, da doação de nós, Deus é o SENHOR do Tempo, Deus é o SENHOR da VIda. Um Natal de fachada deixa os corações mais pobres. Só quando nos damos e doamos, Deus habita nos nossos Corações

Ponta Delgada, 26 de dezembro de 2023,
Emanuel Oliveira Medeiros
Escrito e publicado, originalmente, na Página do meu Facebook

Margarida De Andrade (comentário, também no Facebook)
Querido amigo Doutor Emanuel Oliveira Medeiros, realmente esta fotografia dá que pensar e é um testemunho da falta de amor e da muita injustiça que vemos à nossa volta e a todo o nível! Amar o próximo, como a si mesmo, foi e é uma instrução do divino mestre, Jesus Cristo, que se entregou a si mesmo, refletindo assim Nele, o que é o amor incondicional de Deus.
Quem dará a sua própria vida por mim ou pelos pecadores que todos nós somos? Jesus foi o único que o fez! Mas nós, já não podendo oferecer tanto, quem de nós consegue tratar os outros, em especial os seus pais e/ou avós, com amor e respeito, deixando de lado os seus próprios interesses? É uma pergunta que infelizmente não temos visto muito respondida tal como devia ser! É por isso que, cada um de nós, apesar de toda a nossa boa vontade ou boas ações, que possamos nos examinar para nunca julgarmos os outros pela sua falta de amor! Cristo em nós é quem nos pode dar esse Amor pelos outros, AMOR AGAPE…
O nosso mundo necessita amar não apenas da boca para fora mas do coração para dentro! À medida em que envelhecemos, notamos como a nossa força física enfraquece; notamos que um dia talvez também necessitaremos ajuda dos nossos familiares mais próximos e mesmo de alguns amigos! Mas será que estarão disponíveis para nós? Sem procurar desculpas, só Deus é quem sabe, e nunca devemos confiar neles; é melhor buscar refúgio no Senhor nosso Deus porque ‘’os Seus olhos estão sobre os justos e os seus ouvidos estão atentos à sua oração’’ (1 Pedro 3:12)
A passagem neste mundo é rápida! Não podemos esperar nada de ninguém, mas aqueles que nos amam são uma bênção de Deus que bem reconhecemos! Alegremo-nos no Senhor, fortifiquemo-nos na Sua Palavra e juntamente com todos aqueles que podem, continuemos a fazer bem ao nosso próximo, em especial aos mais idosos e aos doentes, segundo as suas necessidades, porque Deus vai sempre permitir que os ajudemos. Porém, saibamos a Verdade que nem sempre o bem que fizermos nos será retribuído! Vamos refletir: ‘’…se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo.’’ (cf S. Lucas 6:33)
Em todas as nossas situações mais penosas, aquelas que vivemos ou tenhamos a viver, continuemos a confiar no Senhor, sem medos, mas com fé e orando sempre agradecendo de avanço, pois o Senhor resolverá, a Ele é a vingança e Dele vem a recompensa! Oremos sinceramente uns pelos outros e em especial pelas pessoas vulneráveis e desamparadas. Precisamos ser cuidadosos, dia a dia, em todo o nosso caminhar dando sempre um bom testemunho d’Aquele que é o nosso melhor AMIGO.
Canadá, 26 de dezembro de 2023,
Margarida De Andrade
Escrito e publicado, originalmente, na Página do meu Facebook

O Tempo é de Deus

Como todos e tudo, o Tempo é de Deus. Só quem sente o Natal por dentro, na sua Essência, vê isso até às funduras e alturas, na Verdade do Ser.
Ponta Delgada, 26 de dezembro de 2023,
Emanuel Oliveira Medeiros
Escrito e publicado, originalmente, na Página do meu Facebook

LUZ E PAZ

A Palavra de Deus e a Hóstia Consagradasão, em Realidade e Génese, a verdadeira consoada na Gruta de Belém, junto à Manjedoura do Menino Jesus.
Lemos e meditamos o Evangelho, a Palavra de Deus, no Antigo e no Novo Testamento, em “unidade intrínseca”, na sapiencial expressão de Bento XVI.
“Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por ele amados”.
Nesta Noite Santa entoemos Hinos de Louvor ao Menino Jesus, ao seu Nascimento, que veio ao Mundo para nos resgatar e toda a humanidade, em todos os tempos. DEUS, o SENHOR da VIDA, do Universo e da História.
Façamos a Paz que recebemos, em dádiva e herança eterna, de Deus, na Pessoa de Jesus Cristo: “a paz esteja convosco”, “a paz seja convosco”, “dou-vos a minha paz”
Obrigado, nosso Deus, pelo Dom da Paz. com a paz tudo de bom se faz. O Bem vence sempre. Deus vence sempre. Afirma S. Paulo: “não te deixes vencer pelo mal, vence, antes, o mal com o bem”. Entoemos hinos de louvor, cânticos e canções:”é natal”, “noite feliz”. Nesta Noite Santa vai (re)nascer, para todos, o Menino Jesus, na Gruta de Belém, que, devido à inveja e maldade do rei Herodes, José, Maria e o Menino tiveram de fugir para o Egipto, devido à perseguição, manhosa, disfarçada do rei Herodes, que logo invejou o Nascimento do “Rei dos Reis” – transmitida, em sonho, por Deus, a José, através de um Anjo – (Deus tem as suas vias, para agir, também em segredo, na diplomacia e na força imparável da Verdade) regressarão por outro caminho. Será “Jesus de nazaré”, o título de três livros, luminosos, da Autoria do Genial Papa Bento XVI. Foram escritos ainda era Papa no pleno uso dos seus poderes católicos e canónicos, – como Vigário de Cristo na Terra – para mostrar ao Mundo que a Figura de Jesus não é uma ficção mas uma realidade bem vivida por Deus na História Humana. estamos no ano 2023 d. c.
Cristo veio ao Mundo, pela Encarnação entrou nas nossas vidas, na nossa História e na História da Humanidade. Ao mundo trouxe Luz e Paz e logo encontrou perseguição, – bullyuing – por parte de Herodes e na sua Vida terrena ouviu e foi alvo de ofensas, difamações, perseguições, as multidões que o aplaudiram foram as mesmas que disseram “Cricificam-nO”, “Cricificam-nO”, foi morto e crucificado, mas Ressuscitou. E é desta Esperança que é feita a Fé, o Dom da Fé, de quem a tem e a cultiva. Três virtudes teologais: Fé, Esperança e Caridade, sementes a lançar na Boa Terra, que dará frutos e “frutos que permaneçam”. O Melhor de Nós vem do nosso Berço. Um dia a minha amada Mãe, Leontina Maria Oliveira Medeiros, não há muitos anos, hoje nos seus 87 anos de Idade, afirmou no Natal: “Deus nasceu para a Páscoa”, de imediato escrevi tão Sapiencial Afirmação, de uma Visão Humano-Divina Inédita, também na sua Enunciação e Formulação. Cristo, ainda antes de Nascer, trazia consigo um Signo, um Sinal, O Sinal da Cruz, mas a Cruz Bendita, a Cruz Adorada, o Santo Lenho da Cruz. E não nos esqueçamos de que a Cruz é o Signo e o Sinal do Cristão e Católico. Mas essa Cruz, redentora e salvífica, é, também, o nosso Escudo, a nossa Espada da Verdade, Arma de Luz, também em Ser e Tempo. “O futuro é escuro”, mas a Luz vem de um Tempo Primordial, o Tempo do Génesis. Onde andamos a aprender? Quem estamos a Ser? Para onde (des)caminha a Humanidade? Cristo é a Saída, a Luz. Por que tem o Homem dificuldade em perceber que Deus entrou na História, em definitivo, na História da Humanidade. “O homem voltou as costas a Deus” (Bento XVI). Por isso as guerras continuam. Faça-se Luz e Paz, a Vontade Primordial e Original de Deus.
Aleluia.
24 de dezembro de 2022, lembrado em 2023, pelo Facebook, e atualizado pelo autor
Emanuel Oliveira Medeiros

Emanuel Oliveira Medeiros
Professor Universitário*

*Doutorado e Agregado em Educação e na Especialidade de Filosofia
da Educação

Edit Template
Notícias Recentes
Venda de casas arrefece e oferta imobiliária aumenta 16% em Ponta Delgada
Oposição vai requerer inconstitucionalidade da polémica prioridade nas creches
Os cinco pisos da ala nascente do HDES já estão reabertos e acolhem 76 doentes
Missa aos sábados na Ermida de Nª Sª da Paz
Tolerância de ponto para a função pública em festas do Pico, Santa Maria e Corvo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores