Edit Template

Memórias Vivas, Educação e Escola

A Verdade é tão natural como o Ar Puro que se respira

Mas assim a Verdade, que é Cristo, não entra no mundo. Talvez por muitas situações destas temos gerações que “já nascem com a mentira na boca”, como me disse uma Sábia Professora. Precisamos de testemunhas e testemunhas de Verdade. Hoje proliferam as testemunhas compradas, vendidas à mentiras. Temos um Vínculo, forte, à Verdade. Cristo afirma “Só a Verdade vos libertará”. Ou seguimos a sociedade da mentira ou seguimos A Verdade que é Cristo. Só a Religião e a Justiça são guardiões da Verdade. A nossa boca foi feita pelo Criador para dar Testemunho da Verdade. Com Pessoas e Profissionais, em Verdade, a pessoa é forçada à Verdade. Daí a expressão: “A boca fugiu-lhe para a Verdade”. Mentir ou ser neutro é faltar, gravemente, à Verdade. Por isso a Sociedade está como está e não nos queixemos dos Políticos. Só Tem Autoridade Moral quem está na Verdade. A Verdade é tão natural como o Ar Puro que se respira e a água pura que se bebe.
Ponta Delgada, 16 de janeiro de 2024,
Emanuel Oliveira Medeiros

“O Espírito sopra onde quer”

Há muitos meninos e meninas mimados, que não crescem como pessoas, levados com pão de lá e traumatizados por nunca apanharam com o rigor da vida. Veja-se a vida dos Papas S. João Paulo II, Bento XVI e Francisco. As pessoas só ouvem as notícias anestesiantes e caricaturantes de certa comunicação social. Se soubessem a vida dura de Bento XVI e as maldades que lhe fizeram no seu percurso viam porque razão o Papa Francisco afirma: “Eu sempre disse que bento XVI era a santidade em Pessoa”. Se lessem o livro “A Minha Vida. Autobiografia de Bento XVI” viam a Vida Muito Dura que ele teve, e que lhe infligiram. Nada de verdadeiramente Grande se faz sem sacrifício, nada. As facilidades e adversidades enfrentam-se com muita Coragem, muita força, muita Fé, sem medo. Aos treze anos de idade, logo no início do seu Prontificado, João Paulo II afirmou “Não tenhais medo” e acrescentou. “Não tenhais medo de ser santos”. Depois, no fim da sua vida terrena, firme, e, na última Aparição, já só com voz, sem vocábulos audível, saudava a multidão e uma pomba branca que o sobrevoava, como imagem visível do Divino Espírito Santo. “Adiante”, como diz Bento XVI.
Ponta Delgada, 15 de janeiro de 2024,
Emanuel Oliveira Medeiros

ESTUDAR, ESTUDAR, ESTUDAR,
MESMO NA CAMIONETA OU NAS PASTAGENS

Que bela recordação. Fiz tantas viagens nesta camioneta. No início dos estudos, em Ponta Delgada, (para frequentar o 7º ano de escolaridade na Escola Secundária Domingos Rebelo, antiga Escola Industrial e Comercial de Ponta Delgada) levantava-me às 6h, (nos Ginetes), a camioneta partia às 6.50 e regressava aos Ginetes às 18.50! A Distância entre Freguesia de Ginetes e Ponta Delgada é de 25 Km. Mas, imagine-se, o estado das estradas/caminhos há cerca de 45 anos! E chegava aos Ginetes às 19.45. Era uma VIDA MUITO DURA DE ESTUDANTE. Depois era estudar para voltar no dia seguinte. Os horários não eram feitos em função dos alunos, mas dos professores, ao contrário de hoje. Mas, hoje, a maior parte dos alunos não quer estudar e o Estado obriga-os a estar na Escola até concluírem a escolaridade obrigatória e/ou fazerem os dezoito anos de Idade.
Dei aulas, oficiais, pela primeira vez, aos 18 anos de idade, e toda a minha vida tem sido intensa e frutuosa dedicação ao estudo, ao Serviço da Comunidade. Só sabe dar o Valor quem passa. E passava muito mal nas camionetas, mas nem por uma fração de segundos me passou pela cabeça desistir. Nunca. Pelo contrário, ESTUDAR, ESTUDAR, ESTUDAR, na Escola e em casa, até nas pastagens a vigiar e cuidar das vacas. Há coisas que só são ditas quando Deus quer.
Fui um Aluno que ficou Estudante, PARA SEMPRE. A DEUS tudo Agradeço, e a DEUS tudo entrego.
Ponta Delgada, 15 de janeiro de 2024,
Emanuel Oliveira Medeiros

Meu Pai

Entre tantas outras, aqui registo uma das afirmações de meu Pai, em Diálogo comigo, entre muitos e muitos diálogos comigo, ao longo da vida. Uma Evocação em Vida, Graças a Deus.
Ser Professor é Tarefa para uma Vida. Não são os graus ou os títulos que valem, mas a Pessoa que, no seu Ser, é e se torna, ou não, digna deles. Mais do que isso é a experiência, a vida, a verdadeira fonte dos saberes e conhecimentos. Bem o disse Camões: “O Saber de Experiência feito”, acrescento, também da Razão e do Coração que iluminam. “O Ser onde está Aparece”, disse-me, um dia, o meu Pai, – José Manuel Alves de Medeiros -, com Grande Sapiência e Profundidade, (mesmo sem escolaridade formal, ou talvez por isso), até no Sentido do muito que estudei – e estudo – na Ontologia e na Fenomenologia. A Vida é a Verdadeira Escola e Universidade, a Universidade da Vida, como vejo muitas pessoas colocarem nos seus Currículos. Cada pessoa é, naturalmente, filósofo/a, mas poucos sabem colher as pérolas do Saber que promana da fala e da linguagem de cada pessoa. Como afirma o Grande Filósofo Paulo Freire: “Todos somos educandos e educadores”. O verdadeiro Filósofo ou é humilde, para admitir, como Sócrates, “Só sei que nada sei” (“douta ignorância”) ou não é filósofo. É preciso Saber Sentir a Escuta e a Fala, que encontra o seu jeito de se expressar, de múltiplas formas, inéditas e originais. No Olhar está a fala dos nossos cinco sentidos.
Ponta Delgada, 15 de janeiro de 2024,
Emanuel Oliveira Medeiros

Nota: Todos estes textos, da minha autoria, foram escritos, e publicados, originalmente, nas respetivas datas, na minha Página do Facebook.

Emanuel Oliveira Medeiros
Professor Universitário*

*Doutorado e Agregado em Educação e na Especialidade de Filosofia da Educação

Edit Template
Notícias Recentes
Prioridade nas creches será para crianças de pais trabalhadores
Milhares de Sopas do Espírito Santo hoje no Campo de S. Francisco
Açores registam forte subida no ranking das escolas
Número de doentes internados com Covid-19 está abaixar
Arquivado processo de dois padres Açorianos suspeitos de abuso sexual
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores