Edit Template

Berta Cabral, Secretária Regional do Turismo: “Estamos convictos de que vamos ter mais um ano de excelência no turismo”

A Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas dos Açores, Berta Cabral, afirma que 2023 “foi um ano muito positivo para os Açores e para o país, que nos enche de grande orgulho. Ainda não temos os dados estatísticos oficiais completos do ano, mas já é um dado adquirido que vamos superar, novamente, os melhores registos de desempenho. E, mais uma vez, estamos a crescer mais em valor do que em quantidade”.
Fazendo um balanço do ano que se passou, numa entrevista que concedeu à Publituris, Berta Cabral sublinha que “os Açores foram eleitos o “Melhor Destino de Turismo de Aventura do Mundo» e conquistamos o Nível IV Prata na nossa certificação como “Destino Sustentável”, que são duas cerejas no topo de um ano absolutamente fantástico para o nosso turismo. Para além disso, este é também o ano que marca a entrada em vigor do nosso novo “Plano Estratégico e de Marketing para o Turismo dos Açores 2030”, que nos dá uma perspectiva fresca para o desenvolvimento turístico e uma nova força competitiva para os próximos anos”.

Investir mais na qualificação

A governante entende que “temos todos muito ainda por fazer e mais ser-nos-á exigido. Precisamos de continuar a investir na qualificação do nosso produto e dos nossos recursos; necessitamos de modernizar e evoluir tecnologicamente em vários aspectos, até porque estão já aí revoluções silenciosas importantes, como o advento da inteligência artificial; e, naturalmente, é fundamental trabalhar, de forma sustentada e determinada, na redução da sazonalidade. Temos de ir ganhando terreno nesta batalha com firmeza”.

Boas perspectivas para 2024 mas com incertezas

Para 2024, Berta Cabral diz manter “sempre o optimismo e a perspectiva positiva, porque o mercado dá boas indicações e o turismo está vibrante. Não esqueçamos que o turismo é o sector mais transversal da nossa economia e aquele que tem mais capacidade para impactar em todos os outros, quer na criação de valor, quer na criação de emprego, de forma directa ou indirecta. Isso dá-nos alento na forma como encaramos a evolução da nossa economia no curto prazo. Reconhecemos que, naturalmente, há desafios e ameaças a pairar no horizonte: a crise inflacionista e os efeitos das guerras na Ucrânia e no Médio Oriente; a indefinição nas taxas de juro e os actuais valores bastante elevados; as novas exigências da União Europeia na descarbonização e os seus efeitos no sector dos transportes; o crescimento competitivo de outros países. Tudo isso modera as nossas previsões, mas temos uma grande convicção em mais um ano com desempenho de excelência, sobretudo no turismo”.

As OSP à espera ainda
de concurso

Sobre o que gostaria de ver concretizado este ano, Berta Cabral responde à Publituris: “A decisão sobre a localização do novo aeroporto de Lisboa e, logo de seguida, trabalho concreto e prático para a sua realização. Isto é determinante não só para o turismo ou para os Açores, mas sim para todo o país e para toda a nossa economia.
Creio que também seria importante ter uma definição sobre a TAP. São duas condições estratégicas para o desenvolvimento do nosso turismo e que é fundamental assegurar o quanto antes. E, para nós açorianos, é também crítico que o Governo da República lance o concurso para as Obrigações de Serviço Público para a ligação dos aeroportos de Santa Maria, Pico e Faial a Lisboa e de Ponta Delgada e Terceira ao Funchal, que já vem sendo, injustificavelmente, protelando desde o início de 2023. É algo vital para a assegurar a continuidade territorial nacional e a conectividade aérea dos Açores, que tem, obviamente, impacto para os residentes e para os turistas”.

Edit Template
Notícias Recentes
Gastamos mais nos transportes e menos em restaurantes e alojamento - Famílias açorianas têm despesa média anual de 19.400 Euros
Navio ‘Laura’ vai trazer 300 viaturas de Lisboa
PJ faz buscas na escola Antero de Quental
Região conta com mais 94 licenciados em enfermagem a partir de hoje
Novo concurso para reabilitar ruas nas Capelas
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores