Edit Template

1 Ferrari para cada Açoriano

Já devemos estar perto da promessa que dá título a este texto. Ainda não chegámos aí, mas depois de ler promessas e mais promessas…
Ora vejam lá: redução de impostos; aumento generalizado de rendimentos, apoios sociais e subsídios; semana de 4 dias na administração pública regional; importação de pessoas para combater a desertificação; aumento exponencial de creches em todas as ilhas; juras de amor à tarifa Açores; Sata 100% pública, 100% privada ou até extinta; pagamento máximo de 134 euros para ir à Primark e sem passar pelos CTT; reativação do transporte marítimo de passageiros e viaturas; obras novas em todas as freguesias; aeroportos e portos melhores do que novos; habitação para todos; médicos e enfermeiros com fartura bastante; carreiras todas regularizadas; 6 ou menos pontos para mudar de posição remuneratória; justiça para os bombeiros; salário mínimo regional nos mil euros daqui a uns dias; transportes públicos terrestres quase gratuitos ou mesmo gratuitos; jornais gratuitos; apoio para toda a comunicação social pública e privada; pontes para e entre ilhéus; cheques farmácia; comparticipação quase total de consultas e exames no privado; introdução de uma moeda regional; incentivos à fixação de professores nas ilhas mais pequenas e não só; criar um hospital veterinário público; criar incentivos à dedicação exclusiva no Serviço Regional de Saúde; patrocinar o interesse pela arte nas suas variadas dimensões; assegurar a existência de um centro de recolha oficial de animais em cada município; promover programas educativos, ocupacionais e de inclusão para crianças e idosos; reduzir o número de alunos por turma; introduzir a disciplina de língua gestual portuguesa desde o 1.º ciclo; incentivos à criação de hortas pedagógicas nas escolas; alteração da lei de finanças regionais por forma a aumentar as transferências para os Açores; extinção do representante da república; poder de decisão das regiões autónomas na questão do mar…
Ufa!!! E nem a metade devo ir. Mas julgo que já perceberam, como se diz nas feiras, “há para a menina, e para o menino”. Há, no fundo, para todos os gostos e feitios! Não sei bem onde foram inventar esta maneira de “fazer política”. Mas, não querendo ser desmancha prazeres, tenho a informar que isto não resulta.
A mensagem, se a ideia é que seja assimilada, deve ser curta, direta e positiva! Um rol de promessas, centenas de carateres e mais carateres, embrulhados num manto muito escuro de críticas e mais críticas, não dá um único voto. Tal como não dá votos dar o dito pelo não dito. Ou ainda perder tempo de antena a puxar por ausentes.
E que tal apresentarem 3 ou 4 ideias (no máximo!) que demonstrem a diferença entre projetos? Ideias para os Açores de amanhã e não penitências sobre os Açores de ontem! Fica a dica… se é que ainda há tempo!

Hernâni Bettencourt*

*Jurista

Edit Template
Notícias Recentes
Turistas gostam da paisagem e da segurança e não gostam dos serviços de restauração e dos transportes de táxis e de autocarros
Desaparecido turista belga que se encontrava a realizar um trilho pedestre na Lagoa do Fogo
Sismo de magnitude 2.6 na escala de Richter sentido na ilha Terceira
Programa para a prevenção do cancro gástrico arranca na Terceira
Detido indivíduo fortemente indiciado da prática do crime de detenção de arma proibida na Ribeira Grande
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores