Edit Template

Francisco César defende que Autonomia dos Açores é “fundamental” para o desenvolvimento do país

O Pavilhão do Mar foi o centro da visão de um Portugal Inteiro defendida pelo Partido Socialista, em Ponta Delgada. Uma sala cheia ouviu as intervenções do candidato a Primeiro-ministro, Pedro Nuno Santos, do cabeça de lista pelo círculo eleitoral dos Açores, Francisco César, e do Presidente do PS Açores, Vasco Cordeiro, que apresentaram algumas das principais propostas do partido relativamente aos salários, pensões, habitação, orientadas para a melhoria contínua das condições de vida dos portugueses.
“Nós compreendemos o sentimento das pessoas, partilhamos as suas angústias e desejos, porque temos trabalhado com elas para ultrapassar as dificuldades. Temos estado e vamos continuar a estar ao lado das pessoas”, garantiu Francisco César. Nomeou algumas das conquistas da governação socialista, entre elas o aumento dos salários e das pensões, a descida de impostos sobre os rendimentos, o aumento do abono de família, a gratuidade das creches, lembrando ainda a prontidão do Governo da República em ajudar a Região Autónoma dos Açores na recuperação dos estragos causados por várias intempéries.
Feito o balanço dos últimos anos, Francisco César admitiu haver ambição de fazer “mais e melhor” em áreas com impacto directo na vida dos açorianos, dando especial ênfase a propostas socialistas como a extensão do IRS Jovem a todos, o aumento da abrangência do Complemento Solidário para Idosos, as novas metas de aumento do salário mínimo e médio e apoio às rendas e compra de casas, só para mencionar algumas.
O cabeça de lista pelo círculo eleitoral dos Açores saudou Pedro Nuno Santos por fazer questão de marcar presença no arquipélago neste início de campanha, lembrando que “em todos os momentos, Pedro Nuno Santos cá esteve e está cá hoje para demonstrar que, para termos um Portugal Inteiro, contamos com a Região Autónoma dos Açores” e elogiou o seu conhecimento da realidade açoriana e respeito pelo projecto autonómico.
Francisco César reafirmou o compromisso dos candidatos socialistas que forem eleitos no próximo dia 10 de Março. “Os deputados eleitos do Partido Socialista pelos Açores nunca ficam calados, independentemente do Primeiro-ministro, quando estiver em causa a Região”, garantiu, acrescentando que, a concretizar-se a vitória do Partido Socialista e eleição de Pedro Nuno Santos como Primeiro-ministro, os candidatos açorianos “estarão sempre junto dele para lhe dizer que a autonomia é um bem que deve ser preservado e é fundamental para o desenvolvimento de um Portugal inteiro.”

Edit Template
Notícias Recentes
Venda de casas arrefece e oferta imobiliária aumenta 16% em Ponta Delgada
Oposição vai requerer inconstitucionalidade da polémica prioridade nas creches
Os cinco pisos da ala nascente do HDES já estão reabertos e acolhem 76 doentes
Missa aos sábados na Ermida de Nª Sª da Paz
Tolerância de ponto para a função pública em festas do Pico, Santa Maria e Corvo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores