Edit Template

Judite Barros (CDU) defende reintegraçãode trabalhadores precários na RDP e RTP-Açores

Judite Barros da Costa, primeira candidata da CDU pelo Círculo Eleitoral dos Açores, à Assembleia da República, teve uma reunião com os representantes do SINTTAV (Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Telecomunicações e Audiovisual), onde se inteirou da situação dos trabalhadores da RTP e RDP Açores.
Para a candidata, ambos são garantes de democracia e um dos pilares da Autonomia do Arquipélago dos Açores.
“Neste sentido, não se compreende que dos seus quadros façam parte, há longos anos, mais de 20 trabalhadores – desde técnicos de som, técnicos de imagem a jornalistas e correspondentes – com vínculos precários. Estes trabalhadores não têm as condições de estabilidade que mereceriam, nem um salário justo e digno que faça frente ao nível de vida cada vez mais inflacionado”, afirma.
E acrescenta: “A nível nacional, a RTP tem vindo a solucionar o problema, integrando os trabalhadores precários nos seus quadros, ainda que paulatinamente. Aqui, nos Açores, tal não acontece. A empresa ignora esta situação, não responde aos seus apelos e necessidades: desta forma, estes trabalhadores são alvo de discriminação não só laboral como também geográfica e territorial”.
“Estes trabalhadores estão cansados de suportar a empresa à custa do seu tempo e trabalho mal remunerado; estão cansados de trabalhar horas a fio, em diretos e exteriores, e receber, por exemplo, um subsídio de refeição que mal paga uma sandes, quanto mais um almoço ou um jantar. Sentem na pele o peso e esforço de terem estudado jornalismo/comunicação, ou mesmo tirado uma especialidade em som ou imagem, para agora correrem atrás de pequenos serviços que mal pagam as deslocações, ou mesmo o que se recebe por uma peça”, sublinha a candidata.
A CDU considera que estas reivindicações são mais do que legítimas, pois trata-se de direitos consignados na Constituição da República Portuguesa. Trabalho Digno Igual a Salário Digno: por isso a CDU estará ao lado destes e de outros trabalhadores, nas mesmas condições, no sentido de resolver os seus problemas e dignificar o seu trabalho.
À tarde, Judite Barros da Costa esteve em contacto com as populações em Angra do Heroísmo, apresentando as propostas da CDU e, mais importante ainda, ouvindo as pessoas que manifestaram os seus desejos, receios e também o seu descontentamento.

Edit Template
Notícias Recentes
Taxa turística em São Miguel adiada para 1 de Janeiro 2025
ANAC investiga nos Açores se há práticas anticoncorrencias na aviação
“Rotterdam” Hoje em Ponta Delgada com 2.500 Passageiros
Governo dá continuidade à estrutura de missão no âmbito da saúde mental
Normalizadas as ligações aéreas com o Corvo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores