Edit Template

Primavera começa esta madrugada

A Primavera astronómica começa hoje, exactamente às 02h06m dos Açores.
A natureza já está a dar os seus primeiros passos em direção à Primavera e, de um ponto de vista puramente meteorológico, já nos alcançou há muito tempo, independentemente de todos os acontecimentos meteorológicos e florais. Porque o início meteorológico da Primavera é puramente matemático, segundo a Tempo & Radar.
A meteorologia definiu o dia 1 de março de cada ano como o início da primavera.
A divisão em quatro estações de igual duração serve para a comparabilidade estatística dos dados meteorológicos e climáticos durante longos períodos.
Em termos de calendário, a primavera começa quando o Sol está exatamente sobre o equador.
O zénite do sol desloca-se do sul para o norte. No hemisfério norte, os dias tornam-se visivelmente mais longos e as temperaturas sobem.
A data do equinócio, ou seja, a hora exacta do início da primavera, não é sempre no mesmo dia de Março.

Primavera chega às 2h06m

Em 2084, por exemplo, a Primavera começa a 19 de Março, em 2011 foi a 21 de Março e este ano a Primavera começa a 20 de Março, exactamente às 02h06m dos Açores.
A Primavera também começará a 20 de Março nas próximas décadas, prossegue a Tempo&Radar.
O desabrochar da natureza permite-nos viver a primavera com todos os nossos sentidos.
À medida que as temperaturas sobem e as horas de luz do dia aumentam, a flora e a fauna despertam do seu sono invernal.
Isto acontece numa sequência quase constante. As épocas de floração das plantas servem de guia para as estações do ano.
Na agricultura, a observação da fenologia das plantas é importante para determinar o início e o desenvolvimento das estações, nomeadamente da primavera, que é crucial para o ciclo de crescimento das culturas.
A floração da aveleira e da forsítia é considerada um indicador do início da primavera, enquanto a floração das macieiras, que ocorre geralmente em maio, marca o pico da fenologia primaveril.
Isto significa que estas plantas têm ciclos de crescimento e desenvolvimento específicos que reflectem as condições meteorológicas sazonais e que a sua floração é acompanhada de perto pelos agricultores para planear medidas como a poda, a fertilização e o controlo de pragas.
Os meteorologistas agrícolas podem utilizar a chamada soma das temperaturas dos prados para determinar quando uma determinada planta irá florescer.
A soma das temperaturas dos prados é um valor especialmente calculado que resulta da soma das médias diárias positivas.
Prevê-se uma maior instabilidade no continente hoje e amanhã, primeiros dias da, Primavera, com possibilidade de aguaceiros dispersos e vento moderado.

Previsão de bom tempo
para os Açores

Apesar de uma ligeira descida das temperaturas na Quarta-feira, as temperaturas estarão acima da média para esta altura do ano. A partir de Sexta-feira, o tempo deverá tornar-se mais calmo e seco, com períodos de sol e nuvens.
Na Madeira, a previsão para a segunda metade da semana é de tempo instável e húmido até ao fim de semana, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoadas, alguns dos quais com intensidade local e precipitação considerável.
Nos Açores, no entanto, o tempo húmido deverá dar lugar a condições mais calmas e secas a partir de meados da semana. O sol deverá alternar com as nuvens e proporcionar um tempo mais ameno.
Em algumas regiões, como o Alentejo, o Algarve, Lisboa, Setúbal e a costa ocidental do Norte, os níveis de pólen são já muito elevados.
Os grãos de pólen predominantes atualmente provêm sobretudo de plantas com alergenicidade moderada, como os ciprestes e os plátanos.

Edit Template
Notícias Recentes
Câmara de Ponta Delgada investe 250 mil euros na requalificação de ruas nas Capelas
Padre açoriano ordenado no Canadá celebra missa nova nas Feteiras
Trabalhadores de terra da SATA decretam greve em Agosto e Setembro
“Tarifa Açores” mantém-se em 2024 e já beneficiou cerca de 1 milhão de passageiros
Oferta de casas para arrendar desceu 12% em Ponta Delgada no último ano
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores