Edit Template

Chefs Michelin à descoberta de produtos gastronómicos em Santa Maria

O património gastronómico da Ilha de Santa Maria vai estar em destaque numa ação da Secretaria Regional da Agricultura e Alimentação, através do Gabinete de Gestão e Promoção da Marca Açores, com o apoio da Visit Azores, que junta chefs profissionais à restauração e produtores locais, com o levantamento do receituário tradicional e o aprofundamento do conhecimento dos produtos identitários da ilha.
Numa iniciativa que percorre o território de Santa Maria, a decorrer de 8 a 11 de julho, os chefs André Cruz, do restaurante Feitoria (1* MICHELIN), João Sá, do restaurante Sála (1* MICHELIN), ambos em Lisboa, e José Pereira, do restaurante Õtaka, em São Miguel, vão partilhar uma experiência de imersão pela identidade gastronómica e património mariense, com contacto direto com o produto, as tradições, gentes locais, produtores e artesãos, com vista à valorização do território e intercâmbio de informações que enriquecem a oferta gastronómica de Santa Maria.
“É importante valorizar o território da Ilha de Santa Maria através dos seus produtos, das pessoas que os produzem e mantêm vivas as tradições e cultura da ilha. Esta é uma iniciativa que se insere no âmbito da Marca Açores, promovida pelo Governo dos Açores, que tem como objetivo valorizar e diferenciar as ilhas açorianas, evidenciando o seu carácter próprio, enaltecendo o produto açoriano, certificado pela Marca Açores, um garante da sua origem e alta qualidade. Santa Maria permanece ainda desconhecida para muitos portugueses e é importante levar a cabo ações como esta, que dignifiquem e promovam os vários produtos gastronómicos numa relação direta com o património local, possibilitando uma maior divulgação da ilha enquanto destino turístico gastronómico”, anota António Ventura, Secretário Regional da Agricultura e Alimentação.
Ao longo de quatro dias, os chefs convidados vão visitar locais tão emblemáticos como as Vinhas da Baía de São Lourenço e conhecer as particularidades da endógena Meloa de Santa Maria IGP, o queijo de ovelha, as Sopas do Espírito Santo marienses, o Caldo de Nabos ou os famosos Biscoitos de Orelha, produtos únicos desta ilha do grupo Oriental do arquipélago açoriano. É o caso do queijo e requeijão de ovelha, que apenas se produz nesta ilha, onde os vastos rebanhos de ovelhas substituem as tradicionais vacas leiteiras que simbolizam as ilhas açorianas. A qualidade da carne de vaca, angus e limousine, a extensa variedade de peixes à venda nas bancas que refletem a riqueza subaquática, a meloa que assume a identidade da própria ilha como o produto-bandeira de Santa Maria ou a recuperação da produção de vinho Verdelho através de métodos ancestrais, são parte deste património que importa realçar e garantir que não se perca.
Em cada visita, será contada a história, provado o produto e conhecido o método de produção para que, no final, os chefs possam aportar um maior conhecimento, sobretudo à restauração local, que leve ao enaltecimento deste legado único, com a recuperação do receituário tradicional e a introdução de um melhoramento das práticas diárias na oferta gastronómica na ilha.
Para esse efeito, decorrerão ainda encontros formativos entre os chefs e os representantes dos restaurantes inscritos, nos dias 10 e 11 de julho.
A iniciativa da Marca Açores de promoção do património gastronómico da Ilha Santa Maria termina no dia 11, quinta-feira, com um jantar preparado pelos chefs e com o apoio dos participantes nos encontros formativos, servido no restaurante Ponta Negra, o único restaurante da ilha com certificação Marca Açores, onde será dado a provar o Vinho Verdelho de Santa Maria, com uma produção exclusiva de 112 garrafas, que dará início a um convívio entre todos os envolvidos nas atividades do decorrer da semana.
Esta ação vem no seguimento da promoção efetuada o ano passado nas ilhas das Flores e do Corvo, com moldes semelhantes, num esforço da Marca Açores de consciencializar para a importância de garantir a preservação da cultura e tradições identitárias de cada ilha, com os seus produtos cada vez mais valorizados e reconhecidos além das suas fronteiras, com uma qualidade ímpar que faz do arquipélago dos Açores um destino tão diferenciado em termos de gastronomia.

Edit Template
Notícias Recentes
Chega diz que “Pico é uma vítima do excesso de proibicionismo”
Lagoa terá Plano Municipal de Juventude
Bombeiros de Ponta Delgada irão transportar Coroa do Município na Grande Coroação
Água Retorta recebe XII Mostra Gastronómica no final de Julho
Povoação prepara-se para “Kids Festival” nos dias 20 e 21 de Julho
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores