Edit Template

Detenção de indivíduo por suspeita de crime de violência doméstica contra os seus progenitores

A Divisão Policial de Ponta Delgada, por intermédio de polícias da Brigada de Investigação Criminal da Esquadra da Lagoa, deteve um indivíduo do sexo masculino de 19 anos de idade, natural e residente na freguesia do Cabouco, concelho da Lagoa, por suspeitas da prática de um crime de violência doméstica. Após a Equipa de Proximidade e de Apoio à Vitima da Esquadra da Lagoa ter identificado e sinalizado um possível quadro de violência familiar envolvendo o arguido, os investigadores da PSP concretizaram um conjunto de diligências investigatórias na recolha de prova que permitiram reunir fortes indícios da prática de várias condutas violentas e graves, designadamente violência física, psicológica, económica e patrimonial, perpetradas pelo arguido contra os seus progenitores.De acordo com as diligências policiais, apurou-se que num dos episódios de violência familiar, potenciado pelo consumo exacerbado de substâncias sintéticas, o arguido munido de uma arma branca coagiu por intermédio de violência o seu pai, a entregar-lhe quantias monetárias para a aquisição de estupefacientes, panorama que motivou uma intervenção prioritária e urgente por parte da PSP.Perante o agravamento da conduta criminosa evidenciada pelo arguido ao longo das últimas semanas, manifestada com agressões físicas, ameaças de morte dirigidas aos seus progenitores e destruição e furto do recheio do imóvel, e potenciada pela elevada dependência em substâncias sintéticas, em resultado da intervenção prioritária e urgente por parte dos vários operadores da justiça, procedeu-se à detenção urgente e fora de flagrante delito do arguido, mediante ordem do Magistrado do Ministério Público de Ponta Delgada titular do inquérito, de modo a serem aplicadas medidas de coacção condizentes com as necessidades securitárias.Ao detido, depois de ter sido presente o Juiz de Instrução Criminal de Ponta Delgada, foram-lhe aplicadas as medidas de coacção de afastamento e proibição de contactos com as vítimas, obrigação de abandonar a residência da família, e ainda a obrigação de se sujeitar a tratamento à toxicodependência, garantindo deste modo a protecção, saúde e bem-estar das vítimas.

Edit Template
Notícias Recentes
Turistas gostam da paisagem e da segurança e não gostam dos serviços de restauração e dos transportes de táxis e de autocarros
Desaparecido turista belga que se encontrava a realizar um trilho pedestre na Lagoa do Fogo
Sismo de magnitude 2.6 na escala de Richter sentido na ilha Terceira
Programa para a prevenção do cancro gástrico arranca na Terceira
Detido indivíduo fortemente indiciado da prática do crime de detenção de arma proibida na Ribeira Grande
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores