Edit Template

Palco de Ilusões dá a conhecer o projecto “VSTi Viola da Terra de 12 cordas”

A Palco de Ilusões convida a todos a conhecer o projecto VSTi Viola da Terra de 12 cordas, levado a cabo no passado ano de 2023, o qual consistiu na gravação, edição, masterização e criação de um VSTi da Viola da Terra de 12 cordas.
A Vsti (Virtual Studio Technology – Tecnologia de Estudio Virtual) foi criada pela empresa alemã Steinberg em 1996. Inicialmente, foi desenvolvida para emular equipamento de estúdio e transformar hardware em software; mais tarde, estendeu-se para os instrumentos, fazendo com que os mesmos pudessem ser executados por computadores e equipamentos com tecnologia MIDI (Interface Digital de Instrumentos Musicais).
A viola da terra é um cordofone que pertence à família das violas de arame portuguesas: viola amarantina, viola beiroa, viola braguesa, viola campaniça, viola toeira, viola de arame madeirense, e viola da terra. É um instrumento com a caixa em forma de “8”, com tampo harmónico paralelo às costas, sendo constituída por 12 cordas. Estas 12 cordas são dispostas em 5 ordens (parcelas) sendo a 1ª, 2ª e 3ª ordem dupla e a 4ª e 5ª ordem tripla (do som mais agudo para o mais grave).
A Palco de Ilusões gravou uma viola da terra construída por Raimundo Leonardes, a pedido do músico Rafael Carvalho, seu proprietário e executante nas gravações para este VSTi. Este trabalho contou com a colaboração do músico Paulo Vicente, responsável pela programação em software. A Palco de Ilusões disponibiliza de forma gratuita, em vários softwares, o VSTi para download na sua página da internet, (www.palcodeilusoes.com), — contribuindo assim para a difusão deste instrumento tradicional açoriano no panorama mundial. A Palco de Ilusões considera que a criação deste VSTi é uma forma prática e efectiva de contribuir para a preservação e promoção deste instrumento tradicional e, mais amplamente, da cultura açoriana.
Esta é, também, uma forma de preservar o instrumento e a sua música num ambiente digital: acção fundamental para que as futuras gerações tenham acesso às mesmas. A criação de um VSTi pode incentivar colaborações interculturais, permitindo que artistas de diferentes origens e estilos musicais possam criar uma obra de arte única — que, neste caso, envolve elementos da música tradicional açoriana.
“Podemos afirmar que, recorrendo à tecnologia, este projecto desempenha um importante papel na preservação da cultura açoriana. O VSTi permite que a música tradicional evolua, adaptando-se às exigências do mundo contemporâneo, garantindo a sua continuidade”, lê se no comunicado.
Este projecto teve o apoio da Direcção Regional dos Assuntos Culturais e a Palco de Ilusões pretende, em 2024, produzir o VSTi da viola da Terra tradicional da ilha Terceira, de 15 cordas, projecto que conta com a parceria do músico Evandro Meneses e que se encontra em concurso ao abrigo do RJAAC 2024.

Edit Template
Notícias Recentes
União Desportiva do Nordeste comemora os 50 anos do clube
2ª edição da formação “Cidadania Digital: Riscos e Oportunidades da Internet”
Bolieiro manifesta oposição à criação de uma taxa turística regional
Actividade ambulatória de Pediatria regressa amanhã ao HDES
Há 5 municípiosnos Açores com mais procura de casas para viver no campo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores