Edit Template

Câmara Municipal assinala centenário da morte de Teófilo Braga

A Câmara Municipal de Ponta Delgada, em parceria com o Comando Operacional dos Açores (COA), irá assinalar, no próximo dia 28 de Janeiro, o centenário da morte de Teófilo Braga, com uma cerimónia evocativa deste cânone da nossa sociedade.
O programa desta homenagem é composto por dois momentos distintos, sendo o primeiro de cariz mais simbólico, com a deposição de uma coroa de flores, pelas 15h30, junto ao busto de Teófilo Braga, que fica localizado nas imediações do Forte de São Brás.
Num segundo momento, haverá uma sessão solene, de carácter mais cultural, que terá lugar no Coliseu Micaelense, pelas 16h00.
A referida comunicação agendada para o Salão Nobre da maior casa de espectáculos dos Açores, será proferida pelo Presidente da Comissão Portuguesa de História Militar, Major-General João Vieira Borges e estará subordinada ao tema “Teófilo Braga: do Homem de cultura e de ideais, ao Presidente da República do após 14 de Maio de 1915”.
João Vieira Borges é Major-General do Exército, Presidente da Comissão Portuguesa de História Militar e coordenador do Observatório de Segurança e Defesa da SEDES.
A nível académico, o orador é doutorado em Ciência Sociais, na Universidade dos Açores, mestre em Estratégia, no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa e ainda licenciado e mestre em Ciências Militares na Academia Militar.
Para além da vasta formação, João Vieira Borges também foi instrutor e professor na Academia Militar, assessor no Instituto da Defesa Nacional, delegado na NATO, oficial de Estado-Maior, presidente do Conselho da Arma de Artilharia, comandante de unidades durante mais de 13 anos, membro do Conselho de Revisão do Conceito Estratégico de Defesa Nacional e também é comentador em órgãos de comunicação social (RTP, SIC, Rádio Observador e Antena1) e autor/co-autor de 27 livros e 180 artigos.
Quanto ao homenageado desta sessão solene, recorde-se que Teófilo Braga é uma figura ímpar que nasceu e estudou em Ponta Delgada, tirou o curso de Direito na Faculdade de Coimbra e deste cedo se apresentou como homem, disciplinado e determinado, um verdadeiro entusiasta da cultura e defensor dos ideais republicanos.
Foi deputado, Presidente do Governo Provisório Republicano e posteriormente Presidente da República, em substituição de Manuel Arriaga, entre 29 de Maio e 5 de Outubro de 1915 e é este período após a revolução que será especialmente desenvolvido nesta sessão evocativa do centenário da morte de Teófilo Braga.
Nesta iniciativa de homenagem a este vulto da nossa cultura, estão ainda previstas as intervenções protocolares do Comandante Operacional dos Açores e do Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Pedro Nascimento Cabral.

Edit Template
Notícias Recentes
Indústria do atum alerta para a “morte lenta” do sector nos Açores
Empresários manifestam preocupação com insegurança nas ruas de P. Delgada e consideram que responsáveis estão a falhar
Ryanair propõe reabrir base em Ponta Delgada e reforçar operação
Meloa da Graciosa candidata a produto DOP
Francisco Melo encerra a época com a medalha de bronze
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores