Edit Template

Reitores querem que os santuários dos Açores sejam casas de oração

O tema da oração é o mote para toda a actividade pastoral dos cinco Santuários Diocesanos, cujos reitores estiveram ontem reunidos no Santuário de Nossa Senhora dos Milagres, na Serreta, na ilha Terceira.
Neste IV Encontro, no qual participou também o Bispo de Angra, os Santuários elegeram a oração como a prioridade a partir do evangelho de Lucas: “Senhor ensina-nos a rezar”.
“Depois do apelo feito pelo Papa Francisco no Encontro Internacional de Reitores, em Roma, no qual participaram 43 países, para que os santuários fossem verdadeiras casas de oração, na diocese não poderia ser diferente” disse ao Sítio Igreja Açores, o coordenador dos reitores, padre Marco Martinho.
“Os santuários terão um papel primordial na vivência da oração porque eles já são casas de oração, de adoração silenciosa e de consolação. Por isso, o que precisamos é de nos articular e propor esta vivência através de actividades específicas” acrescentou o sacerdote, que é reitor do Santuário do Senhor Bom Jesus Milagroso, na ilha do Pico.
“O que temos de fazer é colocar as nossas equipas de pastoral a favorecer momentos de intimidade, de oração cuidada e aberta, para que se promova o verdadeiro encontro com Deus” refere ainda o responsável.
“Além dos momentos mais festivos, em que o Santuário se enche, na verdade ao longo do ano são vários os peregrinos que ali se recolhem, promovendo uma dinâmica e um cuidado com a oração ao longo de todo o ano. Por isso, é tão importante promovermos um encontro entre Deus e os peregrinos…” referiu ainda.
A Diocese de Angra tem cinco santuários diocesanos: três de natureza cristológica e dois marianos.
Os santuários diocesanos situam-se nas ilhas de São Miguel- Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres, em Ponta Delgada, no Pico o Santuário do Senhor Bom Jesus Milagroso, em São Mateus de São Jorge o Santuário do Senhor Santo Cristo da Caldeira, Fajã do Santo Cristo, e na Terceira os santuários de Nossa Senhora da Conceição e Nossa Senhora dos Milagres.
Em todos eles o mote da festa deste ano será inspirado na referida passagem do Evangelho de Lucas, que apresenta um diálogo entre os discípulos e o mestre a propósito da oração.

Formação em Ponta Delgada

A Ouvidoria de Ponta Delgada vai organizar uma formação para animadores de campo de férias para jovens das 18 comunidades paroquiais nos dias 24 e 25 de Fevereiro, no Centro Cívico e Cultural de Santa Clara, em Ponta Delgada, informa uma nota enviada ao Sítio Igreja Açores.
A iniciativa “Põe-te em campo”, levada a cabo pela zona pastoral da periferia, será conduzida pelo padre Hugo Gonçalves e pelos jovens Cláudia Lourenço e Bernardo Gomes, do Patriarcado de Lisboa.
“Foi uma necessidade que nós constatamos depois da Jornada Mundial da Juventude na qual tantos jovens de Ponta Delgada estiveram presentes. Depois de uma grande evento a pergunta que se coloca é o que se segue e nós achamos, na ouvidoria, que a dinâmica estava a esmorecer e por isso decidimos dar este passo para podermos seguir” afirmou ao Sítio Igreja Açores o ouvidor, padre Marco Sérgio Tavares. Cada uma das 18 comunidades que compõem a Ouvidoria deverá fazer a inscrição gratuita de três pessoas/jovens que estejam “mais directamente ligados ao trabalho com a juventude nas paróquias, com perfil de líder e maturidade suficiente para dinamizarem actividades com jovens”. A ouvidoria pretende mobilizar para já cerca de 60 animadores que possam formar-se e crescer na liderança das actividades dirigidas aos jovens.
As inscrições serão enviadas para todas as paróquias, ficando a logística e fornecimento de refeições à conta da zona pastoral da periferia, que integra as paróquias de São Roque, Fajã de Baixo, Fajã de Cima, Arrifes, Covoada e Relva.

Edit Template
Notícias Recentes
União Desportiva do Nordeste comemora os 50 anos do clube
2ª edição da formação “Cidadania Digital: Riscos e Oportunidades da Internet”
Bolieiro manifesta oposição à criação de uma taxa turística regional
Actividade ambulatória de Pediatria regressa amanhã ao HDES
Há 5 municípiosnos Açores com mais procura de casas para viver no campo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores