Edit Template

Taxa de abandono escolar nos Açores baixa de 26, 1 para 21,7%

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, valorizou ontem a redução da taxa de abandono precoce de educação e formação nos Açores, de 26,1% para 21,7%.
“Falamos de um número histórico registado pelos Açores”, referiu, destacando os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativos a 2023.
O INE regista os dados da taxa de abandono precoce da educação e formação desde 2011, e, desde esse ano, não existe registo de um valor tão baixo.
“Em 2021 vimos a primeira descida, depois de cinco anos de profunda estagnação e agora vemos a segunda, e bastante significativa de 4.4 pontos percentuais”, sublinhou o governante, valorizando o trabalho desenvolvido pela Secretária Regional com a tutela da Educação, Sofia Ribeiro, e pela governante com a pasta da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, Maria João Carreiro.
“Este é o resultado das políticas assumidas pelo XIII Governo dos Açores, que, pela primeira vez, passou a acompanhar individualmente cada aluno que se encontra em situação de abandono precoce”, sustenta José Manuel Bolieiro.
Recorde-se que a taxa de abandono precoce da educação e formação identifica a percentagens de jovens dos 18 aos 24 anos que não concluiu o ensino secundário, nem frequenta qualquer modalidade de educação e formação.

Edit Template
Notícias Recentes
Prioridade nas creches será para crianças de pais trabalhadores
Milhares de Sopas do Espírito Santo hoje no Campo de S. Francisco
Açores registam forte subida no ranking das escolas
Número de doentes internados com Covid-19 está abaixar
Arquivado processo de dois padres Açorianos suspeitos de abuso sexual
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores