Edit Template

Taxa de abandono escolar nos Açores baixa de 26, 1 para 21,7%

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, valorizou ontem a redução da taxa de abandono precoce de educação e formação nos Açores, de 26,1% para 21,7%.
“Falamos de um número histórico registado pelos Açores”, referiu, destacando os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativos a 2023.
O INE regista os dados da taxa de abandono precoce da educação e formação desde 2011, e, desde esse ano, não existe registo de um valor tão baixo.
“Em 2021 vimos a primeira descida, depois de cinco anos de profunda estagnação e agora vemos a segunda, e bastante significativa de 4.4 pontos percentuais”, sublinhou o governante, valorizando o trabalho desenvolvido pela Secretária Regional com a tutela da Educação, Sofia Ribeiro, e pela governante com a pasta da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, Maria João Carreiro.
“Este é o resultado das políticas assumidas pelo XIII Governo dos Açores, que, pela primeira vez, passou a acompanhar individualmente cada aluno que se encontra em situação de abandono precoce”, sustenta José Manuel Bolieiro.
Recorde-se que a taxa de abandono precoce da educação e formação identifica a percentagens de jovens dos 18 aos 24 anos que não concluiu o ensino secundário, nem frequenta qualquer modalidade de educação e formação.

Edit Template
Notícias Recentes
há 4 médicos por mil habitantes nos açores, abaixo da média nacional
Venda de carros novos dispara nos dois primeiros meses
Câmara de P. Delgada reforça em 60% verbas para as Juntas de Freguesia
Livro reúne testemunhos sobre os 50 anos do 25 de Abril nos Açores
Câmara Municipal de Ponta Delgada e Greenvolt entregam Bolsas de Mérito a alunos do ensino secundário
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores