Edit Template

Projecto de Luís Filipe Borges vence Prémio Curta Pico

Mais conhecido pelos seus vinte anos de televisão, Luís Filipe Borges decidiu candidatar a sua primeira aventura como realizador de cinema ao Prémio Curta Pico.
Depois de um ano de preparação, o projecto foi o vencedor deste prémio, liderado pela MiratecArts, com o apoio dos três municípios da ilha do Pico: Lajes, Madalena e São Roque.
No primeiro Encontro Audiovisual Açoriano, que aconteceu em Janeiro de 2023, uma das propostas, que agora dá frutos, foi a de criar um prémio para incentivar a produção na ilha montanha, o Pico, nos Açores. Propostas de ideias para filmar na ilha chegaram de todos os cantos do país, e ainda da Espanha, da Finlândia, da Suíça e da América do Norte. Um júri local escolheu as melhores ideias propostas, sem conhecer a equipa dos projectos.
Os produtores finalistas elaboraram o guião, os planos, a equipa e o orçamento, o qual foi submetido a júri profissional.
O guionista e realizador Augusto Fraga e o realizador e director criativo da Playground, Rui Vieira, foram unânimes com a escolha do projecto vencedor.
“Apesar de ser difícil escolher um, o “First Date” tem mais potencial para ser produzido. (…) é uma curta que leva o espectador numa viagem pela ilha do Pico e a ficar atento à história até ao final,” anotou Rui Vieira. Augusto Fraga acrescentou que “atribuía a este projecto o prémio porque o seu plot tem o Pico como cenário inevitável e parte de uma premissa interessante e com conflito interno.”
Sendo assim, ao projecto “First Date” de Luís Filipe Borges, foi atribuído o prémio, que inclui dez mil euros para apoiar a produção, e na semana passada já iniciou repérage na montanha mais alta de Portugal. Diogo Rola é o director de fotografia e a actriz Ana Lopes já foi confirmada para o papel da protagonista.
Por sua vez, o produtor e realizador do projecto, Luís Filipe Borges, no evento de apresentação, admitiu ser “um orgulho, um privilégio e uma honra ter o projecto vencedor na primeira edição do Prémio Curta Pico. Saúdo a iniciativa da extraordinária MiratecArts e o apoio dos 3 municípios da Ilha Maior, que dão um verdadeiro exemplo de iniciativa cultural no âmbito do nosso arquipélago e logo numa área – o cinema – onde é tão complicado produzir nos Açores e por açorianos. Será a minha estreia como realizador e não poderia estar mais entusiasmado e ciente da responsabilidade. Queremos fazer o melhor pela história que apresentámos, pelo Pico, e por toda a Região.”

Edit Template
Notícias Recentes
Clélio Meneses, ex-Secretário Regional da Saúde e Desporto “Um dos grandes desafios da governação será a consensualização, o diálogo, a capacidade de ouvir, envolver e decidir”
Oferta de quartos para arrendar e preços disparam em Ponta Delgada
Taxa de inflação nos Açores a baixo do nível da Zona Euro
Bruno Schiappa está de volta ao Teatro Micaelense com o “Método”
Livro de José Andrade “Conversas da Diáspora” lançado amanhã em Ponta Delgada
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores