Edit Template

PS quer alargar Complemento Solidário para Idosos

O Partido Socialista quer alargar Complemento Solidário para Idosos a todos, segundo o candidato às eleições nacionais pelos Açores, Francisco César.
O compromisso foi feito pelos candidatos socialistas em visita à Santa Casa da Misericórdia da Lagoa, na Ilha de São Miguel, no âmbito da campanha para as legislativas do próximo dia 10 de Março.
O Partido Socialista assume o compromisso de fazer mudanças no Complemento Solidário para Idosos (CSI), de forma a que chegue a todos os que dele necessitam de forma automática e sem que conte para isso o rendimento dos filhos.

5 mil açorianos já recebem

Actualmente, o CSI chega a cerca de 5 mil idosos nos Açores e é reconhecido pelos candidatos socialistas como um instrumento fundamental para retirar idosos da pobreza, pelo que torná-lo mais facilmente acessível e abrangente é essencial.
Francisco César declara que “o Partido Socialista, nos últimos anos, aumentou as pensões acima da média, mas devemos ser humildes e ter a consciência de que ainda há pessoas com pensões muito baixas e que necessitam de ser aumentadas.”
Nesse sentido, o cabeça de lista pelo círculo eleitoral dos Açores acrescenta ainda o compromisso de actualizar as pensões sempre acima do valor da inflação, algo previsto na lei, com a garantia de que situações de incumprimento, como as verificadas no tempo da Troika, não irão repetir-se.

Benefícios adicionais
de saúde

“Nenhum idoso deseja ter a sua pensão cortada, deixando-o indefeso porque não pode trabalhar”, afirma, acrescentando que algo que os portugueses, e os açorianos em particular, sabem é que nós só fazemos aumentos nas pensões e nos complementos porque fizemos as contas, sabemos o seu custo, e vamos conseguir pagar. Só fazemos propostas que conseguimos cumprir e com as quais os idosos podem contar no futuro.”
A estas propostas, soma-se a de rever o regime de benefícios adicionais de saúde, nomeadamente os descontos em medicamentos e reforço de apoio aos idosos com doenças crónicas.
Os candidatos socialistas açorianos às eleições legislativas destacam estas propostas como exemplos que refletem a preocupação do partido em garantir que os pensionistas mantém níveis de vida dignos, equivalentes ao que tinham em idade activa.
“É para nós uma prioridade o apoio a todos aqueles que trabalharam toda uma vida e que merecem ter agora uma justa recompensa pelo seu trabalho e pela sua dedicação.”, declara o candidato Francisco César.

Edit Template
Notícias Recentes
Taxa turística em São Miguel adiada para 1 de Janeiro 2025
ANAC investiga nos Açores se há práticas anticoncorrencias na aviação
“Rotterdam” Hoje em Ponta Delgada com 2.500 Passageiros
Governo dá continuidade à estrutura de missão no âmbito da saúde mental
Normalizadas as ligações aéreas com o Corvo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores