Edit Template

Hastags parlamentares

vergonha (alheia)

A Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores já está empossada. Foi assim dado o pontapé de saída na XIII Legislatura. E foi com os pés que o Chega decidiu começar a representar os mais de 10 mil eleitores que depositaram o seu voto no partido do André Ventura. Aos representantes do Povo exige-se, entre outras coisas, respeito e muita cabeça.
O cartaz levantado pelos 5 representantes do Povo, com a menção “#vergonha”, é um momento que entristece todos os democratas. O resultado de uma votação, livre e por isso democrática, só é uma “vergonha” para quem não respeita a democracia.
O Chega, em vez de ter ficado surpreendido pelo facto do seu candidato a vice-presidente da Assembleia ter obtido mais do que os 5 votos da sua bancada, decidiu fabricar um curto vídeo para o Tiktok. A ideia até nem é inovadora, uma vez que se trata de um número mediático importado da Assembleia da República, mas causa-me sempre a mesma reação.
E fico ainda mais desiludido por ter consideração e estima por representantes do Povo que, por circunstâncias várias, estão sentados na bancada do Chega. Sei que não estão minimamente confortáveis com números como aquele que vimos. Mas temo que a coisa não fique por ali. A probabilidade do Chega nos presentear com “coisas” de calibre ainda pior é muito grande.
Oxalá esteja enganado! Mas ao ouvir as declarações do líder da bancada do Chega, Deputado José Pacheco, a falar em desrespeito pelos mais de 10 mil eleitores que votaram no seu partido, ignorando que mais de 100 mil não o fizeram, fico à espera dos próximos episódios de tão particular entendimento da democracia.

escolhas

O Presidente Luís Garcia, na sequência de um salutar acordo entre os partidos da Autonomia, foi (e bem) reconduzido para novo mandato. Saúdo democraticamente esta expectável escolha. Tal como saúdo o Deputado João Castro, eleito novo líder do grupo parlamentar do PS. A escolha, neste caso, já não era tão expectável. Mas como vem aí outras escolhas, ficará para depois…

Açores

Enquanto se aguarda pela tomada de posse dos membros do XIV Governo e, posteriormente, pela discussão e votação do programa do Governo, gostava que todos os 57 deputados colocassem este hastag acima de tudo o resto. O futuro dos Açores decide-se nos Açores e não pode continuar em modo pausa por muito mais tempo!

Hernâni Bettencourt*

*Jurista

Edit Template
Notícias Recentes
Taxa turística em São Miguel adiada para 1 de Janeiro 2025
ANAC investiga nos Açores se há práticas anticoncorrencias na aviação
“Rotterdam” Hoje em Ponta Delgada com 2.500 Passageiros
Governo dá continuidade à estrutura de missão no âmbito da saúde mental
Normalizadas as ligações aéreas com o Corvo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores