Edit Template

Novena de Espinhos no Santuário do Senhor Santo Cristo marcada pelo apelo ao diálogo social entre gerações

A Novena dos Espinhos, que começou esta semana em Ponta Delgada, no Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres, foi marcada por um apelo ao “diálogo social autêntico” entre gerações, que respeite “valores” que potenciem a defesa “do bem comum”.
A partir da interpelação feita por São Paulo aos Romanos sobre quem nos afasta do amor de Cristo, o padre Hélio Soares, o primeiro de três pregadores que participarão nesta novena, que se estenderá até dia 29 de Fevereiro, lembrou os novos espinhos que hoje estão “cravados na nossa existência” como o “relativismo, o individualismo, a falta de diálogo e a perda de valores”.
“Nestes pseudo diálogos mais próximos do monólogo que acontecem hoje a nível institucional e individual, de que as redes sociais (um lixo autêntico!) são um exemplo, predominam a falta de sinceridade, de honestidade, de frontalidade e o costume de denegrir rapidamente o adversário, aplicando-lhe atributos humilhantes” referiu o sacerdote opondo a necessidade de promover “um diálogo aberto e respeitoso, onde se procure alcançar uma síntese que vá mais além, que tenha em conta o bem comum” .

“Falta de diálogo supõe que
ninguém está preocupado
com o bem comum”

“A falta de diálogo supõe que ninguém, nos diferentes sectores, está preocupado com o bem comum, mas em obter as vantagens que o poder lhe proporciona ou, na melhor das hipóteses, em impor o seu próprio modo de pensar” prosseguiu o sacerdote sublinhando que só há progresso e respeito pelo outro quando existir “a capacidade de dar e receber” sempre numa lógica de “verdade”.
Por isso, o sacerdote apelou ao surgimento de novos “heróis” que quebrem a lógica do mundo e se inspirem na Palavra de Deus.
“Os heróis do futuro serão aqueles que souberem quebrar esta lógica mórbida, ultrapassando as conveniências pessoais, e que decidam sustentar respeitosamente uma palavra densa de verdade, sinceridade e tolerância. Queira Deus que estes heróis se estejam a gerar silenciosamente no coração de cada um de nós, da nossa sociedade”, disse.
“Contribuir para estender este amor de Jesus pressupõe este diálogo social autêntico; pressupõe aceitar o ponto de vista do outro valorizando aquilo que existe em comum, mesmo que os pontos de vista sejam diferentes”, disse.
O sacerdote começou por enquadrar esta festa no contexto da história do Convento da Esperança e da cidade de Ponta Delgada, fazendo-a remontar a 1771, altura em que as religiosas Clarissas solicitaram a Roma a sua celebração, relata o sítio Igreja Açores.
“Diante da realidade espiritual do período moderno, interessa-nos reafirmar a importância dada à contemplação da Humanidade de Cristo” referiu destacando o apelo à conversão a que o sofrimento de Jesus convoca.
O programa da Novena dos Espinhos, sempre às 18h00 locais prossegue com mais dois de pregação por parte do padre Hélio Soares. Amanhã o tema será uma passagem do Evangelho de São Mateus- “Este é o meu filho muito amado” -, e no dia 23, o evangelista escolhido é São Marcos com a passagem: ‘Levantaram-se alguns e proferiram falsos testemunhos contra Jesus’.

Festa de Espinhos a 1 Março

De 24 a 26 de Fevereiro, a reflexão do cónego Manuel Carlos Alves, reitor do Santuário, vai ser inspirada nos Actos dos Apóstolos, na Carta aos Colossenses e na encíclica ‘Laudato Si’ do Papa Francisco.
O terceiro pregador da Novena dos Espinhos, o padre José Paulo Machado, vai falar sobre “justiça”, no dia 27, depois inspira-se na Carta aos Gálatas (28) e na Carta de São Paulo aos Tessalonicenses, a 29 de fevereiro.
No dia da Festa dos Espinhos, 1 de Março, a pregação inspira-se na Carta aos Filipenses: “Ao nome de Jesus se dobre todo o joelho”.
“Todos são convidados a participar nesta Novena e nesta Festa, em que procuramos aprofundar a nossa relação com Deus e com os irmãos, com particular destaque para os mais pobres que seja uma oportunidade para nos aproximarmos do Senhor Santo Cristo e assim caminharmos rumo à Páscoa”, afirmou o cónego Manuel Carlos Alves, reitor do Santuário no inicio da celebração.
A Novena dos Espinhos é uma das três festas do Festa dos Espinhos, com a festa do Senhor Santo Cristo dos Milagres, no sexto domingo da Páscoa, e a festa do Cristo Rei, no último domingo antes do Advento; estas celebrações podem ser acompanhadas à distância, na página do santuário na internet.
Os santuários da Diocese de Angra – cinco santuários diocesanos, três cristológicos e dois marianos – escolheram a oração como tema e prioridade para este ano pastoral.

Edit Template
Notícias Recentes
Câmara de Ponta Delgada investe 250 mil euros na requalificação de ruas nas Capelas
Padre açoriano ordenado no Canadá celebra missa nova nas Feteiras
Trabalhadores de terra da SATA decretam greve em Agosto e Setembro
“Tarifa Açores” mantém-se em 2024 e já beneficiou cerca de 1 milhão de passageiros
Oferta de casas para arrendar desceu 12% em Ponta Delgada no último ano
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores