Edit Template

Festival Pico Zen anuncia primeira artista confirmada

“É indiscutível que a ilha Montanha tem, na última década, ganho visibilidade no panorama regional e nacional por nela morar o ex-líbris da natureza açoriana, a montanha do Pico, pela produção de vinhos brancos de excepcional qualidade, pela particularidade da sua oferta turística e pelas vistas panorâmicas de inigualável beleza para as ilhas vizinhas, Faial e São Jorge. No sector da cultura, não menos importante, também se tem assistido a uma invulgar dinâmica com o surgimento de novos e valorosos projectos que com eles trazem à mais jovem ilha açoriana, artistas de renome nacional e internacional”, lê-se no comunicado.
.O Festival Pico Zen dá início à divulgação do cartaz da sua próxima edição – a terceira, marcada para acontecer de 25 a 28 de Abril no pitoresco Parque de Campismo da Furna, um parque natural em São Roque do Pico. Com a promessa de oferecer uma experiência única que combina música, natureza e espiritualidade. O festival tem o prazer de anunciar Márcia como a primeira artista confirmada para este ano.
Márcia iniciou-se em 2009 com o EP “A Pele que Há em Mim”, seguindo-se os álbuns “Dá”, “Casulo”, “Quarto Crescente” e “Vai e Vem”. Em 2019 arrecadou o prémio José da Ponte da Sociedade Portuguesa de Autores, e ao longo destes anos conta com três nomeações para os Globos de Ouro da Sic/Caras, com os temas “Tempestade”, “Insatisfação” e “A pele que há em mim (Quando o dia entardeceu)”, este último em dueto com J.P. Simões.
Depois de uma estreia em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo, Márcia dedicou-se à edição do seu primeiro livro – “As estradas são para ir” – uma combinação de ilustrações suas, letras de canções, crónicas e partilha de pensamentos, tendo sido premiada com este livro pela a Ritmar (Galiza) e prémios Bertrand. Paralelamente participou com os seus textos em várias publicações, destacando entre elas as crónicas semanais no JN, durante o estado de calamidade decretado pela pandemia de 2020.
Em 2022, após uma pausa por motivos de saúde, produz inteiramente e lança o seu quinto álbum, Picos e Vales, com os singles “Já Passou da Hora”, “Flor e a Fava”, “Meu amor bem sabes”.
A sua presença no Festival Pico Zen promete “elevar ainda mais a experiência dos participantes, consolidando o festival, como um dos mais interessantes dos Açores”. O Festival Pico Zen foi distinguindo pelos Iberian Festival Awards’23, figurando no TOP 10 na categoria Best Non Music Festival.

Edit Template
Notícias Recentes
“Estamos Preocupados; É preciso maior promoção do destino Açores”
Ilídia Quadrado nega ter sido convidada para portos dos açores
Açores já têm um guia para contratar Estrangeiros
Polícia Marítima detecta irregularidades em barcos de pesca em S. Miguel
Ribeira Grande assinala Dia Municipal do Bombeiro
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores