Edit Template

Novo rebocador “Açor” já foi lançado à água e chegará a Ponta Delgada em Maio

Está prevista para o início de Maio (provavelmente 6 de Maio), a chegada a São Miguel do novo rebocador “Açor”, mandado construir pela Portos dos Açores e que ficará baseado no porto de Ponta Delgada.
Vem substituir o “São Miguel”, ficando o porto desta cidade com dois rebocadores, o novo “Açor” e o “Pêro de Teive”, o que aumentará significativamente a operacionalidade do Porto.
O “Açor” já se encontra na fase final de construção nos Estaleiros Armon em Espanha.
Para assistir ao seu lançamento à água e aos trabalhos finais, deslocou-se a Espanha uma comitiva da Portos dos Açores, que participou em todas as inspecções técnicas e reuniões de planeamento e participou na cerimónia de lançamento à água do novo rebocador nos estaleiros da Armon.
De acordo com as informações divulgadas pela Portos dos Açores, este é um rebocador com propulsão azimutal, projectado para manobras precisas e eficientes, graças aos seus sistemas de propulsão versáteis e altamente manobráveis.
A propulsão azimutal permite que as hélices girem em torno de um eixo vertical, oferecendo controlo total sobre a direcção.
Isso possibilita que o rebocador se mova em qualquer direcção, girando entre si ou deslizando lateralmente com precisão.
Esta capacidade é particularmente útil ao manobrar em espaços confinados, como portos ou zonas mais estreitas, onde a precisão é essencial para evitar colisões e facilitar manobras de atracagem.
O “Açor” tem uma potência mais do dobro superior ao “São Miguel”, cujo casco poderá ser afundado ao largo de São Miguel (na costa sul), constituindo um ‘spot’ de mergulho.
Esta decisão não está ainda tomada, existindo nesse sentido vários pedidos, nomeadamente para a zona de Vila Franca do Campo.

Edit Template
Notícias Recentes
Desafios da gestão bancária em debate na Faculdadede Economia e Gestão da UAc com Gualter Furtado
Arrancam sessões de apoio aos jovens empreendedores em Ponta Delgada
A última entrevista da Presidente da SATA antes da demissão: “Se este concurso não avançar, o Governo tem até 2025 para concluir com outro concurso”
SITAVA pede ao Governoque “pare imediatamente”com privatização da SATA
Martins Goulart e Mota Amaral e a Lei Eleitoral
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores