Edit Template

Estudante açoriano vence concurso 3 Minutos de Tese da Universidade de Coimbra

Com a tese “O ilhéu de Vila Franca do Campo: musealização de uma paisagem cultural”, Diogo José Teixeira Dias, estudante açoriano do Doutoramento em Património Cultural e Museologia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (UC), convenceu o júri da competição em 2024 e foi considerado o vencedor da 5.ª edição da UC 3 Minutos de Tese (UC3MT).
A competição académica que desafia os estudantes a comunicar a tese em apenas três minutos viu a final decorrer na última Sexta-feira, 8 de Março, no Pavilhão Centro de Portugal.
Da Engenharia Mecânica à Enfermagem, da Psicologia à História de Arte, os 20 finalistas apresentaram as teses de doutoramento à comunidade para encontrar o representante da UC na terceira fase da competição internacional do Coimbra Group (rede integrada por 40 das mais antigas e prestigiadas universidades europeias, incluindo a UC).
Diogo Teixeira Dias foi o escolhido pelo júri presidido pelo Vice-Reitor e Diretor do Instituto de Investigação Interdisciplinar da UC, João Ramalho-Santos.
Em segundo lugar ficou Diogo Lemos com a tese “Símbolos e Signos da arte portuguesa: o Paço das Escolas da Universidade de Coimbra”, do doutoramento em História da Arte da Faculdade de Letras da UC.
Já na terceira posição, com a tese “Mental health at university: Development and testing of a brief internet-based Unified Protocol for Transdiagnostic Treatment of Emotional Disorders intervention for students in the transition to university”, ficou Maria Inês Caçador Vieira, do doutoramento em Psicologia da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da UC.
“Já há outras instituições nacionais e internacionais a copiarem este modelo [de competição] e esse é o melhor elogio que nos podem fazer: é sinal de que o formato é bom”, sublinhou, no evento, o Vice-Reitor João Ramalho-Santos.
A competição, que vai já na 5.ª edição, tem deixado todos na organização “muito orgulhosos”, garante Ana Santos Carvalho, responsável da comunicação de ciência do Instituto de Investigação Interdisciplinar da UC.
“É uma oportunidade fantástica de conhecer melhor o que está a ser investigado na Universidade e uma forma de deixar as primeiras sementes junto dos nossos estudantes de Doutoramento para que se tornem investigadores preocupados pela forma como partilham a ciência que desenvolvemos com a sociedade”, garante.

Edit Template
Notícias Recentes
Taxa turística em São Miguel adiada para 1 de Janeiro 2025
ANAC investiga nos Açores se há práticas anticoncorrencias na aviação
“Rotterdam” Hoje em Ponta Delgada com 2.500 Passageiros
Governo dá continuidade à estrutura de missão no âmbito da saúde mental
Normalizadas as ligações aéreas com o Corvo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores