Edit Template

Coligação propõe isenção da contribuição extraordinária do AL nos Açores

Os partidos da coligação que suporta o Governo dos Açores (PSD/CDS-PP/PPM) propõem a isenção da contribuição extraordinária sobre o alojamento local (CEAL), de acordo com um projeto de decreto legislativo regional que entregaram ontem no parlamento açoriano.
Segundo uma nota de imprensa do PSD, a proposta que visa isentar os imóveis localizados no arquipélago da contribuição extraordinária, criada pelo Governo da República, é justificada pelos três partidos pelo “contributo assinalável” que o alojamento local tem dado para o crescimento do turismo nos Açores.
Os partidos da coligação alegam ainda que a medida tem também como objectivo mitigar a sazonalidade, considerando que seria “muito penalizador” aplicar mais uma taxa ao sector.
Segundo dados referidos pelos sociais-democratas, o alojamento local conta com mais de 18.000 camas nos Açores e representou, em 2022, cerca de 220 milhões de euros de impacto directo e indirecto na economia local.
Assim, salientam os partidos da coligação que suporta o Governo Regional, a cobrança da contribuição extraordinária “teria um impacto negativo num setor cujas receitas cresceram mais de 20% desde 2019”.
Na nota, o PSD recorda que a isenção da CEAL nos Açores foi um dos compromissos do programa eleitoral da coligação às eleições regionais de 4 de Fevereiro.
A CEAL, criada em Outubro de 2023 pelo Governo da República do PS, isentava as regiões do interior de Portugal, mas abrangia os imóveis localizados nos Açores. Posteriormente, a lei que criou a CEAL foi alterada e passou a conceder às assembleias legislativas dos Açores e da Madeira a faculdade de definirem, por decreto legislativo regional, os territórios cujos imóveis ficariam excluídos da incidência da CEAL, à semelhança do que já sucedia para o interior do Continente.

Edit Template
Notícias Recentes
Câmara de Ponta Delgada investe 250 mil euros na requalificação de ruas nas Capelas
Padre açoriano ordenado no Canadá celebra missa nova nas Feteiras
Trabalhadores de terra da SATA decretam greve em Agosto e Setembro
“Tarifa Açores” mantém-se em 2024 e já beneficiou cerca de 1 milhão de passageiros
Oferta de casas para arrendar desceu 12% em Ponta Delgada no último ano
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores