Edit Template

Festival Burning Summer recebe prémio nacional e ibérico

Realizada na passada Sexta-feira, na cidade de Granada em Espanha, a 8ª edição do Iberian Festival Awards atribuiu ao Festival Azores Burning Summer o prémio nacional e ibérico na categoria de Melhor Contributo para a Sustentabilidade.
É a segunda vez que o festival obtém essa distinção.
Em 2024 o Azores Burning Summer foi nomeado nas categorias de Melhor Festival de Média Dimensão, Melhor Promoção Turística, Melhor Programa Cultural, Melhor Recepção e Hospitalidade, Melhor Recinto de Espectáculos, Melhor Contributo para a Igualdade e Melhor Contributo para a Sustentabilidade.
O Iberian Festival Awards visa distinguir os projectos, profissionais e personalidades ligadas à indústria dos eventos realizados em Portugal, Espanha, países lusófonos e hispânicos.
A edição de 2024 registou o maior número de candidaturas de sempre.
Filipe Tavares, fundador e diretor do Azores burning Summer, Presidente da ARTAC, reagiu à distinção com a seguinte declaração: “Estamos gratos pela distinção que o Azores Burning Summer obteve e é uma enorme alegria sentir que a visão e o trabalho da nossa equipa são valorizados. É também um estímulo para fazer mais e melhor e continuar a celebrar a praia dos Moinhos. Partilhamos, sobretudo, a satisfação de vermos cumprida a missão do festival, que se traduz no despertar da consciência ecológica colectiva. O sucesso alcançado só foi possível graças ao comprometimento do nosso público e da colaboração e apoio dos parceiros e patrocinadores do Festival, tendo o município da Ribeira Grande, a junta de freguesia do Porto Formoso e o Moinho Terrace Cafe um papel central na realização do evento. Com esta distinção internacional o festival reforça o seu contributo para o posicionamento do Porto Formoso, da Ribeira Grande e da Região Autónoma dos Açores enquanto destinos promotores de eventos de qualidade e sustentáveis”.
Para além das medidas ecológicas já implementadas no festival, com o objetivo de atingir as metas “Zero Desperdício”, “Zero Beatas” e “Car Sharing”, o Azores Burning Summer viu, finalmente, um dos seus objetivos ambientais ser concretizado em 2023, graças à parceria com o Grupo Moniz de Sá e a KIA, que possibilitou a introdução de veículos eléctricos no shuttle gratuito do festival.
A NOS Açores disponibilizou um dispositivo de carregamento de telemóveis no recinto principal, alimentado pelo veículo eléctrico KIA EV6.
O programa comunitário de saúde VIVE liderado pela médica Sara Ponte e o programa sócio ambiental HABITAT desenvolvido pelo Observatório do mar dos Açores em parceria com o instituto Okeanos, reforçam o papel e contributo do festival nessas vertentes.
Filipe Tavares, Diretor do Azores Burning Summer e responsável pela estratégia ambiental do evento, irá participar na conferência Eventos Sustentáveis que integra a programação da 10ª edição do Atlantic Music Expo que se realiza de 1 a 4 de Abril de 2024, na cidade da Praia, em Cabo Verde.

Edit Template
Notícias Recentes
Venda de casas arrefece e oferta imobiliária aumenta 16% em Ponta Delgada
Oposição vai requerer inconstitucionalidade da polémica prioridade nas creches
Os cinco pisos da ala nascente do HDES já estão reabertos e acolhem 76 doentes
Missa aos sábados na Ermida de Nª Sª da Paz
Tolerância de ponto para a função pública em festas do Pico, Santa Maria e Corvo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores