Edit Template

Chocolateiro Jorge Cardoso, bicampeão do mundo “Experiência em S. Miguel tem sido muito boa”

O ‘chocolatier’ Jorge Cardoso é o português mais conhecido do mundo do chocolate, tendo ganho o título de campeão do Mundo em 2018 no «Culinary World Cup», onde representou a Suíça no Luxemburgo.
Em 2018 ganhou ainda a medalha de bronze na «Coupe du Monde de la pâtisserie», em Lyon, tornando-se no primeiro português a ganhar estes prémios e o primeiro a oferecer estes prémios à Suíça nos maiores concursos mundiais de cozinha e pastelaria.
Em 2022 voltou a ganhar o campeonato do mundo.
Jorge Cardoso é o responsável pelas sobremesas no restaurante Mercado da Vila, em Vila Franca do Campo, onde possui maravilhas com base no chocolate.
Ao Diário dos Açores, Jorge Cardoso declara que “a experiência no Mercado da Vila tem sido boa. Permite-me dar a provar às pessoas sobremesas de qualidade e equilibradas e a conhecerem o meu trabalho e percurso”.
Filho de pai cozinheiro e mãe pasteleira, Jorge não hesitou em seguir a arte dos seus pais, e aos dezassete anos emigrou para a Suíça para alcançar o seu sonho.
“Enquanto estudante pasteleiro, em 2012, comecei a trabalhar o chocolate e desde então percebi que havia algo a fazer. Juntei as minhas duas “paixões”: as artes e o chocolate”, conta ao nosso jornal numa entrevista que nos concedeu durante uma breve passagem por S. Miguel, a fim de actualizar a carta das suas sobremesas no Mercado da Vila.
Conta Jorge Cardoso que “depois do meu primeiro concurso em 2012, enquanto estudante pasteleiro, em que ganhei a minha primeira medalha, treinava para conhecer mais o chocolate e fazer novas esculturas, tornando-se num vício. Continuei a participar em concursos e a ganhar medalhas, até obter aquela que mais queria, a Medalha de Ouro em 2018 e a história repetiu-se em 2022”.
Entretanto, Jorge Cardoso lançou-se na construção de bustos e estátuas, em chocolate, de pessoas famosas, como a de Cristiano Ronaldo e Amália Rodrigues.
O conhecido chocolateiro conta-nos como foi: “Visto que o tema do Festival Internacional de Chocolate d’Óbidos deste ano 2024 era “portugalidades”, então decidi fazer a Amália Rodrigues, uma imagem importante do nosso país e uma embaixadora do Fado português”.
Quanto ao Cristiano Ronaldo, “comecei em 2018, depois da minha vitória no campeonato do mundo, porque me identifico com o percurso dele, um jovem sem nada que luta pelos seus sonhos. Desde então a escultura está exposta no Museu CR7 na Madeira”.
Em S. Miguel muita gente pede a Jorge Cardoso recomendações sobre o chocolate que devem provar.
À nossa entrevista ele responde: “Existem muitas variedades de chocolate. Eu recomendo o chocolate negro, com uma percentagem superior a 65% e de preferência da América do Sul, que é um chocolate mais frutado”.
Sobre o seu futuro, Jorge Cardoso afirma que, “de momento, vou continuar na Suíça, porque gosto do país e é bom para a minha carreira. Acho que estou no sítio certo. Nunca fecharei a porta a novos projectos”.

[email protected]

Edit Template
Notícias Recentes
Produtores e Industriais das pescas criticam Lotaçor por praticar preços superiores à congénere madeirense
Menos pescado e menos valor descarregados em Maio nos portos dos Açores
Insolvências subiram 117% em Ponta Delgada nos primeiros 5 meses deste ano
O melhor do nacional de surf é já depois de amanhã na Ribeira Grande
Bolieiro diz que incêndio deve ser encarado como oportunidade para tornar HDES numa “referência”no país
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores