Edit Template

Chega reuniu com o Governo para debater Orçamento Regional

O Chega esteve reunido com o Governo Regional, para obter esclarecimentos adicionais acerca de algumas orientações sobre a ante-proposta de Orçamento para 2014, que deverá ser debatido e votado na Assembleia Legislativa Regional no próximo mês, anunciou o partido.
Na reunião, a pedido do Chega, foram esclarecidas algumas opções de programação e de execução previstas para os próximos meses em que vigorará o Orçamento, com especial destaque para as pastas da habitação, segurança social, juventude, emprego, saúde e finanças públicas.
Estando presentes os cinco deputados do Chega, foram explicadas questões relacionadas com as despesas de funcionamento e receita pública, sendo esmiuçados assuntos mais técnicos e específicos que podem servir de entendimento entre o terceiro partido mais votado na Região e o Governo Regional.
Presidida pelo Presidente do Governo Regional, José Manuel Bolieiro, a que se juntou o Secretário Regional das Finanças, Planeamento e Administração Pública, Duarte Freitas, a Secretária Regional da Saúde e Segurança Social, Mónica Seidi, a Secretária Regional da Juventude, Habitação e Emprego, Maria João Carreiro, e o Director Regional do Orçamento e Tesouro, José António Gomes, esta foi a primeira reunião preparatória da proposta de Orçamento para 2024.
“A falta de diálogo e de acompanhamento frequente foi uma das razões para a abstenção do Chega no último Orçamento Regional, uma vez que após terem sido aceites algumas propostas do Chega, depois não houve concretização nem acompanhamento da concretização das mesmas”, adianta o partido.
O líder parlamentar do Chega, José Pacheco, deixou claro que continuam em cima da mesa as bandeiras do partido para que se consiga chegar a um compromisso no Orçamento da Região. Nomeadamente, o Chega faz questão que haja um aumento significativo do complemento regional de pensão, em concreto nas reformas mais baixas, que se efective o cheque saúde – que foi proposto pelo Chega e aprovado na Assembleia Regional, mas sem aplicação – sem esquecer mais habitação acessível para quem trabalha, os apoios sociais para quem realmente precisa, e dando esperança aos jovens para se fixarem na sua terra.
“Uma reunião produtiva que terminou com o compromisso de se aprofundar o diálogo e o acompanhamento necessários, para o entendimento plurianual que já foi anunciado pelo Governo”, conclui o partido.

Edit Template
Notícias Recentes
União Desportiva do Nordeste comemora os 50 anos do clube
2ª edição da formação “Cidadania Digital: Riscos e Oportunidades da Internet”
Bolieiro manifesta oposição à criação de uma taxa turística regional
Actividade ambulatória de Pediatria regressa amanhã ao HDES
Há 5 municípiosnos Açores com mais procura de casas para viver no campo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores