Edit Template

Novo concurso para reabilitar ruas nas Capelas

A Câmara Municipal de Ponta Delgada vai lançar um novo procedimento de contratação pública para reabilitar a Rua do Marujo e a Rua da Faustina, na vila das Capelas, na sequência dos danos causados pelas sucessivas intempéries registadas em Janeiro e Fevereiro deste ano.
O primeiro concurso público lançado pelo município de Ponta Delgada para promover a reabilitação destas duas ruas na vila das Capelas ficou deserto e obrigou ao lançamento de um novo procedimento de contratação pública para melhorar as condições de acessibilidades.
“As fortes intempéries registadas no concelho de Ponta Delgada provocaram danos em diversas vias municipais. A Câmara Municipal de Ponta Delgada procedeu à recuperação de algumas zonas, mas necessita de contratar empresas externas para reabilitar outras ruas. No caso da Rua do Marujo e Rua da Faustina vamos aplicar uma solução com betão hidráulico, que se apresenta mais resistente em situações mais frequentes de chuvas muito fortes”, explicou o vereador Marco Resendes, com a tutela das obras municipais.
A Câmara Municipal de Ponta Delgada construiu recentemente dois novos sumidouros, na Vila das Capelas, junto à Travessa do Cruzeiro e outro na Rua da Fontinha, para minimizar os impactos registados em situações de maior pluviosidade.
A Câmara Municipal de Ponta Delgada “também não pode deixar de repudiar as afirmações objetivamente populistas do deputado do Chega, José Pacheco, que numa atitude de manifesta desonestidade intelectual procura lançar a dúvida sobre a gestão dos dinheiros públicos autárquicos quando sabe perfeitamente que os danos que invoca da via em causa foram originados por chuvas e derrocadas excecionais associadas às alterações climáticas, cada vez mais presentes”.
“Recorde-se que o mesmo deputado regional apresentou, em Setembro de 2023 uma resolução na Assembleia Regional dos Açores, para se implementar um plano de limpeza das ribeiras, sugerindo que fossem contratadas empresas privadas para auxiliar os trabalhos promovidos pelo Governo Regional”, acrescenta a autarquia.
“Em Setembro de 2023, José Pacheco, estava consciente da necessidade de se avançar com medidas de limpeza das linhas de água a montante em toda a Região para diminuir os riscos das zonas residenciais e vias municipais, sendo certo que, agora, na sua lamentável intervenção, omitiu que os estragos na via em causa se deveram a fortes e intensas chuvas que ocorreram entre dezembro de 2023 e fevereiro de 2024, que provocaram danos estimados em 10 milhões de euros em 12 freguesias do concelho e obrigaram ao lançamento de diversas concursos públicos de acordo com as regras legalmente impostas no Código da Contratação Pública para reabilitar diversas vias municipais de Ponta Delgada”, conclui a autarquia de Ponta Delgada.

Edit Template
Notícias Recentes
Chega diz que “Pico é uma vítima do excesso de proibicionismo”
Lagoa terá Plano Municipal de Juventude
Bombeiros de Ponta Delgada irão transportar Coroa do Município na Grande Coroação
Água Retorta recebe XII Mostra Gastronómica no final de Julho
Povoação prepara-se para “Kids Festival” nos dias 20 e 21 de Julho
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores