Edit Template

Faz Hoje 698 Anos

Se Foi El-Rei D. Dinis
Que fez tudo quanto quis
Ajudando o lavrador
Pareceu ser forre-tinha
Assim mostrou a Rainha
Com Milagre da flor

Começando seu Reinado
Ao aparecer papel
Pôs pergaminho de lado
Casou com D. Isabel

Quanto ao nosso “Lavrador”
Este Rei de Portugal
Foi dotado de um valor
De relevo Mundial

Pensou muito na Marinha
E seu desenvolvimento
Lá D. Diniz com calminha
Deu o seu consentimento

Como era a primeira vez
D. Dinis propositado
Contratou um Genovês
Manuel Pessanha chamado

Se foi em expedição
Que Ilhas, não encontrou
Guardou-as no coração
E a Reinar continuou

Promulgou e deu louvores
Aos Fidalgos com firmeza
Lá por serem lavradores
Não perdiam a Nobreza

Nas suas composições
Fez bons versos e cantigas
Mas Leis com Ordenações
Sempre teve algumas brigas

Nestas guerras do passado
D. Diniz, Filho e Irmão
Conta-se do Filho amado
Que Rainha pôs a mão

Entre amor, Paz e Guerra
E uma vida complicada
Ao andar de terra em terra
Também teve vida amada

El-Rei aos filhos bastardos
Disse o Povo e no papel
Lá foram mais bem tratados
Dos que de D. Isabel

História não esqueceu
Se é assim que se diz
Fez hoje anos que morreu
O grande El-Rei D. Diniz

João Sardinha

Edit Template
Notícias Recentes
Venda de casas arrefece e oferta imobiliária aumenta 16% em Ponta Delgada
Oposição vai requerer inconstitucionalidade da polémica prioridade nas creches
Os cinco pisos da ala nascente do HDES já estão reabertos e acolhem 76 doentes
Missa aos sábados na Ermida de Nª Sª da Paz
Tolerância de ponto para a função pública em festas do Pico, Santa Maria e Corvo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores