Edit Template

As locomotivas da Doca: algumas curiosidades

Na sequência das notícias vindas a público a respeito da recuperação de uma das duas locomotivas a vapor utilizadas na construção do porto de Ponta Delgada ainda existentes, em particular a do Açoriano Oriental de 28 de dezembro de 2023, considero pertinente a divulgação de informação adicional acerca do tema.
Deverá, desde logo, colocar-se em elevado destaque a importância da recuperação do património em apreço, que decorre do facto de se tratar das últimas locomotivas no mundo com bitola de Brunel 1, o que catapulta este património para um patamar verdadeiramente único. Esta bitola, criada por Isambard Kingdom Brunel 2, foi utilizada entre 1838 e 1892, sobretudo no País de Gales, tendo sido abandonada devido à uniformização da bitola em Inglaterra 3, em que prevaleceu a bitola padrão ou bitola de Stephenson. Tal processo levou a que centenas de locomotivas, carruagens e vagões fossem destinados à sucata ou adaptados à bitola padrão. Os esforços de guerra decorrentes da I e II Grandes Guerras ditaram a sua eliminação integral em Inglaterra e, supostamente, em todo o mundo.
Durante longos anos julgou-se não existirem quaisquer exemplares desta bitola, até que, em 1981, Colin Garratt, um famoso fotógrafo e viajante inglês em busca das últimas locomotivas a vapor por todo o mundo, descobre as duas locomotivas existentes no porto de Ponta Delgada 4. O subsequente interesse manifestado por diversas entidades inglesas na respetiva aquisição levou a que as mesmas fossem levadas para o museu Carlos Machado, em Ponta Delgada, sendo expostas no jardim exterior do referido museu. Expostas em condições pouco apropriadas, rapidamente se deterioraram, sendo posteriormente transportadas para as oficinas da Secretaria Regional das Obras Públicas. O seu destino como sucata estava iminente!
Foi por iniciativa diligente e louvável do Senhor Engenheiro José Manuel Pacheco Rego Costa, então Diretor do Porto e Administrador-Delegado da Junta Autónoma do Porto de Ponta Delgada, que se procedeu, em meados da década de 1990, à sua devolução a essa entidade, antecessora da atual Portos dos Açores, S.A., já em elevado estado de degradação e com uma das locomotivas parcialmente desmontada e desprovida de alguns dos seus componentes.
Mais recentemente, em fase de discussão do Plano da Região Autónoma dos Açores para 2021, por iniciativa do deputado do partido Iniciativa Liberal, Dr. Nuno Barata de Almeida e Sousa, foi incluída no referido Plano a ação 8.2.22 – Restauro das locomotivas a vapor do porto de Ponta Delgada, no valor de 80.000 euros. Na sequência desta iniciativa seguiu-se a celebração de um protocolo entre a Direção Regional da Cultura e a Portos dos Açores, S.A., com vista à recuperação e musealização das locomotivas, o que permitiu ter-se chegado até aqui.
Chegados a este ponto, o que falta, entretanto, é outro tanto.
É a esse outro tanto que me dedicarei em próximo artigo.

1 A bitola é a largura da via-férrea, determinada pela distância medida entre as faces interiores das cabeças de dois carris. Existem várias bitolas, sendo a mais frequente a de Stephenson, ou bitola padrão. A bitola de Brunelé uma bitola de sete pés, tendo sido criada inicialmente para a linha entre Londres e Bristol (Great Western Railway) e, posteriormente, para grande parte do País de Gales.
2 Isambard Kingdom Brunel foi um famoso engenheiro inglês do tempo da primeira revolução industrial, considerado uma das mais inventivas e prolíferas figuras da história da engenharia, autor de diversas pontes, viadutos, túneis e navios (os maiores navios até ao aparecimento do Titanic).
3 Este processo é conhecido como Guerra das Bitolas (Gauge War).
4 Esta descoberta foi anunciada entusiasticamente pela rádio BBC nos seguintes termos: “uma descoberta histórica foi efetuada nos Açores”.

Luís Machado da Luz *

* Doutorado em Sistemas de Transportes pela Universidade de Coimbra, ao abrigo do Programa MIT Portugal

Edit Template
Notícias Recentes
Cardoso Jorge, Presidente da Casa do Povo: “Há falta de creches; só no Pico da Pedra temos 60 famílias em lista de espera”
10 artesãos homenageados no Dia da Freguesia dos Arrifes
Prisão preventiva para suspeito do crime de tráfico de estupefacientes na Ribeira Grande
Já arrancaram os voos da SATA de Toronto e Boston para Funchal
Exposição “Fringe” na ilha de São Jorge
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores