Edit Template

Uma cultura da leitura e da escrita

Várias personalidades conhecidas do mundo cultural francês escreveram recentemente ao ministro da educação pedindo-lhe que, em vez de se preocupar em proibir o modo de vestir que possa ir contra a “laicidade” do Estado, devia preocupar-se antes com que os alunos aprendam a ler e a escrever, fins absolutamente elementares da educação primária.Dão-se conta de que a grande maioria dos jovens hoje em dia encontra dificuldades sérias para ler, e de que lhes custa escrever textos coerentes e facilmente compreensíveis, articulando pensamentos e raciocínios.Não se trata somente dos frequentíssimos erros ortográficos, que são vistos como a ponta do iceberg, mas de valorizar a expressão escrita no ensino primário, onde se põem os fundamentos de todo o ensino posterior.Aprender a escrever, defendem eles, é aprender a pensar, a traduzir e comunicar ideias e a desenvolver um são espírito crítico.Não esqueçamos que muitas violências e fraturas sociais se nutrem da “pobreza” de palavras e de pensamento, e da pequena capacidade de comunicar de um modo compreensível. Com esta “pobreza” muitos tornam-se alvos fáceis de ideologias manipuladoras que os podem levar a atuar de um modo fanático.Não há reflexão eficaz por parte dos alunos se eles não aprendem de verdade a ler e sintonizar com um texto, a escrever e comunicar sem superficialidade e de um modo que o outro compreenda o que se quer dizer ou defender.Terminam pedindo ao ministro que estabeleça pelo menos meia hora diária de leitura e escrita criativa longe das omnipresentes novas tecnologias.Não parece um tempo exagerado tendo em conta a importância do que está em jogo. Sugerem que decisões como esta são o melhor caminho para termos esperança de construir uma verdadeira cultura da leitura e da escrita, acompanhada por um uso inteligente das tecnologias que temos disponíveis e que tanto nos facilitam a vida.

Pe. Rodrigo Lynce de Faria

Edit Template
Notícias Recentes
Cardoso Jorge, Presidente da Casa do Povo: “Há falta de creches; só no Pico da Pedra temos 60 famílias em lista de espera”
10 artesãos homenageados no Dia da Freguesia dos Arrifes
Prisão preventiva para suspeito do crime de tráfico de estupefacientes na Ribeira Grande
Já arrancaram os voos da SATA de Toronto e Boston para Funchal
Exposição “Fringe” na ilha de São Jorge
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores