Edit Template

Açores à beira dos 4 milhõesde dormida

Os Açores registaram mais de 3,6 milhões de dormidas em alojamentos turísticos entre Janeiro e Novembro de 2023, um aumento de 15,8% face ao período homólogo, segundo dados divulgados ontem pelo Serviço Regional de Estatística (SREA).
Considerando que o mês de Dezembro é dos mais fracos, atingindo no ano passado pouco mais de 128 mil dormidas, perspectiva-se que o resultado final de 2023 será perto dos 4 milhões, um novo recorde absoluto.
Recorde-se que no ano passado registaram-se 3,3 milhões de dormidas.

Aumento em Novembro
mesmo com redução da Ryanair

Em Novembro, no conjunto dos estabelecimentos de alojamento turístico (hotéis, hotéis-apartamentos, apartamentos turísticos, pousadas, unidades de alojamento local e unidades de turismo no espaço rural) dos Açores registaram-se 167,9 mil dormidas, valor superior em 6,4% ao registado no mês homólogo, o que contraria previsões de que seria um mês menos positivo devido à redução de voos da Ryanair.

Mercado nacional cai 1%

O mercado nacional (residentes em Portugal) garantiu 78,9 mil dormidas (47,0% do total), correspondendo a um decréscimo de 1,0%, face ao mesmo mês do ano anterior, enquanto as dormidas dos mercados externos (residentes no estrangeiro) foram 89,0 mil (53,0% do total), registando um aumento, em termos homólogos, de 14,1%. Relativamente ao número de hóspedes, este foi de 58,2 milhares, apresentando uma taxa de variação homóloga positiva de 6,9%.
Considerando o conjunto dos estabelecimentos de alojamento turístico, a hotelaria concentrou 64,9% da totalidade de dormidas (109,0 mil de dormidas), seguindo-se o alojamento local com 32,0% (53,7 mil dormidas) e o turismo no espaço rural com 3,1% (5,3 mil dormidas).

EUA: principal mercado emissor

Analisando os mercados externos, em Novembro, os Estados Unidos da América destacam-se como principal mercado emissor com 17,0 mil dormidas (19,1% do subtotal – dormidas de residentes no estrangeiro) e um crescimento homólogo de 34,7%, seguindo-se a Alemanha com 16,7 mil dormidas (18,8% do subtotal) e variação homóloga nula e o Canadá com 9,8 mil dormidas (11,0% do subtotal) e um crescimento de 55,5%. O conjunto Outros Países destaca-se com 17,1 mil dormidas (19,2% do subtotal), com principal contribuição dos mercados da Polónia, Chéquia e Ucrânia (3,9%, 3,7% e 1,6% do subtotal, respectivamente). O mercado que apresentou maior variação homóloga foi o da Noruega (56,4%).
Por outro lado, os maiores decréscimos homólogos verificaram-se nos mercados da Finlândia (-21,3%), Suécia (- 16,2%) e Dinamarca (-12,8%).

Estada média de 3,19 dias

No período acumulado de janeiro a novembro, o total de dormidas foi de 3 646,8 mil, representando um acréscimo face ao período homólogo de 15,8%. Relativamente aos hóspedes, o número total foi de 1 141,8 milhares, valor superior em 15,6% relativamente ao período homólogo. Neste período, a estada média situou-se nos 3,19 dias.
Entre novembro de 2021 e novembro de 2023, no conjunto dos estabelecimentos de alojamento turístico, o registo mais elevado de dormidas, nos Açores, ocorreu no último mês de agosto com cerca de 589,8 mil dormidas.
No país, em novembro, as dormidas apresentaram uma variação homóloga positiva de 7,5%.

Hotelaria + Alojamento Local

Considerando apenas os dois principais estabelecimentos de alojamento turístico, hotelaria e alojamento local, com 96,9% do total de dormidas no mês de novembro, registaram-se 162,6 mil dormidas, com uma variação homóloga positiva de 5,5%.
O mercado nacional garantiu cerca de 77,8 mil dormidas, correspondendo a um decréscimo homólogo de 1,4%, enquanto os mercados externos contribuíram com 84,9 mil dormidas, registando um acréscimo, em termos homólogos, de 12,8%. O registo de hóspedes atingiu 56,6 milhares, apresentando uma taxa de variação homóloga positiva de 6,2%. De janeiro a novembro, na hotelaria e no alojamento local, registaram-se 3 509,8 mil dormidas, valor superior em 15,1% ao registado no mesmo período homólogo.
Para os dois principais estabelecimentos de alojamento turístico, verifica-se que, em novembro, as ilhas que apresentaram variação homóloga positiva nas dormidas foram: Graciosa (72,0%), Flores (18,4%), Pico (9,1%), Faial (8,6%), Terceira (6,1%), São Miguel (5,3%) e Santa Maria (2,1%). Em sentido inverso, as ilhas do Corvo (-28,5%) e São Jorge (-26,7%) apresentaram variação homóloga negativa nas dormidas.
A ilha de São Miguel, com 116,4 mil dormidas, concentrou 71,6% do total de dormidas da hotelaria e alojamento local, seguindo-se a Terceira com 24,4 mil dormidas (15,0%), o Faial com 9,4 mil dormidas (5,8%) e o Pico com 5,7 mil dormidas (3,5%).

Hotelaria a subir

No mês de novembro, nos Açores, a hotelaria registou 109,0 mil dormidas, apresentando uma variação homóloga positiva de 7,6%. O mercado nacional garantiu 59,3 mil dormidas, correspondendo a um decréscimo homólogo de 1,5%, enquanto os mercados externos contribuíram com 49,7 mil dormidas, registando um aumento, em termos homólogos, de 20,7%. O registo de hóspedes atingiu 42,1 milhares, apresentando uma taxa de variação positiva de 9,5% relativamente ao mesmo mês do ano anterior.
De janeiro a novembro, registaram-se 2 023,5 mil dormidas, valor superior em 6,7% ao registado no período homólogo.
Os proveitos totais, no mês de novembro, registaram uma variação positiva de 10,6% e os proveitos de aposento uma variação, igualmente positiva, de 14,8% relativamente ao mesmo mês do ano anterior.
O rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) foi de 26,5 euros e por quarto utilizado (ADR) foi de 62,8 euros.
Na hotelaria, as ilhas que apresentaram variação homóloga positiva nas dormidas em novembro foram: Graciosa (43,4%), Flores (37,2%), Pico (30,6%), Faial (18,7%), Terceira (10,6%), São Miguel (5,8%) e Santa Maria (3,7%).
Em sentido inverso, as ilhas do Corvo (-43,6%) e São Jorge (-30,6%) apresentaram variação homóloga negativa nas dormidas. A ilha de São Miguel, com 76,6 mil dormidas, concentrou 70,3% do total de dormidas da hotelaria, seguindo-se a Terceira com 18,7 mil dormidas (17,2%), o Faial com 6,3 mil dormidas (5,8%) e o Pico com 2,8 mil dormidas (2,5%).No país, em novembro, as dormidas na hotelaria apresentaram uma variação homóloga positiva de 7,8%.

Alojamento Local:
28,9% de aumento

No mês de Novembro, nos Açores, o alojamento local registou 53,7 mil dormidas, apresentando uma variação homóloga positiva de 1,6%. O mercado nacional garantiu cerca de 18,5 mil dormidas, correspondendo a um decréscimo homólogo de 1,3%, enquanto os mercados externos contribuíram com 35,2 mil dormidas, registando um acréscimo, em termos homólogos, de 3,2%.
O registo de hóspedes atingiu 14,4 milhares, apresentando uma taxa de variação homóloga negativa de 2,6%.
De janeiro a novembro, no alojamento local, registaram-se 1 486,3 mil dormidas, valor superior em 28,9% ao registado no mesmo período homólogo. No alojamento local, as ilhas que apresentaram variação homóloga positiva nas dormidas em novembro foram: Graciosa (279,2%), São Miguel (4,2%) e Flores (2,9%). Em sentido inverso, as ilhas de São Jorge (- 19,4%), Santa Maria (-9,7%), Faial (-7,7%), Terceira (-6,4%), Pico (-5,5%) e Corvo (-2,0%) apresentam variação homóloga negativa nas dormidas.
A ilha de São Miguel com 39,8 mil dormidas concentrou 74,3% do total de dormidas do alojamento local, seguindo-se a Terceira com 5,7 mil dormidas (10,5%), o Faial com 3,0 mil dormidas (5,6%) e o Pico com 2,9 mil dormidas (5,5%).
Das respostas declaradas no mês de Novembro, 57,3% dos estabelecimentos de alojamento local activos reportaram que não tiveram movimento de hóspedes.

Turismo no Espaço Rural

No mês de novembro, nos Açores, o turismo no espaço rural registou 5,3 mil dormidas, apresentando uma variação homóloga positiva de 45,0%.
O mercado nacional garantiu 1,2 mil dormidas, correspondendo a um acréscimo homólogo de 33,0%, enquanto os mercados externos contribuíram com 4,1 mil dormidas, registando um acréscimo, em termos homólogos, de 48,8%.
O registo de hóspedes atingiu 1,6 milhares, apresentando uma taxa de variação positiva de 40,4% relativamente ao mês homólogo.
De Janeiro a Novembro, no turismo no espaço rural, registaram-se 137,1 mil dormidas, valor superior em 37,4% ao registado no mesmo período do ano anterior.

Edit Template
Notícias Recentes
União Desportiva do Nordeste comemora os 50 anos do clube
2ª edição da formação “Cidadania Digital: Riscos e Oportunidades da Internet”
Bolieiro manifesta oposição à criação de uma taxa turística regional
Actividade ambulatória de Pediatria regressa amanhã ao HDES
Há 5 municípiosnos Açores com mais procura de casas para viver no campo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores