Edit Template

Vodafone, NOS e MEO não cobram pelo 5G

Vodafone, Nos e Meo vão continuar a permitir que os clientes acedam ao 5G indefinidamente, sem custos adicionais.
Com efeito, as principais operadoras portuguesas decidiram não rentabilizar directamente a quinta geração móvel, ao cobrarem um valor adicional nos tarifários, como chegou a estar em cima da mesa, optando antes por uma evolução natural da tecnologia e por outras formas de rentabilização.
A primeira a anunciar foi a Vodafone, que, no dia 24 de Janeiro, comunicou a decisão: “A partir de dia 1 de Fevereiro, a Vodafone passa a incluir em todos os seus tarifários o acesso livre à rede 5G, permitindo que os seus clientes usufruam, sem encargos adicionais e automaticamente, das potencialidades da quinta geração móvel.”
Já na manhã de Quinta-feira, dia 25, fonte oficial da Nos enviou uma declaração ao jornal ECO dizendo que “vai manter a utilização gratuita da rede 5G para os seus clientes após 31 de Janeiro”, sem dar mais detalhes.
Agora, a Meo acaba de anunciar a oferta do acesso ao 5G “para sempre”, já a partir de Quinta-feira.
A operadora da Altice confirmou ainda a conclusão do desligamento da rede 3G, como já estava previsto:
“Num processo natural de evolução tecnológica, a rede 3G do Meo vai ser descontinuada a 31 de Janeiro, libertando frequências que serão fundamentais para o reforço de qualidade da rede 5G”, referiu num comunicado.
A Meo preparou ainda uma campanha miltimeios para destacar “todo o potencial do 5G”, contando com o piloto português de MotoGP Miguel Oliveira.
Desde que o 5G foi lançado em Portugal, estas três empresas têm vindo a oferecer o acesso gratuito aos clientes ao abrigo de um período experimental. A campanha tem sido sucessivamente prorrogada sempre que o prazo se aproxima do fim, sendo o dia 31 de Janeiro a última data em que deveria expirar.

Edit Template
Notícias Recentes
Venda de casas arrefece e oferta imobiliária aumenta 16% em Ponta Delgada
Oposição vai requerer inconstitucionalidade da polémica prioridade nas creches
Os cinco pisos da ala nascente do HDES já estão reabertos e acolhem 76 doentes
Missa aos sábados na Ermida de Nª Sª da Paz
Tolerância de ponto para a função pública em festas do Pico, Santa Maria e Corvo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores