Edit Template

Bolieiro confirma junto da Federação Agrícola medidas de apoio ao sector

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, acompanhado do Secretário Regional com a tutela da Agricultura, António Ventura, reuniu-se ontem com o Presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita, encontro já marcado antes das eleições que serviu para analisar as medidas em vigor de apoio à lavoura.
No encontro, José Manuel Bolieiro relembrou que a economia produtiva é uma prioridade política da sua governação, como é disso prova, por exemplo, o Acordo de Parceria firmado com vários parceiros sociais, incluindo a Federação Agrícola.
O documento integra referências claras para o futuro e atesta que o Governo dos Açores está comprometido com o sucesso deste sector.
Entre as medidas de apoio ao sector está o compromisso do Executivo em continuar a apoiar o adiantamento dos apoios comunitários relativos ao prémio dos produtos lácteos.
O apoio directo aos jovens agricultores na diminuição dos pagamentos à Segurança Social e apoios a todos os agricultores referentes ao aumento das taxas de juro são também medidas acordadas entre o Governo e a Federação.
Permanece em vigor o apoio à compra de sementes de milho ou de sorgo, a aplicação reformas antecipadas e é para manter a continuidade do fim dos rateios, ao contrário do que acontece na República, medida que veio garantir mais rendimento aos agricultores açorianos.
O Governo dos Açores, em concertação com a Federação Agrícola, quer prosseguir a política de reconversão da produção leiteira em produção de carne, mantendo-se também apoios à redução voluntária da produção de leite.
De recordar também, no campo da carne, o pagamento de apoios ao abate de carne de bovino referente aos efeitos negativos da covid-19 sobre os preços.
Na reunião foi também recordada a abertura de três mil direitos de vacas aleitantes para todas as ilhas, sendo também de salientar que o Observatório Agroalimentar dos Açores está em fase final de instalação.
O Plano Estratégico da Política Agrícola Comum (PEPAC), com medidas de apoio para se alcançarem os objetivos específicos para a Política Agrícola Comum (PAC), receberá candidaturas dos agricultores açorianos para investimento nas explorações agropecuárias.
O diálogo constante com a Federação Agrícola tem dado bons frutos para uma maior assertividade na definição de políticas públicas, conhecendo-se no pormenor as prioridades do setor, conclui uma nota do governo regional.

Edit Template
Notícias Recentes
Desafios da gestão bancária em debate na Faculdadede Economia e Gestão da UAc com Gualter Furtado
Arrancam sessões de apoio aos jovens empreendedores em Ponta Delgada
A última entrevista da Presidente da SATA antes da demissão: “Se este concurso não avançar, o Governo tem até 2025 para concluir com outro concurso”
SITAVA pede ao Governoque “pare imediatamente”com privatização da SATA
Martins Goulart e Mota Amaral e a Lei Eleitoral
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores