Edit Template

Centro de Interpretação do Algar do Carvão custará 2,6 milhões de euros

O Governo dos Açores, através da Secretaria Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, já assinou o contrato da empreitada de construção do Centro de Interpretação Ambiental do Algar do Carvão, na ilha Terceira.
Adjudicada à empresa Marques SA, esta obra representa um investimento de 2,6 milhões de euros e tem um prazo máximo de execução de 540 dias.
Esta empreitada surge na sequência de um concurso público promovido pela Secretaria Regional que tutela as Infraestruturas, em estreita colaboração com a Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas.
A Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas., Berta Cabral, recorda que a intervenção referida contempla o aumento das actuais valências para um edifício com cerca de 1000 m2, de carácter multidisciplinar, sendo constituído por zona de exposições temporárias, instalações sanitárias, copa, bilheteira, zona de exposição permanente, auditório, loja, cafetaria, arrumos e áreas exteriores.
“O novo edifício pretende, conceptualmente, reforçar a ideia de túnel lávico, em que o seu interior é uma sucessão de túneis, cuja cobertura terá vigas a diferentes alturas para dar a ideia de estalactites”, adianta a governante.
O Algar do Carvão é um monumento natural com cerca de 39,34 hectares, localizado na freguesia de Porto Judeu, Angra do Heroísmo e é, actualmente, um dos locais mais visitados, na ilha Terceira, por turistas e locais, conclui uma nota do Governo Regional.

Edit Template
Notícias Recentes
Câmara de Ponta Delgada investe 250 mil euros na requalificação de ruas nas Capelas
Padre açoriano ordenado no Canadá celebra missa nova nas Feteiras
Trabalhadores de terra da SATA decretam greve em Agosto e Setembro
“Tarifa Açores” mantém-se em 2024 e já beneficiou cerca de 1 milhão de passageiros
Oferta de casas para arrendar desceu 12% em Ponta Delgada no último ano
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores