Edit Template

PS exige solução rápida do Governo Regional para resolver problema de escoamento de pescado na ilha do Corvo

Lubélio Mendonça exigiu uma “solução rápida para a dificuldade de escoamento do peixe fresco da ilha do Corvo para o continente”, alertando que esta situação, gerada por alterações das aeronaves da SATA Air Açores que fazem as ligações ao Grupo Ocidental, “já está a provocar descidas nos preços da venda em lota, nas ilhas do Corvo e das Flores”.
O deputado socialista, que falava após reunir com um grupo de pescadores, à saída da lota do Corvo, alertou para a “complexidade da situação da ilha do Corvo”, que “não dispõe de voos nem de capacidade de carga para exportar o pescado em quantidades suficientes”.
“Esta situação já vem a repetir-se, já foi denunciada na vizinha ilha das Flores, é do conhecimento do Governo Regional dos Açores do PSD/CDS/PPM, mas este nada faz para a resolver. Parece que este Governo Regional da coligação hibernou, esquecendo-se que se encontra em funções e que é sua função encontrar soluções para os problemas de todos os açorianos”, salientou Lubélio Mendonça.
Por outro lado, sublinhou, este problema acontece “numa altura em que toda a frota açoriana está em actividade e com bom tempo, o que favorece as capturas”, designadamente de espécies de grande valor comercial, como “o goraz, o congro e o cherne, muito valorizadas no continente”.
“É por isso que exigimos uma solução rápida. Porque os nossos pescadores, que já são dos mais mal pagos nos Açores, estão a perder dinheiro devido à perda de frescura do pescado, por causa das falhas no escoamento. Isto está a acontecer todos os dias”, vincou.
Lubélio Mendonça diz “compreender a posição dos comerciantes”, que se recusam adquirir o pescado sem as garantias que o consigam vender nos mercados externos, o que só “reforça a urgência de se encontrar uma solução”.
“Porque é que o Governo Regional não programa um voo extraordinário, a efectuar pela SATA Air Açores, de modo a escoar todo o pescado que está retido nas ilhas do Corvo e Flores?”, é a questão que Lubélio Mendonça coloca e que merece uma resposta rápida por parte do Governo Regional do PSD/CDS/PPM.

Edit Template
Notícias Recentes
Desafios da gestão bancária em debate na Faculdadede Economia e Gestão da UAc com Gualter Furtado
Arrancam sessões de apoio aos jovens empreendedores em Ponta Delgada
A última entrevista da Presidente da SATA antes da demissão: “Se este concurso não avançar, o Governo tem até 2025 para concluir com outro concurso”
SITAVA pede ao Governoque “pare imediatamente”com privatização da SATA
Martins Goulart e Mota Amaral e a Lei Eleitoral
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores