Edit Template

Bispo presidiu à Procissão do Senhor dos Passos na R. Grande

A solenidade do Senhor dos Passos comemorada na Ribeira Grande, primeiro com a Eucaristia de manhã e depois com a procissão de tarde, é porventura, um dos momentos mais simbólicos em São Miguel, mobilizando algumas centenas de fiéis pelas ruas do concelho nortenho da ilha.Este ano, a festa foi presidida pelo bispo de Angra que na homilia da Missa dominical lembrou, a partir da imagem do Pretório de Pilatos, onde Jesus foi apresentado como culpado, as injustiças do mundo de hoje, como as guerras e a violência nas relações, a pobreza e a exclusão social e as dependências, que afetam cada vez mais jovens.
“Ali, sob a aparência de julgamento e vergonha de justiça simulada, é condenado um inocente” afirmou o prelado destacando que se trata de “uma cena que se repete hoje um pouco por todo o lado: a condenação, exploração ou esquecimento de inocentes. Basta pensar nas tragédias da guerra e outras que matam inocentes esfomeados, em toda a pobreza e exclusão social de que fala o Relatório da Cáritas portuguesa ao apontar mais de 500 mil pessoas que vivem em privação material e social severas”, disse o bispo durante a homilia.

Edit Template
Notícias Recentes
Venda de casas arrefece e oferta imobiliária aumenta 16% em Ponta Delgada
Oposição vai requerer inconstitucionalidade da polémica prioridade nas creches
Os cinco pisos da ala nascente do HDES já estão reabertos e acolhem 76 doentes
Missa aos sábados na Ermida de Nª Sª da Paz
Tolerância de ponto para a função pública em festas do Pico, Santa Maria e Corvo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores