Edit Template

Vem aí mau tempo para todas as ilhas

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu ontem avisos amarelos para as ilhas dos Açores devido às previsões de agitação marítima, com ondas que poderão chegar aos sete metros, e vento, a partir desta terça-feira.
De acordo com o aviso meteorológico do IPMA, o mau tempo deverá começar a atingir as ilhas do grupo Ocidental (Flores e Corvo), que vão estar sob aviso amarelo devido à agitação marítima, com “ondas de noroeste de seis a sete metros”, já a partir das 17 horas desta terça-feira, até às 5h de quinta-feira.
Flores e Corvo vão estar ainda sob aviso amarelo devido ao “vento, direcção de oeste (W), rodando para noroeste (NW)”, entre as 02h e as 17h de quarta-feira.
No grupo Oriental (São Miguel e Santa Maria), o aviso amarelo por causa das previsões de “ondas de noroeste de seis a sete metros” é válido entre as 11h de quarta-feira e as 05h de quinta-feira.
As duas ilhas do grupo Oriental vão estar também sob aviso amarelo por causa do “vento, direção de oeste (W), rodando para noroeste (NW)”, entre as 11h e as 23h de quarta-feira.
Já no caso do grupo Central (Terceira, São Jorge, Pico, Graciosa e Faial), o aviso amarelo de agitação marítima, com previsão de “ondas noroeste de seis a sete metros”, é válido entre as 23h desta terça-feira e as 05h de quinta-feira.
O IPMA emitiu igualmente para o grupo Central aviso amarelo devido ao “vento, direcção de oeste (W), rodando para noroeste (NW)”, que estará activo entre as 05h e as 20h de quarta-feira.
O aviso amarelo, o menos grave de uma escala de três, é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas actividades dependentes da situação meteorológica, conclui uma nota do IPMA.

Edit Template
Notícias Recentes
Câmara de Ponta Delgada investe 250 mil euros na requalificação de ruas nas Capelas
Padre açoriano ordenado no Canadá celebra missa nova nas Feteiras
Trabalhadores de terra da SATA decretam greve em Agosto e Setembro
“Tarifa Açores” mantém-se em 2024 e já beneficiou cerca de 1 milhão de passageiros
Oferta de casas para arrendar desceu 12% em Ponta Delgada no último ano
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores