Edit Template

Madalena do Pico comemorou 301 anos

O mais jovem concelho da ilha do Pico comemorou, Sexta-feira, o seu 301º aniversário de elevação a Vila.
“Celebrando a História da nossa Terrae das nossas Gentes”, foi o tema da efeméride assinalada com a tradicional Eucaristia e jantar de confraternização, que contou com a presença do Presidente do Governo dos Açores e do Secretário Regional das Finanças e Administração Pública, bem como de diversas forças vivas do concelho, nomeadamente os Bombeiros Voluntários, uma vez que se comemora igualmente o Dia Municipal do Bombeiro.
Asseverando que “assegurar o crescimento económico e o progresso social da nossa Terra” é prioritário, Catarina Manito, Presidente Câmara da Madalena, enalteceu a importância da cooperação institucional.
“Juntos vamos ganhar o futuro! Por um concelho solidário, coeso e dinâmico que não se cansa de buscar o crescimento, a modernidade e a prosperidade”.
Ao longo do evento, foi ainda atribuída a medalha de mérito profissional aos trabalhadores da edilidade com mais de 25 anos de serviço, enaltecendo o seu contributo no desenvolvimento da Madalena.
Por sua vez, o Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, valorizou o “caloroso acolhimento” de “enorme estima” dos presentes, deixando palavras de incentivo à nova Presidente da Câmara, Catarina Manito, o Presidente do Governo demonstrou confiança “pessoal e institucional” na autarca para enfrentar os desafios que o município da ilha do Pico atravessa.
Reiterando a importância que o “poder local” tem enquanto parceiro de desenvolvimento dos Açores, José Manuel Bolieiro enalteceu a capacidade de fixação de pessoas que a Madalena tem conseguido nos últimos anos.
“Quero deixar-vos uma nota de compromissos para o futuro”, acrescentou ainda, perante dezenas de convidados.

Edit Template
Notícias Recentes
Desafios da gestão bancária em debate na Faculdadede Economia e Gestão da UAc com Gualter Furtado
Arrancam sessões de apoio aos jovens empreendedores em Ponta Delgada
A última entrevista da Presidente da SATA antes da demissão: “Se este concurso não avançar, o Governo tem até 2025 para concluir com outro concurso”
SITAVA pede ao Governoque “pare imediatamente”com privatização da SATA
Martins Goulart e Mota Amaral e a Lei Eleitoral
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores